Perguntar
Fechar

TPM - Tensão Pré-Menstrual

É normal sentir dores na barriga antes da menstruação?
Dr. Charles Schwambach
Dr. Charles Schwambach
Médico

Dor antes da menstruação tipo fisgada, cólica ou contínua (vários tipos) são muito comuns, podem significar apenas variações hormonais normais ou fazer parte da TPM (tensão pré-menstrual), como podem estar associadas com várias doenças como no caso dos cistos de ovário. Precisa ir a um ginecologista para ver o que está acontecendo e tratar.

Leia também: É normal ter cólica fora do período menstrual? O que pode ser e o que fazer?

Quais são os sintomas de TPM?
Dra. Nicole Geovana
Dra. Nicole Geovana
Medicina de Família e Comunidade

Os sintomas da TPM (Tensão Pré-Menstrual) caracterizam-se principalmente pela instabilidade emocional, que começa 3 a 7 dias antes da menstruação devido às oscilações hormonais desse período. Os sintomas da TPM variam de mulher para mulher e podem ser emocionais ou físicos. Os mais comuns são:

  • Variações de humor ( irritabilidade, agressividade, diminuição do interesse);
  • Sensibilidade emocional (choro fácil);
  • Tristeza, nervosismo e ansiedade;
  • Compulsão alimentar, sobretudo por doces;
  • Dor e desconforto na barriga, que pode ficar inchada;
  • Dor e sensibilidade nas mamas, com sensação de inchaço;
  • Distúrbio no sono (sonolência ou dificuldade para dormir);
  • Dor de cabeça;
  • Inchaço no corpo;
  • Cansaço, falta de energia.

Alguns fatores que podem agravar os sintomas da TPM: falta de atividade física, estresse, dieta pouco equilibrada, ficar muitas horas sem comer, tensão ou problemas profissionais, pessoais e afetivos. Os sintomas da Tensão Pré-menstrual tornam-se um problema quando interferem no dia-a-dia da mulher, influenciando a sua capacidade de tomar decisões e o seu relacionamento com outras pessoas.

Sintomas mais leves podem ser amenizados com exercícios físicos e técnicas de relaxamento e meditação além da diminuição do consumo de cafeína e álcool.

O que é a TPM?

A TPM caracteriza-se pela manifestação de vários sintomas físicos e emocionais, que começam 3 a 7 dias antes da menstruação. A Tensão Pré-Menstrual é provocada pelas alterações hormonais que ocorrem nessa fase do ciclo menstrual.

A TPM ocorre porque, quando a mulher está ovulando, há um aumento da produção dos hormônios femininos estrógeno e progesterona.

Esses hormônios controlam a produção de substâncias químicas que atuam na transmissão de impulsos nervosos, como a serotonina, por exemplo. Por isso, quando há um desequilíbrio na produção desses hormônios, ocorre instabilidade emocional.

Quais são os tipos de TPM?

A TPM pode ser classificada como leve, moderada ou grave, conforme a manifestação dos sintomas.

TPM leve

A maioria dos casos de TPM é leve e os sintomas podem ser controlados ou até mesmo cessar com exercícios físicos.

TPM moderada

Na TPM moderada, o nível de instabilidade da mulher já interfere no comportamento das pessoas que convivem com ela. Nesses casos, os sintomas podem ser aliviados com pílula anticoncepcional e prática de exercícios físicos.

TPM grave

A TPM grave interfere no dia-a-dia da mulher, podendo influenciar negativamente as suas decisões e o seu relacionamento interpessoal. O tratamento da TPM grave pode ser feito com medicamentos antidepressivos e pílula anticoncepcional de uso contínuo.

Converse com o/a médico/a de família ou ginecologista para lhe orientar um tratamento específico para aliviar os sintomas da TPM.

Sintomas de TPM após a menstruação é normal? O que pode ser?
Dra. Rafaella Eliria Abbott Ericksson
Dra. Rafaella Eliria Abbott Ericksson
Clínica médica e Neurologia

Não, continuar com os sintomas da TPM após a menstruação não é normal, mas pode eventualmente acontecer, por mais alguns dias. Isso pode ser sinal de alguma desordem hormonal, que fez com que as condições da fase pré-menstrual permanecessem no seu corpo mesmo depois da menstruação acontecer.

A TPM ocorre devido ao aumento acentuado dos níveis de hormônio luteinizante durante a ovulação. Há também um aumento da progesterona seguido por uma diminuição do mesmo para que haja menstruação.

Já a fase pós-menstrual é marcada pelo hormônio estrógeno, que melhora o humor e ameniza os sintomas da TPM.

O que é TPM?

A TPM (Tensão Pré-Menstrual) é uma síndrome que envolve manifestações físicas, emocionais e comportamentais que ocorre em mulheres em fase reprodutiva.

Os sintomas da TPM surgem após a ovulação e desaparecem ou diminuem significativamente após a menstruação. 

Leia também: Quais são os sintomas de TPM?

Qual o tratamento para TPM?

Mulheres com sintomas leves devem mudar o estilo de vida, com uma alimentação saudável, prática de atividade física e redução do estresse.

Quando os sintomas são mais intensos, o tratamento pode incluir medicamentos analgésicos, antidepressivos, anticoncepcionais, suplementos, vitaminas, além das mudanças no estilo de vida.

Também pode lhe interessar: Anticoncepcional para os efeitos da TPM?

Consulte um médico ginecologista para fazer um exame de dosagem hormonal e iniciar um tratamento para a TPM.

Minha barriga fica sempre inchada sinto muito azia...
Dr. Charles Schwambach
Dr. Charles Schwambach
Médico

Bom basicamente você sofre de uma dispepsia associada com constipação (sinal que seu aparelho digestivo é doente e ineficiente) e sofre de tensão pré-menstrual. Precisa tratar sua dispepsia (mudanças alimentação e medicamentos se necessário) e tensão pré-menstrual (anticoncepcional, exercícios físicos e medicamentos sintomáticos) e controlar seu intestino (alimentação equilibrada e saudável com alimentos ricos em fibras, muitos líquidos e exercícios físicos regulares).

Quais os sintomas de disfunção hormonal feminina?
Dra. Rafaella Eliria Abbott Ericksson
Dra. Rafaella Eliria Abbott Ericksson
Clínica médica e Neurologia

Os sintomas no caso de disfunção hormonal feminina podem ser diversos, variando principalmente de acordo com qual hormônio está alterado, se está aumentado ou diminuído, ou ainda se existe mais de um hormônio alterado.

Entretanto, podemos citar alguns dos sintomas que mais encontramos na prática médica, são eles:

  • Irregularidade nos ciclos menstruais: As alterações hormonais deixam os períodos menstruais irregulares, seja na frequência de ciclos em um mês, ou na quantidade de fluxo sanguíneo durante a menstruação;
  • Alterações de humor: Irritabilidade, ansiedade, nervosismo e depressão podem estar relacionados com disfunções hormonais;
  • Mudanças na pele e pelos: Oleosidade excessiva, cravos, espinhas, pele ressecada, excesso de pelos ou queda de cabelo importante;
  • Infertilidade: Apesar da fertilidade feminina diminuir naturalmente com o passar dos anos, as disfunções hormonais podem dificultar uma gravidez mesmo em mulheres jovens, pois diminuem a capacidade reprodutiva da mulher;
  • Alterações ginecológicas: Ressecamento vaginal, diminuição do desejo sexual, dor durante o ato sexual.

Os sintomas da disfunção hormonal feminina manifestam-se sobretudo na TPM (tensão pré-menstrual), na menopausa, gravidez e na síndrome dos ovários policísticos (SOP).

Se observar algum desses sintomas descritos, consulte um médico ginecologista ou endocrinologista.

Selene serve tanto para não ficar grávida como para TPM?
Dr. Charles Schwambach
Dr. Charles Schwambach
Médico

Selene vai prevenir a gravidez com certeza, mas em relação a sua TPM (Tensão Pré-Menstrual) não dá para dizer a mesma coisa, você só vai descobrir depois que começar a tomar.

Tenho TPM antes e depois da menstruação o que eu faço?
Dr. Charles Schwambach
Dr. Charles Schwambach
Médico

Precisa procurar um ginecologista, existem medicamentos e outros métodos que podem te ajudar a enfrentar melhor e controlar esse seu problema, além disso, sugiro a Homeopatia. Os remédios homeopáticos também são bons no combate aos sintomas da TPM.

Chá de amora: para que serve? Tem contraindicações?
Dra. Juliana Guimarães
Dra. Juliana Guimarães
Doutora em Saúde Pública

O chá de amora é feito com as folhas de amora e é utilizado como um potente antioxidante e como coadjuvante nos tratamentos de gastrite, inflamações de boca e garganta, alívio dos sintomas de tensão pré-menstrual e da menopausa e diarreia.

Esta bebida é rica em nutrientes como vitaminas A, C, E, K e vitaminas do complexo B, potássio, cálcio, magnésio, ferro, manganês, leveduras, flavonoides, fibras e substâncias antioxidantes.

1. Ação antioxidante

As folhas e as frutas sem espinhos da amora contêm propriedades antioxidantes, entre eles, a vitamina C. Deste modo, o chá das folhas de amora é capaz de auxiliar a combater os radicais livres causadores do envelhecimento precoce e de algumas doenças a exemplo do câncer.

2. Coadjuvante no tratamento de gastrite

A ação anti-inflamatória do chá de folhas de amora é útil para o tratamento de gastrite no sentido de ajudar a tratar a inflamação da mucosa do estômago. Durante o tratamento de gastrite com H. pylori, a bebida reduz o desconforto provocado por medicações específicas para tratar a infecção por esta bactéria.

3. Ajuda a tratar inflamações de boca e garganta

O chá das folhas de amora pode ser utilizado como coadjuvante no tratamento de inflamações da mucosa da boca e garganta por ter ação anti-inflamatória. A ingestão do chá ou o uso como gargarejo ou bochechos, neste caso em temperatura ambiente, pode aliviar as dores provocadas por aftas ou dores de garganta.

O chá de folhas de amora não deve ser utilizado para faringite, laringite ou qualquer outra infecção. Nestas situações o tratamento é efetuado mediante o uso de antibióticos.

4. Promove o alívio dos sintomas de tensão pré-menstrual e menopausa

O chá de folhas de amora auxilia no alívio dos sintomas da tensão pré-menstrual: reduz o fluxo sanguíneo da menstruação e as cólicas menstruais. Estes efeitos são provocados pelos taninos presentes no chá. Para uma maior liberação de taninos das folhas de amora, o chá deve ser preparado por decocção (colocar as folhas diretamente em contato com a água fervente).

A ação sobre a redução dos sintomas da menopausa está relacionada aos fitormônios também presentes nas folhas de amora. Estas substâncias desempenham no organismo da mulher uma função muito semelhante à do estrogênio, o que ajuda a amenizar os as ondas de calor, a secura vaginal, a insônia e as alterações de memória características da fase de menopausa.

5. Alivia os episódios de diarreia

Os taninos presentes no chá das folhas de amora aliviam os episódios diarreicos sem causa específica. Neste caso o chá deve ser preparado por decocção que consiste em colocar as folhas em água fervente. Este procedimento permite extrair das folhas uma maior concentração de taninos.

Contraindicações do chá de amora
  • Mulheres grávidas: o chá de amora pode provocar contrações uterinas que podem levar ao parto prematuro ou aborto quando usado em grande quantidade;
  • Pessoa que possuem distúrbios do fígado.
Chá de amora e emagrecimento

Não há nenhuma evidência de que o chá das folhas de amora promova o emagrecimento. Sabe-se que a bebida não tem efeito termogênico e, portanto, não possui ação sobre o metabolismo capaz de por si só provocar o emagrecimento. É importante esclarecer que o consumo de líquidos promove a redução da sensação de inchaço o que pode levar à percepção de que se está emagrecendo.

A ingestão de chás e outros líquidos não elimina a necessidade do consumo de água, necessária ao bom funcionamento do organismo.

Cuidados quanto ao consumo do chá de amora

O consumo em excesso (mais de três xícaras ao dia) pode provocar náuseas, vômitos, desconforto no estômago, diarreia, toxicidade hepática (fígado) e alterar a absorção de cálcio e ferro. Para preservar absorção normal de cálcio e ferro pelo organismo evite consumir o chá de amora durante as refeições.

Se você utiliza medicamentos de uso contínuo não suspenda a medicação e comunique-se com seu/sua médico/a para orientações quanto a interações medicamentosas.

O consumo do chá não substitui nenhum medicamento. Ele pode ajudar no tratamento de algumas doenças. Por este motivo, procure orientação médica antes de usar o chá de folhas de amora como coadjuvante no tratamento de doenças.

Leia também

Plantas medicinais são seguras para a saúde?