Perguntar
Fechar

Cesariana

Os pontos da cesárea estão inflamados. O que fazer?
Dra. Nicole Geovana
Dra. Nicole Geovana
Medicina de Família e Comunidade

Se os pontos da cesárea estão inflamados é importante você procurar o/a seu/sua médico/a obstetra ou o/a médico/a de família da Unidade de saúde mais próxima da sua casa.

A inflamação dos pontos da cesariana podem ser decorrentes de alguma infecção, que pode piorar rapidamente se não for devidamente tratada. Ou então, pode sinalizar um processo inflamatório que precisa de cuidados adequados.

Caso os pontos estejam mesmo infeccionados, provavelmente você terá que tomar antibióticos. Dependendo da situação, pode até ser necessário drenar alguma ferida infectada no local da cesárea.

A inflamação tende a melhorar em poucos dias após o início do tratamento. É importante lembrar que, mesmo sem sinais de infecção ou inflamação, os medicamentos devem ser mantidos durante o tempo determinado pelo/a médico/a.

Nos casos em que não há presença de infecção e haja apenas um processo inflamatório, você poderá fazer compressas mornas no local e tomar os anti-inflamatórios recomendados pelo/a médico/a. Lembre-se de realizar repouso sempre que possível e evitar pegar peso principalmente nos 40 dias após o parto.

Se não houver melhora dos sintomas, informe o/a médico/a. Pode haver necessidade de mudar o medicamento ou talvez exista algum problema que precisa ser investigado.

Os sinais e sintomas de uma inflamação ou infecção nos pontos da cesárea são: vermelhidão, aumento da temperatura local, dor, secreção com sangue ou pus, inchaço e aumento da sensibilidade local.

Procure o/a seu/sua médico/a obstetra ou o/a médico/a de família para uma avaliação adequada e prescrição devida dos medicamentos.

Leia também:

Que cuidados devo ter com os pontos cirúrgicos?

Como é a recuperação após cesariana?

Quanto tempo depois da cesárea posso voltar para a academia?

Como é a recuperação após cesariana?
Dr. Marcelo Scarpari Dutra Rodrigues
Dr. Marcelo Scarpari Dutra Rodrigues
Médico

O tempo total de recuperação após uma cesariana varia de mulher para mulher: enquanto algumas conseguem ficar de pé apenas algumas horas após a cirurgia, outras precisam de mais tempo para se recuperar, principalmente se houver algum tipo de complicação durante o parto.

A recuperação completa não é fácil, pois é uma cirurgia de grande porte e o corpo precisará de cerca de seis meses para se recompor. Entre 10 e 12 horas depois da cesárea, a mulher deve tomar um banho, o que pode ser aparentemente difícil. 

Provavelmente a mulher vai precisar de ajuda e a enfermeira ou um acompanhante poderão ser necessários. Será necessário ajuda para deitar-se e para levantar-se da cama, por isso será mais fácil se alguém puder ficar de acompanhante para entregar o bebê à mãe quando ele chorar ou quiser mamar.

Tempo de internamento hospitalar:

O tempo de internamento hospitalar para o parto por cesariana é geralmente de três dias, e após este período se a mulher e o bebê estiverem bem, poderão ir para casa, mas em alguns casos os dois ou um dos dois poderão ficar mais alguns dias no hospital para recuperar de alguma situação, o que pode ocorrer por exemplo se o bebê apresentar icterícia.

Recuperação em casa:

Após receber alta hospitalar, a mulher deverá se recuperar em casa. É aconselhável ter uma ajuda extra, especialmente nos primeiros dias. A mulher deverá evitar esforços, dedicando-se apenas ao seu bem estar, à amentação e aos cuidados com o bebê. Tarefas domésticas não devem ser prioridade e por isso toda ajuda é bem vinda.

Recomenda-se usar uma cinta pós-parto para aumentar o conforto, amenizar a sensação de que os órgãos estão soltos dentro do abdômen e para reduzir o risco de seroma na cicatriz.

Saiba mais em: O que é seroma e como é o tratamento?

É necessário também usar um absorvente noturno por causa do sangramento que irá ocorrer, semelhante a uma menstruação forte, que pode durar até 60 dias.

Quanto à cicatriz, os pontos só devem ser retirados oito dias após a cesária e ela poderá ser lavada normalmente durante o banho. No caso da mulher estar com muitas dores, poderá tomar o analgésico prescrito pelo médico.

Leia também: Os pontos da cesárea estão inflamados. O que fazer?

O pós operatório deve ser acompanhado pelo seu ginecologista, sempre que for possível. Ele poderá atuar no caso de qualquer complicação.

Quanto tempo depois de uma cesariana posso ter relações sexuais?
Dra. Nicole Geovana
Dra. Nicole Geovana
Medicina de Família e Comunidade

 O tempo para voltar a ter relações sexuais depois da cesariana dependerá de cada mulher. Em geral, é recomendado evitar as relações sexuais nos primeiros 40 dias após o procedimento. Isso porque durante esse período, o aparelho reprodutor da mulher está se readaptando, juntamente com outros órgãos internos. Além disso, o local da ferida operatória está em cicatrização.  

Com essa readaptação, a mulher pode sentir algum desconforto com a relação sexual. Por isso, o tempo para voltar a ter relações sexuais fica muito individualizado. 

É importante respeitar seu corpo e seus desejos e voltar a ter relações sexuais quando realmente se sentir confortável e segura para isso. 

Na consulta pós parto, a mulher pode tirar suas dúvidas com o/a médico/a ou enfermeiro/a atendente. 

Quanto tempo após cesariana posso engravidar?
Dr. Ivan Ferreira
Dr. Ivan Ferreira
Médico

Após uma cesariana deve-se esperar de 18 a 24 meses para engravidar novamente, porque engravidar antes dos 18 meses após uma cesariana, pode trazer riscos à mulher e ao bebê devido à possibilidade de ocorrer ruptura uterina decorrente da fragilidade da parede do útero causada por gravidez e cesariana recente.

Outros problemas que podem ocorrer em intervalos curtos entre uma gravidez e outra são:

  • Anemia por falta de ferro (anemia ferropriva): devido à falta de tempo para o organismo materno recuperar o ferro perdido durante a gestação anterior.
  • Placenta prévia (quando a placenta fica implantada mais próximo do colo uterino): risco de sangramentos intensos, impossibilidade de parto normal, morte fetal.
  • Partos prematuros e baixo peso do bebê ao nascer.

O obstetra é o médico que deve ser consultado para orientar o espaçamento necessário entre duas gravidezes.

Leia também: Quanto tempo depois de perder o bebê posso engravidar?

É possível realizar sem risco 5 cesáreas?
Dr. Charles Schwambach
Dr. Charles Schwambach
Médico

Com risco ou não o que entrou tem que sair, não tem outro jeito não: se estiver mesmo grávida comece a rezar para dar tudo certo (vai dar.) e se não estiver trate de se cuidar, não pode brincar com sua saúde não. Você não deve mais engravidar.

Com quantas semanas podemos fazer uma cesariana?
Dr. Charles Schwambach
Dr. Charles Schwambach
Médico

Cesariana pode ser feita com qualquer idade gestacional, tudo depende de quais são os motivos para se fazer a cesária. Se for para ganhar o bebê com vida e sem problemas, deve ser feita com 40 semanas.

Parto normal ou cesariana, o que preferir?
Dr. Gabriel Soledade
Dr. Gabriel Soledade
Médico

Os dois tipos de partos, normal e cesariana ou cesárea, têm vantagens e desvantagens. Por isso, essa decisão deve ser tomada com bastante cuidado, pela gestante e seu/sua médico/a.

O parto normal é a forma considerada "natural" do nascimento. Acredita-se que ofereça menos riscos de complicações tanto para a mulher quanto para o bebê nesse tipo de parto. A mulher, em geral, se recupera mais rapidamente do que na cesárea, há menor chance de infecção, trombose e hemorragia.

A cesariana, por outro lado, é a forma mais indicada em situações médicas específicas em que a via vaginal ofereça riscos para a mãe ou o bebê. Por exemplo, quando o bebê está transverso ("de atravessado" na barriga da mãe), no caso de desproporção céfalo-pélvica (cabeça do bebê maior que o canal de parto da mãe), ou na ocorrência de placenta prévia, em que a placenta se localiza na frente do bebê, impedindo a sua passagem.

Entre as mulheres, é frequente acreditar que a cesárea não dói. É fato que a anestesia realizada bloqueia totalmente a dor durante o procedimento, mas não se pode esquecer que se trata de uma cirurgia abdominal e, assim como qualquer outra, pode apresentar dor no pós-operatório, que costuma ser mais intensa e durar mais tempo do que no parto normal.

Entretanto, quando ocorre a necessidade de realização de uma abertura maior no canal do parto em um parto normal, chamado episiotomia, também pode haver dor e risco de infecção na cicatriz cirúrgica, devido sua localização.

Parto cesariana Como é feito o parto cesárea ou cesariana?

O parto cesárea ou cesariana é uma cirurgia, realizada com anestesia raquidiana ou peridural, aplicada no espaço entre as vértebras da coluna. O tempo de duração de uma cesariana costuma ser de uma hora.

Quando a cesárea é indicada?

A cesariana é indicada quando o bebê está sentado, em casos de descolamento de placenta e quando a cabeça do bebê é muito maior que o canal de passagem da pelve da mãe.

No Brasil, a taxa de cesáreas é uma das maiores do mundo. Nos hospitais particulares brasileiros, cerca de 80% dos partos são cesarianos. Esse tipo de parto traz uma série de vantagens para os médicos e para os hospitais que o atendem, já que pode ser "agendado" e, desse modo, o hospital consegue controlar melhor os horários dos funcionários, materiais e equipamentos utilizados. Além disso, não é necessário esperar o tempo de evolução do trabalho de parto, que pode levar várias horas.

O parto vaginal é imprevisível, ou seja, exige que equipes completas e todos os materiais estejam de prontidão durante 24 horas por dia, o que consome mais recursos do hospital.

Como é a recuperação da cesariana?

Após o parto, a mulher só pode se levantar depois de 6 a 12 horas. Os pontos do local da cirurgia são retirados cerca de 10 a 15 dias após o parto. No pós-operatório, é comum a ocorrência de dor e distensão abdominal.

Quais são os riscos do parto cesárea?

O maior risco da cesariana é a ocorrência de infecções e trombose, que são os riscos comuns em cirurgias dessa dimensão.

Parto cesárea traz vantagens para o bebê?

Depende. Nos casos que oferece risco para a vida do bebê, como asfixia neonatal (falta de oxigenação) durante o parto, quando o parto não evolui, é evidente o benefício. Sem indicação efetiva para a cirurgia não há vantagens específicas para o bebê.

Parto normal Como é feito o parto normal?

Durante o parto normal, existe um trabalho de parto que provoca contrações uterinas e dilatação do colo do útero quando o bebê vai nascer. A dilatação do colo do útero é verificada e deve estar medindo 10 cm. No caso da dilatação não ser suficiente para o bebê passar, é feito um corte cirúrgico na região perineal.

Assim que o colo do útero atinge a sua dilatação máxima e as contrações ficam mais fortes, o bebê é pressionado pelas paredes do útero e, com a ajuda da mãe, acaba por ser expulso do útero.

O parto normal também pode ser feito com uma anestesia que previne as dores, sem interferir com a participação da gestante no trabalho de parto. As anestesias usadas no parto normal são as mesmas usadas na cesárea, porém, em doses menores.

Quanto tempo dura um parto normal?

Todo o trabalho de parto até à expulsão do bebê pode levar até 15 horas, caso seja o primeiro parto. Como é a primeira vez que o corpo da mulher está sofrendo essa dilatação, ele costuma ser mais lenta, ao ritmo de 1 cm por hora.

Como é a recuperação do parto normal?

No parto normal, a recuperação é mais rápida e simples que na cesárea. A mulher pode se levantar logo depois do parto, não há dores na recuperação e os pontos saem naturalmente.

Qual é a vantagem do parto normal para o bebê?

A vantagem para o bebê é a saída do excesso de líquido que está acumulado nos pulmões, pois precisa passar pela pelve estreita e apertada da mãe. A saída desse líquido dos pulmões reduz os riscos de complicações respiratórias.

Quais são as desvantagens e riscos no parto normal?

No parto normal também existem desvantagens e riscos, os quais as mulheres devem ser informadas, como risco de laceração do assoalho pélvico, músculos que sustentam os órgãos da pelve, causando incontinência de urina ou fezes. Pode apresentar dor intensa, e o bebê pode sofrer complicações neurológicas, como asfixia, ou lesão de nervos (como o plexo braquial), caso a evolução do parto não aconteça conforme o esperado.

Existem casos, na maioria das vezes, favoráveis sim ao parto normal, e casos bastante desfavoráveis.

Portanto, com avaliação de critérios adequados e acompanhamento regular do pré-natal, o parto poderá ser definido entre a gestante e seu/sua médico/a assistente.

Parto normal após cesariana é perigoso?
Dra. Ângela Cassol
Dra. Ângela Cassol
Médico

Um parto normal após cesariana pode ser perigoso, se a mulher tiver antecedente de três ou mais cesáreas. Isso porque na cesárea o obstetra corta o útero numa região específica para poder retirar o bebê e nas cesarianas seguintes o local de abertura uterina é o mesmo da cicatriz anterior.

Por isso, acredita-se que após três cesáreas essa cicatriz passe a ser um local mais suscetível de rotura, tanto devido ao crescimento do útero durante a gravidez como e, principalmente, devido às contrações do trabalho de parto. 

Alguns obstetras optam por parto cesariana se a mulher tiver antecedente de duas ou três cesarianas, pelo risco de rotura uterina (rompimento do útero), e com isso um risco de morte fetal e materna (por sangramento).

Também pode lhe interessar: Quantas cesáreas uma mulher pode fazer?

O seu obstetra deverá orientá-la sobre a melhor opção para o parto.  

Depois da cesariana minha barriga ficou muito feia...
Dr. Charles Schwambach
Dr. Charles Schwambach
Médico

Precisa ir a um médico que ira ver sua barriga (sem ver é quase impossível responder sua pergunta) e ai ele vai te ajudar indicando qual procedimento deve fazer.

Existe cirurgia para tirar o excesso de gordura da barriga?
Dr. Charles Schwambach
Dr. Charles Schwambach
Médico

Esse tipo de cirurgia existe sim, chama-se abdominoplastia e já tive pacientes que fizeram durante a cesárea, somente não sei dizer se é indicado fazer junto com a cirurgia de cesariana (provavelmente não deve haver nenhum problema).

Cefalexina e tenoxicam, mas estou amamentando?
Dr. Charles Schwambach
Dr. Charles Schwambach
Médico

Pode e deve tomar sim, não vão fazer mal para seu bebê.