Perguntar
Fechar
O que é realmente um orgasmo?
Dra. Rafaella Eliria Abbott Ericksson
Dra. Rafaella Eliria Abbott Ericksson
Clínica médica e Neurologia

Do ponto de vista físico, o orgasmo é uma resposta do sistema nervoso parassimpático aos estímulos que são aplicados nos órgãos genitais. O orgasmo não é somente produzido pelo estímulo físico diretamente nos genitais, é também resultado de estímulos visuais, da imaginação e da cumplicidade com o seu parceiro ou parceira.

Nas mulheres, o prazer ocorre de forma mais complexa. Inclui sim os estímulos físicos, a exploração dos sentidos (tato, visão, audição, olfato, paladar), envolvimento e intimidade com o parceiro ou parceira, mas, mais que isso, abrange o seu conhecimento sobre o próprio corpo.

Este conhecimento permite perceber aquilo que proporciona prazer, o que provoca dor, o que você não gosta e também aquilo que não produz nenhum efeito.

O autoconhecimento e o estado psicológico são importantes. Pessoas muito estressadas ou que têm ansiedade e depressão tendem a ter algum comprometimento da sua vida sexual.

O orgasmo não deve ser visto como o objetivo final de uma relação sexual e sim uma consequência do interesse, do envolvimento, do desejo do parceiro e do conhecimento sobre a sua própria sexualidade. Para isto não existem regras.

Busque conhecer o seu corpo, saiba o que gosta e o que dá prazer; comunique-se com o seu parceiro ou parceira, permitindo que ele ou ela conheça os seus gostos, invista nas preliminares, comunique-se durante a relação sexual.

Estas dicas podem ser um bom começo para aumentar a qualidade da sua vida sexual. Para maiores esclarecimentos converse com o seu médico ou com um profissional nessa área;

Veja também

Porque não consigo gozar com homem nenhum?

Tenho dores na relação e não sinto prazer...
Dr. Charles Schwambach
Dr. Charles Schwambach
Médico

Pela sua descrição seu problema está relacionado, provavelmente, com o lado emocional e psicológico do sexo. A relação sexual para a mulher é muito mais complexa que para o homem, existem muitos fatores que interferem no desejo sexual feminino (aspectos culturais, religiosos, filhos, o parceiro, suas experiências anteriores em relação ao sexo, traumas de infância e assim por diante). Precisa de ajuda especializada: um ginecologista e um psicólogo.

Não consigo ter um bom desempenho sexual, não sinto prazer, vagina muito seca. O que fazer?

Seria interessante repensar seus momentos de ato sexual, avaliar o porquê não sente prazer, o que lhe sucede no momento. Talvez boas conversas com seu parceiro e o auxilio de um ginecologista irá ajudá-la.

Não consigo mais sentir prazer, não consigo mais fazer...
Dra. Rafaella Eliria Abbott Ericksson
Dra. Rafaella Eliria Abbott Ericksson
Clínica médica e Neurologia

Você deve procurar um urologista, para tratamento do seu problema de libido e impotência sexual.

Existem algumas situações que podem causar esses sintomas e que apresentam boa resposta ao tratamento correto.

Portanto, recomendamos agendar uma consulta e seguir as orientações médicas oferecidas.

O que causa impotência sexual?

A causa mais comum de impotência atualmente, especialmente em jovens, é o transtorno de ansiedade generalizada, ou transtornos de humor.

A falta de interesse ou prazer nas coisas, como descrito em seu relato, sugere um sintoma de síndrome depressiva, doença gerada e mantida por um transtorno químico, por isso, por mais que se esforce, sem ajuda profissional dificilmente chegará à cura completa.

Outras causas de impotência são: Uso de certos medicamentos, como antidepressivos e classes de anti-hipertensivos; doenças crônicas de longa data, como a diabetes, obesidade e doenças neurológicas; tabagismo; alcoolismo; idade avançada; cirurgias, como a ressecção da próstata e doenças renais.

Leia também: Anabolizantes causam impotência?

Qual o tratamento para impotência?

O tratamento varia com a causa, mas em geral deve ser tratada a causa base, como troca de medicamentos, ajustes de doses e adotar hábitos de vida saudáveis.

Além das medidas gerais e tratar a causa base, é importante associar psicoterapia, com profissional nessa área, medicamentos e mais raramente, pode ser indicada cirurgia.

Impotência tem cura?

Sim. A maioria das vezes, com o tratamento adequado e devido acompanhamento, os pacientes ficam completamente curados.

Saiba mais no artigo: Impotência sexual tem cura? Como é o tratamento?

O médico urologista é o responsável por avaliar os casos de libido e impotência, por ser o médico especializado na saúde do homem.