Perguntar
Fechar

Listeriose na gravidez é grave? Como tratar?

Sim, listeriose na gravidez é grave, pois pode causar infecções em diversos órgãos da gestante, entre eles o útero, podendo resultar em aborto ou parto prematuro.

Além disso, a listeriose pode ser transmitida para o feto e causar meningite fetal, morte fetal e infecção neonatal. A infecção por listeria no 1º e 2º trimestre de gravidez quase sempre resulta em morte fetal.

O bebê pode ser infectado ainda dentro do útero ou no momento do parto. A listeriose em bebês recém nascidos é a forma mais grave da doença e pode ser dividida em :

  • Precoce (adquirida dentro do útero):

    • Provoca a morte do recém nascido em até 60% dos casos;
    • Ocorre logo nas primeiras horas ou poucos
      dias depois do nascimento;
    • Manifesta-se por septicemia (infecção generalizada) e acometimento do aparelho respiratório;
  • Tardia (adquirida durante o parto):
    • Normalmente surge cerca de 14 dias após o parto;
    • Manifesta-se sob a forma de meningite (inflamação das meninges) ou
      meningoencefalite (inflamação das meninges e cérebro) com infecção generalizada.

Como tratar listeriose na gravidez?

O tratamento da listeriose durante a gestação é feito com medicamentos antibióticos, sendo a ampicilina e a penicilina os remédios mais utilizados. O tempo de duração do tratamento é de cerca de 21 dias.

A antibioticoterapia na gravidez muitas vezes consegue impedir o desenvolvimento da listeriose no feto ou no recém nascido.

O tratamento da listeriose em bebês é feito com os mesmos antibióticos usados em adultos.

O que é listeriose e quais os seus sintomas na gravidez?

A listeria é um tipo de intoxicação alimentar grave, causada pela bactéria Listeria monocytogenes. Os sintomas iniciais da listeriose na gravidez são semelhantes aos de uma gripe ou virose.

Leia também: Intoxicação alimentar na gravidez: quais os riscos?; Que alimentos e bebidas devem ser evitados durante a gravidez?

Uma grávida com listeriose pode apresentar:

  • Febre persistente sem causa aparente;
  • Dor de cabeça;
  • Dores musculares;
  • Mal estar;
  • Dores nas costas;
  • Dor abdominal;
  • Náuseas e vômitos;
  • Diarreia;
  • Diminuição dos movimentos fetais

Porém, devido à baixa imunidade, que é comum na gestação, a bactéria pode acometer diversos órgãos e partes do corpo da mulher, como:

  • Útero;
  • Válvulas cardíacas e coração (endocardite);
  • Rins (pielonefrite);
  • Pele;
  • Olhos;
  • Articulações;
  • Gânglios linfáticos;
  • Faringe;
  • Vagina.

O tratamento da listeriose na gravidez deve ser feito por um médico obstetra ou infectologista, embora seja mais indicado a grávida ser acompanhada por ambos os especialistas.