Perguntar
Fechar

Exame de Urina: como se preparar e entender os resultados

Dra. Juliana Guimarães
Dra. Juliana Guimarães
Doutora em Saúde Pública

O exame de urina é uma ferramenta para o diagnóstico principalmente, de doenças do aparelho urinário e renais. Os exames de urina são: tipo 1, exame de 24 horas e o exame de urinocultura.

O exame de urina tipo 1 é o exame mais solicitado e traz informações importantes sobre o estado de saúde geral. É também chamado de exame de urina EAS – Exame Anormal de Sedimento.

Como coletar a urina?

  • A urina deve ser coletada em recipiente próprio, geralmente fornecido pelo laboratório;
  • Não é necessário jejum;
  • Para as mulheres, é recomendado fazer a higiene antes da coleta;
  • Coletar a urina desprezando o jato inicial, pois utiliza-se o jato médio. Isto é recomendado para evitar que resíduos e bactérias presentes na uretra contaminem a urina a ser analisada, evitando resultados falsos positivos, especialmente, para infecções;
  • A urina deve ser analisada no máximo duas horas após a coleta;
  • Sempre informe ao funcionário se estiver em uso de qualquer medicamento.

Como entender os resultados do exame de urina tipo 1?

Para verificar o resultado dos exames observa-se os parâmetros normais da tabela abaixo.

ComponentesParâmetros Normais
ColoraçãoAmarelo citrino ou amarelo claro
TurvaçãoLímpida
ph de 5,5 a 7,5
Densidade1,005 a 1,030
GlicoseAusente
ProteínasAusentes
Corpos cetônicosAusentes
HemoglobinaAusente
BilirrubinaAusente
UrobilinogênioAusente
NitritosAusentes
LeucócitosPoucos/alguns/ausentes
Células epiteliaisRaras

Embora de fácil compreensão, os resultados do exame de urina devem ser associados aos sintomas clínicos que a pessoa apresenta e deve ser sempre interpretado pelo médico. Isto garante um tratamento adequado.

Explicação dos componentes do exame e o que podem significar

Coloração alaranjada ou avermelhada da urina

Pode ocorrer pela presença de sangue na urina. Pode indicar doenças renais ou do trato urinário. Existe possibilidade de o uso de alguns medicamentos tornar a urina azul, verde ou laranja. Por este motivo, informe sempre o uso de medicamentos.

Urina turva

A urina turva é causada pela presença de bactérias ou descamações em excesso das células do sistema urinário. Em alguns casos sinaliza a presença de uma infecção.

pH da urina

  • Elevado (acima do parâmetros normais): pode ser provocado por cálculos renais, infecção do sistema urinário e uso de medicamentos.
  • Reduzido (abaixo de 5,5): indica perda de potássio, dieta rica em proteínas, infecção do sistema urinário por uma bactéria específica (Escherichia colli), diarreias severas, uso de anestésicos ou medicamentos.

Densidade (concentração da urina)

  • Densidade reduzida, ou mais diluída, pode ocorrer por quadro de Insuficiência renal crônica, hipotermia, aumento da pressão intracraniana, diabetes e hipertensão arterial
  • Densidade elevada, mais concentrada, são causadas por quadros de diarreias e vômitos, febre, diabetes mellitus, insuficiência cardíaca, entre outras.

Proteína na urina

A presença de proteínas na urina pode ser causada por doenças renais ou diabetes. No caso da diabetes é comum encontrar proteínas no exame.

Glicose na urina

As pessoas diabéticas apresentam glicose na urina. Alterações renais podem causar aumento de glicose no exame de urina.

Corpos cetônicos na urina

Presentes em exames de urina de pacientes diabéticos. Ocorre também em caso de jejum prologando. Por este motivo reforça-se que o jejum é desnecessário para a realização de exames de urina.

Hemoglobina na urina

São as células vermelhas do sangue. Portanto, se houver hemoglobina no exame de urina, significa que há sangue na urina. Ocorre por hemorragias do sistema urinário, infecções urinárias, cálculo renal, entre outras doenças. Se uma mulher em período menstrual realizar exame de urinam apresentará hemoglobina na urina por contaminação. Recomenda-se repetir o exame.

Bilirrubina na urina

A bilirrubina atribui à urina uma cor muito amarela. A presença de bilirrubina no exame de urina pode ser provocada por doenças hepáticas e biliares. Os recém-nascidos costumam ter valores altos de bilirrubina, sendo portanto normal quando o seu exame de urina vem com esta alteração.

Urobilinogênio na urina

Seus valores anormais são comuns em doenças do fígado.

Nitrito

Indica presença de infecção urinária bacteriana.

Leucócitos na urina

Quando elevados indicam inflamações ou infecções do trato urinário.

Hemácias na urina

Indicam lesões inflamatórias ou por traumas do sistema urinário ou dos rins.

Células epiteliais na urina

Indicam lesões renais ou do aparelho urinário.

Exame de Urina de 24 horas

Este exame é feito por meio da coleta de urina eliminada durante um dia inteiro (24 horas). Utiliza-se um recipiente grande para acumular a urina. Em laboratório, serão analisadas basicamente a quantidade de urina e a sua composição. Pode auxiliar no diagnóstico de perda de proteínas, problemas no sistema de filtração dos rins e, em mulheres grávidas, pode ajudar a detectar a pré-eclâmpsia.

Urinocultura

É utilizada para identificar a bactéria específica que está causando a infecção urinária. Permite também verificar a sensibilidade ou resistência da bactéria aos antibióticos testados. Este exame torna o tratamento mais eficaz.

IMPORTANTE: a alteração de cada um dos componentes do exame de urina pode indicar diferentes doenças que requerem cuidados específicos. Somente o médico pode interpretá-los corretamente e indicar o melhor tratamento.

Pode também interessar:

O que são piócitos na urina?

Bactérias na urina são sinal de infecção urinária?