Perguntar
Fechar

Rinite

Gosto de Sangue e Dor de Cabeça o que pode ser?
Dra. Nicole Geovana
Dra. Nicole Geovana
Medicina de Família e Comunidade

Gosto de sangue e dor de cabeça pode ser sinusite, rinite, amidalite ou até mesmo resfriado ou gripe em processo inicial. É importante observar também a presença de outros sinais e sintomas. No caso dessas doenças, podem surgir também:

  • Sinusite:

    • Dor na região anterior da cabeça, ao redor dos olhos, no céu da boca, na testa ou nas bochechas;
    • Sensação de pressão na cabeça;
    • Nariz entupido;
    • Secreção nasal de cor amarela ou esverdeada;
    • Febre;
    • Mal-estar;
    • Perda de apetite;
    • Tosse;
    • Cansaço.
  • Rinite:
    • Corrimento e congestão nasal;
    • Coceira no nariz, nos olhos e no céu da boca;
    • Espirros;
    • Lacrimejamento;
    • Olheiras.
  • Amigdalite (bacteriana):
    • Dor intensa ao engolir;
    • Febre;
    • Indisposição e mal estar;
    • Dor de cabeça;
    • Calafrios;
    • Placas de pus brancas nas amígdalas;
    • Vermelhidão na garganta;
    • Nódulos ou caroços no pescoço.
  • Gripe e resfriado (geralmente apresentam os mesmos sintomas, sendo mais intensos na gripe e mais leves no resfriado):
    • Febre;
    • Tosse;
    • Dor de garganta;
    • Dores no corpo;
    • Mal estar.

Para saber ao certo o que está causando essa dor de cabeça acompanhada pelo gosto de sangue na boca, o melhor é consultar o/a médico/a de família ou otorrinolaringologista para um diagnóstico e tratamento adequados.

Diferenças entre Rinite, Sinusite e Resfriado
Dra. Janyele Sales
Dra. Janyele Sales
Medicina de Família e Comunidade

A melhor forma de saber as diferenças entre rinite, sinusite e resfriado é conhecer um pouco de cada doença, o que são, suas causas e sintomas.

Rinite

O que é: Trata-se de um processo inflamatório da mucosa nasal. Pode ter várias causas. A forma mais comum é a rinite alérgica, frequente em pessoas atópicas e desencadeadas por alérgenos. A rinite alérgica está muito associada a fatores genéticos e ambientais.

Quais os sintomas mais comuns da rinite?

Os principais sintomas da rinite incluem coriza, congestão nasal, coceira no nariz, olhos e céu da boca, espirros, lacrimejamento e olheiras.

Outros sinais e sintomas que podem estar presentes: roncos nasais, tosse, falta de ar, respiração oral, dor de cabeça, rouquidão, diminuição do paladar e do olfato.

Os sintomas da rinite se manifestam após a exposição a algum tipo de alérgeno (pó, pólen, fungos, ácaros, pelos de animais), poluentes, como fumaça de cigarro, ou devido a mudanças bruscas de clima.

As infecções virais também podem provocar uma crise ou piorar os sintomas, uma vez que os vírus lesionam e irritam a mucosa que recobre o aparelho respiratório, tornando-a mais sensível aos alérgenos.

Quais as causas da rinite?

A rinite pode ser causada por inalação de alérgenos (ácaros, pó, pólen, pelos, fumaça, perfumes, entre outros), infecções virais, bacterianas ou fúngicas, inalação de irritantes respiratórios e fatores hormonais.

Sinusite

O que é: Inflamação dos seios paranasais, localizados atrás da testa, bochechas, olhos e osso nasal. Normalmente está associada a processos infecciosos causados por vírus, bactérias ou fungos, processos alérgicos ou irritativos.

A sinusite pode ser aguda ou crônica. Na aguda, a inflamação dos seios paranasais é recente, normalmente decorrente de complicações de algum resfriado. Já na sinusite crônica a inflamação dos seios paranasais pode durar meses ou anos.

Veja também: Qual a diferença entre sinusite aguda e sinusite crônica?

Quais os sintomas mais comuns de sinusite?

Os principais sintomas da sinusite incluem dor na face, dor de cabeça, febre, tosse, espirros, secreção, nariz entupido, dificuldade para respirar e inchaço ao redor dos olhos.

Saiba mais em: Quais são os sintomas da sinusite?

Se a sinusite for causada por bactérias, pode haver ainda mau hálito, perda do apetite e cansaço. Por inclusive haver presença de pus na secreção nesses casos.

Quais as causas da sinusite?

A sinusite tem como principais causas: infecção bacteriana, fúngica ou viral, gripes e resfriados, alergia respiratória e desvio de septo nasal.

Algumas doenças e condições favorecem o desenvolvimento da sinusite, como asma, rinite, bronquite, amigdalite, faringite, gripe ou resfriados.

A sinusite ocorre quando os túneis que escoam o muco produzido nos seios paranasais ficam obstruídos por secreção, inchaço da mucosa ou outra causa. Isso provoca acúmulo desse muco, favorecendo a proliferação de bactérias e causando sinusite.

Por essa razão, a principais causas da sinusite são os distúrbios que causam inchaço da mucosa, como rinite e infecções respiratórias virais.

Resfriado

O que é: Infecção do trato respiratório superior (nariz e garganta), causada por um vírus.

Quais os sintomas mais comuns do resfriado?

O resfriado caracteriza-se pela presença de coriza, congestão nasal, espirros ou tosse, lacrimejamento dos olhos e febre, normalmente baixa.

No início, a pessoa pode apresentar um pouco de dor de garganta. A tosse seca pode ainda permanecer durante semanas após o desaparecimento dos sintomas. A febre em adultos é rara, mas pode ocorrer.

Os sintomas do resfriado geralmente se manifestam entre 24 e 72 horas depois do contágio. O tempo de duração dos sintomas varia entre 5 e 7 dias. Em alguns casos de resfriado, os sintomas podem persistir por até duas semanas.

Qual a causa do resfriado?

Os resfriados são causados por vírus como Rinovírus (RV), Adenovírus e Parainfluenza.

A transmissão do resfriado ocorre pelo contato com vírus presentes em partículas de secreção expelidas por uma pessoa infectada.

Apesar de apresentarem sintomas semelhantes, rinite, sinusite e resfriado são doenças diferentes, mas que podem estar associadas umas às outras.

Caso apresente sintomas de rinite, sinusite ou resfriado, consulte o seu médico de família ou clínico geral para uma avaliação, diagnóstico e tratamento adequados. Em casos de recorrência de sintomas da rinite ou sinusite pode ser necessária uma avaliação pelo médico otorrinolaringologista.

O que é rinite e quais os sintomas?
Dra. Nicole Geovana
Dra. Nicole Geovana
Medicina de Família e Comunidade

Rinite alérgica é a doença crônica mais comum na infância. Em geral, inicia-se quando criança, podendo apresentar melhora dos sintomas ao longo dos anos ou persistir até a vida adulta.

A rinite alérgica  é uma inflamação da mucosa do nariz, de causa alérgica (reação de hipersensibilidade a determinados alérgenos). Os sintomas são desencadeados após a exposição a algum tipo de alérgeno (poeira, pólen, fungos, ácaros, baratas, pelos de animais), poluentes, como a fumaça de cigarro, ou ainda mudanças bruscas climáticas. Infecções virais também podem desencadear ou agravar as crises, já que os vírus causam lesão da mucosa protetora do sistema respiratório, permitindo maior contato com alérgenos. Frequentemente está associada a sintomas oculares, sendo então chamada de rinoconjuntivite alérgica.

Os sintomas da rinite são:

  • Congestão e obstrução nasal;
  • Coriza;
  • Coceira no nariz, olhos e céu da boca;
  • Espirros;
  • Lacrimejamento; 
  • Roncos nasais;
  • Sombreamento infra-ocular e prega nasal. 

Outros sintomas que podem ser observados:

  • Tosse;
  • Falta de ar;
  • Respiração oral;
  • Dores de cabeça;
  • Rouquidão;
  • Diminuição do paladar e olfato.

A rinite alérgica tem forte influência de fatores genéticos e ambientais. A rinite pode implicar em distúrbios do sono, alteração no desempenho escolar ou trabalho, e acarretar ausências na escola ou emprego. Além disso, a respiração oral prolongada pode causar alterações no crescimento craniofacial.​

Rinite tem cura? Qual o tratamento?
Dra. Nicole Geovana
Dra. Nicole Geovana
Medicina de Família e Comunidade

rinite alérgica é uma doença crônica que não tem cura, apesar de poder apresentar melhora ou até resolução dos sintomas com  o passar dos anos ou tratamento adequado.

tratamento visa controlar a doença, aliviando e/ou prevenindo os sintomas através de higiene ambiental, medicamentos e/ou imunoterapia, sendo cada um indicado de acordo com a gravidade dos sintomas e a necessidade de cada paciente. 

O objetivo da higiene ambiental é evitar que a pessoa entre em contato excessivamente com a substância que desencadeia os sintomas, os alérgenos, através de medidas como manter o quarto bem ventilado, evitar ao máximo o acúmulo de poeira, usar colchão coberto com capa protetora, bem como o travesseiro, remoção de mofos, e em especial, evitar contato com fumaça de cigarro e outros tipos de poluentes ambientais.

Os medicamentos usados no tratamento da rinite previnem ou aliviam os sintomas e são escolhidos de acordo com o tipo de rinite. Medicamentos como anti-histamínicos locais (spray nasal) ou sistêmicos (orais), anti-leucotrienos e corticosteroides (nasal) são os remédios mais usados e tem o objetivo de reduzir a inflamação na mucosa nasal. 

O tratamento com imunoterapia é indicado em casos mais graves e que não respondem aos tratamentos convencionais, pode durar alguns anos e tem como objetivo diminuir a sensibilidade do organismo ao alérgeno. 

Além disso, a desobstrução nasal frequente com soro fisiológico também é benéfica ao paciente.

Caso tenha suspeita ou diagnóstico de rinite alérgica, o/a médico/a deverá ser consultado/a para prescrição do tratamento específico conforme necessidade de cada pessoa.

Tenho rinite, sinusite e faringite e tomo remédio por conta!
Dr. Charles Schwambach
Dr. Charles Schwambach
Médico

Eu como médico sou obrigado a dizer que sua conduta é perigosa e inapropriada, porém de certa forma é lógica. Mas nem sempre estará certa, muitas vezes poderá confundir os sintomas, tomar remédio demais ou tomar remédio de menos, poderá ainda mascarar os sintomas de doenças mais perigosas, criar resistência bacteriana devido o uso inadvertido de antibiótico e assim por diante. Quando as coisas são simples sua lógica funciona, mas quando as coisas complicarem sua lógica o colocara em uma situação ainda pior.