Endocrinologistas são os únicos que podem receitar sibutramina?

Os endocrinologistas e os nutricionistas são os únicos que podem receitar sibutramina?
Dra. Rafaella Eliria Abbott Ericksson
Dra. Rafaella Eliria Abbott Ericksson
Clínica médica e Neurologia

Qualquer médico pode receitar sibutramina® ou outras medicações controladas, porém como toda medicação necessita de um acompanhamento e objetivo de tratamento, apenas aqueles que trabalham com emagrecimento acabam por solicitar e fazer uso dessa receita.

Os endocrinologistas e nutrólogos, são os profissionais mais capacitados para prescrever essa substância.

O médico que receita a sibutramina® se responsabiliza pelas informações sobre a medicação, de maneira clara e precisa, sobre informações de possíveis riscos e efeitos colaterais, além de se responsabilizar pelo acompanhamento e assessoria de eventuais complicações decorrentes desse tratamento.

Saiba mais em: Quais os efeitos colaterais da sibutramina?

Por todo o descrito, cabe ao médico decidir se está apto ou não à prescrição e acompanhamento de tal medicação. A escolha por determinada droga terapêutica ou profilática é um ato médico, que deve ser decidido com total responsabilidade, visando sempre resguardar a saúde do paciente/consumidor.

Os nutricionistas podem prescrever sibutramina®?

Não. Os nutricionistas não receitam medicamentos controlados, porque para adquirir as receitas, como nesse caso, a "Receita Amarela" ou "Receita A", é necessário que seja médico e que solicite o talão junto à Vigilância Sanitária portando um carimbo médico específico, com dados pessoais, endereço e contatos, pessoalmente, para devido controle.

A Receita A é um impresso, na cor amarela, utilizada por médicos capacitados para a prescrição dos medicamentos das listas A1 e A2 (entorpecentes) e A3 (psicotrópicos), visto que são medicações que possuem risco de efeitos colaterais altamente danosos.

Como fazer para emagrecer?

O emagrecimento deve sempre ser planejado com profissionais da área de saúde, de maneira conjunta. O uso isolado de uma medicação, leva a uma falsa ideia de resolução rápida, que não se sustenta a longo prazo, além de oferecer riscos à saúde.

Dessa maneira, recomendamos procurar um médico endocrinologista ou nutrólogo, responsáveis por identificar possíveis causas físicas para o aumento de peso, planejando o início de um tratamento individualizado. Prescrevendo a medicação sempre que entender necessário.

Associado ao tratamento médico, é fundamental o acompanhamento de nutricionista e educador físico, para reeducação alimentar e orientações quanto a atividades físicas regulares, o que promoverá um resultado satisfatório, com perda de peso de maneira saudável e duradoura.

Pode lhe interessar também: Não consigo emagrecer, o que devo fazer?