O que é realmente um orgasmo?

Dra. Rafaella Eliria Abbott Ericksson
Dra. Rafaella Eliria Abbott Ericksson
Clínica médica e Neurologia

Do ponto de vista físico, o orgasmo é uma resposta do sistema nervoso parassimpático aos estímulos que são aplicados nos órgãos genitais. O orgasmo não é somente produzido pelo estímulo físico diretamente nos genitais, é também resultado de estímulos visuais, da imaginação e da cumplicidade com o seu parceiro ou parceira.

Nas mulheres, o prazer ocorre de forma mais complexa. Inclui sim os estímulos físicos, a exploração dos sentidos (tato, visão, audição, olfato, paladar), envolvimento e intimidade com o parceiro ou parceira, mas, mais que isso, abrange o seu conhecimento sobre o próprio corpo.

Este conhecimento permite perceber aquilo que proporciona prazer, o que provoca dor, o que você não gosta e também aquilo que não produz nenhum efeito.

Orgasmo

O autoconhecimento e o estado psicológico são importantes. Pessoas muito estressadas ou que têm ansiedade e depressão tendem a ter algum comprometimento da sua vida sexual.

O orgasmo não deve ser visto como o objetivo final de uma relação sexual e sim uma consequência do interesse, do envolvimento, do desejo do parceiro e do conhecimento sobre a sua própria sexualidade. Para isto não existem regras.

Busque conhecer o seu corpo, saiba o que gosta e o que dá prazer; comunique-se com o seu parceiro ou parceira, permitindo que ele ou ela conheça os seus gostos, invista nas preliminares, comunique-se durante a relação sexual.

Estas dicas podem ser um bom começo para aumentar a qualidade da sua vida sexual. Para maiores esclarecimentos converse com o seu médico ou com um profissional nessa área;

Veja também

Porque não consigo gozar com homem nenhum?