Perguntar
Fechar

Caxumba

Caxumba é contagiosa? Qual o tratamento?

Sim. A caxumba, também conhecida como “papeira” ou parotidite infecciosa, é uma doença contagiosa, transmitida pelo contato com secreções das vias aéreas da pessoa infectada.

A transmissão da caxumba ocorre pela disseminação de gotículas de saliva ou secreções nasais infectadas com o vírus, ou seja, provenientes de pessoas infectadas. O contato direto com essas excreções é a forma de transmissão da caxumba.

A caxumba também pode ser transmitida de forma indireta, através do contato com objetos contaminados com saliva ou secreções de alguém que já esteja com caxumba.

O período de incubação do vírus da caxumba varia entre 16 e 18 dias em média. Após esse período surgem os sintomas.

A caxumba já pode ser transmitida no período de incubação, ou seja, 6 a 7 dias antes da manifestação dos sinais e sintomas. O período de transmissão da caxumba só termina depois do 9º / 10º dia de manifestação da doença. O vírus ainda pode estar presente na urina mesmo após duas semanas do início da infecção.

Vale lembrar que depois de adquirir caxumba, a pessoa fica imune contra a doença até ao fim da vida, como se tivesse tomado uma vacina.

Como é o tratamento da caxumba?

Não há um tratamento específico para a caxumba. Podem ser prescritos analgésicos e antitérmicos, para aliviar os sintomas como a dor e a febre, conforme a necessidade do paciente. 

É importante frisar que a pessoa deve permanecer em repouso, afastado de suas atividades escolares e laborais durante o período dos sintomas.

O tratamento da caxumba inclui ainda cuidados com a hidratação e a alimentação. Deve-se evitar alimentos ácidos, que podem causar dor, enjoo e até vômitos. Também é importante manter a pessoa em observação, para identificar eventuais complicações.

Quais são os sintomas da caxumba?

O principal sintoma da caxumba é o aumento de tamanho das glândulas salivares e a febre. Porém, nem todas as pessoas apresentam um aumento aparente das glândulas. Há ainda casos de caxumba que não manifestam sintomas.

A caxumba é mais comum em crianças e adolescentes, mas o vírus pode afetar pessoas de qualquer idade. A evolução da doença normalmente é benigna. Contudo, em casos mais raros, pode haver complicações, com necessidade de internamento e podendo até levar a óbito.

Crianças com menos de 5 anos de idade apresentam desde sintomas que envolvem as vias respiratórias, até, em casos mais graves,a perda de audição. As complicações mais frequentes da caxumba em crianças, embora sejam raras, são as inflamações no cérebro (encefalite) e no pâncreas (pancreatite).

Após a adolescência, a caxumba pode se tornar mais grave e trazer complicações. Em homens adultos, a doença pode causar inflamação dos testículos, causando infertilidade, enquanto nas mulheres a caxumba pode provocar inflamação nas mamas.

Em casos mais raros, pode ocorrer ainda meningite, mas que normalmente não deixa sequelas.

O que é caxumba?

A caxumba é uma doença causada pelo vírus Paramyxoviridae, do gênero Paramyxovirus. O micro-organismo por afetar qualquer tecido que tenha glândulas e nervos no corpo, embora a infecção seja mais frequente nas glândulas parótidas, responsáveis pela produção de saliva. Outras glândulas frequentemente afetadas pela caxumba ficam localizadas próximas ao ouvido.  

Como prevenir a caxumba?

A prevenção da caxumba é feita através da vacina. A vacina é produzida com o vírus inativado e faz parte do calendário de vacinação, fornecida pela rede pública de saúde. 

A vacina contra a caxumba é a tríplice viral (MMR), geralmente administrada entre 12 e 15 meses de vida (1ª dose), 4 e 6 anos (2ª dose) e 11 e 12 anos (3ª dose). 

Mulheres que ainda não tomaram a vacina devem fazê-lo, pois, se a caxumba é adquirida na gestação, pode provocar aborto.

Para tomar a vacina, basta procurar a Unidade Básica de Saúde, com sua carteira de vacinação.

Pode lhe interessar também:

O que é caxumba e quais os sintomas?

O que é sarampo e quais os sintomas?

Quem tem catapora deve evitar o sol por quanto tempo?

Dor no pescoço embaixo da orelha e inchou bastante...

Não sei exatamente o que é, este tipo de lesão se faz o diagnóstico pela visualização da lesão, mas não acredito que seja caxumba, você precisa procurar um médico.

Fui diagnosticada com caxumba e me mantive em repouso...

É pouco provável que volte o inchaço, porém se suas atividades forem muito intensas existe o risco sim.