Perguntar
Fechar
Nimesulida pode usar em crianças abaixo de 12 anos?
Dra. Rafaella Eliria Abbott Ericksson
Dra. Rafaella Eliria Abbott Ericksson
Clínica médica e Neurologia

A Nimesulida® não é recomendada para uso em crianças com menos de 12 anos de idade.

No entanto, dependendo da avaliação médica, peso da criança e condições de saúde, essa medicação poderá ser prescrita.

A indústria farmacêutica tem por obrigação colocar nas bulas de medicamentos, determinadas orientações, mas a decisão de prescrever ou "indicar" os remédios cabe ao médico que atende a criança.

O médico também tem o dever de esclarecer o motivo da prescrição e todas as dúvidas que possam surgir em relação à medicação e efeitos colaterais, ao paciente e/ou responsáveis.

Para que serve a nimesulina®?

A Nimesulida® é um anti-inflamatório não esteroidal (AINE), com ação analgésica, anti-inflamatória e antipirética (reduzir a febre). Estas ações podem ser efetuadas por outros medicamentos, se essa medicação for considerada perigosa para a criança.

Os laboratórios que produzem o medicamento contraindicam o uso da medicação antes dos 12 anos de idade devido a alguns casos graves de reação adversa ocorridos em crianças menores.

O pediatra é o médico indicado para avaliar a necessidade do uso da nimesulida® em crianças menores de 12 anos.

Outras contraindicações de nimesulida®
  • Alergia à nimesulida® ou qualquer outro componente da fórmula;
  • Histórico de reações alérgicas ao ácido acetilsalicílico (AAS®) ou a outros anti-inflamatórios não esteroidais;
  • Pessoas com azia, úlcera péptica ou história de hemorragias digestivas;
  • Portadores de distúrbios de coagulação;
  • Mulheres grávidas ou que estão amamentando;
  • Pessoas com insuficiência cardíaca grave;
  • Portadores de doenças renais e
  • Portadores de problemas no fígado.

Referências:

FDA - Food and Drug Administration

SBP - Sociedade Brasileira de Pediatria

Bebê de 1 ano que faz coco 4 vezes ao dia, é normal?
Dra. Janyele Sales
Dra. Janyele Sales
Medicina de Família e Comunidade

Se o bebê não tem outros sintomas, as fezes não mudaram e esse já é um padrão que ele vem apresentando no decorrer do tempo é normal sim.

É esperado que bebês e crianças tenham alguma variação no hábito intestinal, algumas crianças podem ter um maior número de evacuações do que outras, além disso, mudanças na alimentação e no estilo de vida, como a prática de atividade física também podem interferir no funcionamento do intestino.

No entanto, quando o número de evacuações muda e aparecem alguns sintomas os pais devem ficar mais atentos. Entre esses sintomas podemos destacar:

  • Dor abdominal
  • Vômitos
  • Sangramentos ou muco nas fezes
  • Distensão abdominal
  • Falta de apetite
  • Agitação, choro ou sonolência excessivos
  • Fezes líquidas
  • Fezes endurecidas 

Caso esses sintomas venham acompanhados da mudança de hábito intestinal vale consultar o médico de família ou o pediatra da criança para uma avaliação.

Leia também:

Fezes com muco em e bebês e crianças é grave? O que pode ser?

Qual é a dosagem máxima de amoxicilina para bebê?
Dra. Rafaella Eliria Abbott Ericksson
Dra. Rafaella Eliria Abbott Ericksson
Clínica médica e Neurologia

A dose máxima é de 60 mg/kg/dia.

Nessa faixa etária, e até atingir o peso de 40 kg, a dose deve se basear no peso corporal. Além disso, a dose depende da idade, gravidade da doença, função renal e a sensibilidade da bactéria ao antibiótico (amoxacilina®).

Portanto, embora a dose máxima recomendada pelo fabricante seja de 60 mg por kg de peso por dia, essa dose deverá ser definida pelo médico assistente, de acordo com o quadro clínico e características da criança.

A dose diária prescrita para crianças, varia entre 25 a 50 mg/kg/dia, dividida em 2 ou 3 vezes.

O que é a amoxacilina® e para que serve?

A amoxicilina® é um antibiótico de amplo espectro indicado para o tratamento de infecções bacterianas, causadas por germes que sejam sensíveis à ação dessa medicação. As principais indicações são as infecções de vias respiratórias, afecções do ouvido, como a otite, infecções das vias urinárias e como parte do esquema de antibióticos contra a bactéria H.pylori.

Quais são os efeitos colaterais da amoxacilina®?

Os efeitos colaterais dessa medicação não são comuns, e quando acontecem costumam ser de leve intensidade. Os efeitos mais relatados são de diarreia e enjoo; que podem ser evitados se for administrado no início das refeições. Outros efeitos possíveis são as erupções da pele.

Na presença de qualquer um dos sintomas relatados, ou qualquer alteração após o início do antibiótico, deve ser informado ao médico, para avaliar a suspensão da medicação.

No entanto, no caso de diarreia liquida (mais de 5 episódios por dia), vômito frequente, dificuldade de aceitar água (ou aleitamento materno), urticária e ou coceira, procure um atendimento médico imediatamente. Devido ao risco de desidratação da criança.

Quais são os cuidados e contraindicações para o uso de amoxacilina®?

A amoxicilina® é um antibiótico do grupo das penicilinas, por isso não deve ser administrada a pacientes com histórico de alergia a essa classe de antibióticos.

Em pacientes diabéticos, apesar de não ser uma contraindicações, deve-se ter uma atenção especial, devido a presença de açúcar em sua composição.

Não é recomendado o seu uso desse antibiótico por mulheres grávidas, a não ser que seja por indicação e orientação médica ou do cirurgião-dentista.

A amoxicilina® pode ser administrada durante a lactação, sob supervisão médica.

Para maiores esclarecimentos, procure seu médico pediatra.

Percebi um carocinho no lado direito do pescoço da minha filha de 5 anos. Devo me preocupar?
Dr. Charles Schwambach
Dr. Charles Schwambach
Médico

O que você diz "carocinhos" são na verdade linfonodos, pequenos órgãos de defesa espalhados em todo o corpo eles aumentam de tamanho quando necessitam "trabalhar" para a defesa da região próxima de onde estão localizados. Então geralmente aumentam em casos de infecção e inflamação e em casos mais raros câncer (provavelmente essa é sua preocupação). Como sua filha já tem eles há muito tempo e eles não aumentaram de tamanho, então fique tranquila.

Quanto tempo demora para as manchas da catapora sumirem?
Dr. Charles Schwambach
Dr. Charles Schwambach
Médico

Manchas de catapora que ainda tem atividade inflamatória podem desaparecer, manchas já cicatrizadas demoram mais para sumir ou não desaparecem mais. O tempo é muito variável dependendo da pessoa e do doença.

O que faço para livrar minha filha dos piolhos?
Dr. Charles Schwambach
Dr. Charles Schwambach
Médico

Talvez deve-se usar novamente os remédios, tanto o por via oral, quanto o remédio para usar no cabelo (mas procure um médico para adaptar bem a dose ao máximo possível para sua filha para ter certeza que vai resolver) e também é importante saber de onde ela está pegando os piolhos, precisa eliminar o contato com a fonte dos piolhos, senão eles voltam a toda hora, mesmo que você faça o tratamento correto.

Saiba mais em: Qual é o melhor tratamento para acabar com piolhos?

Minha filha de 2 anos está há dois dias evacuando sangue?
Dr. Charles Schwambach
Dr. Charles Schwambach
Médico

Sangramento nas fezes não é normal em nenhuma idade, pela sua descrição e baseado na avaliação e conduta do pediatra, provavelmente deve ser uma veia que está sangrando perto do ânus. Se continua sangrando precisa levar em um serviço de emergência, não pode ficar mais 14 dias com sangramento.

Cocô verde em crianças ou adultos, o que pode ser?
Dra. Janyele Sales
Dra. Janyele Sales
Medicina de Família e Comunidade

A mudança de cor das fezes pode ter diversas causas como a mudança de hábitos de alimentação, uso de medicamentos ou doenças infeciosas gastrointestinais.

Nem sempre a mudança da cor das fezes significa a presença de alguma doença. Caso não seja acompanhada por outros sintomas pode ser algo normal.

O que pode causar fezes verdes no adulto?

A presença de fezes verdes no adulto pode ser decorrente de diferentes condições, entre as principais destacam-se as infecções gastrointestinais, o trânsito intestinal acelerado, uso de antibióticos e sulfato ferroso ou mesmo aumento da ingestão de alimentos de cor verde.

Infecções gastrointestinais

Uma das principais causas de coloração esverdeada das fezes é a presença de infecções gastrointestinais (gastroenterites), principalmente aquelas de origem bacteriana, decorrente de bactérias como Salmonela ou Giardia.

Nos casos de gastroenterites bacterianas a presença de diarreia com fezes esverdeadas com sangue ou muco é muito comum.

A gastroenterite além da mudança de coloração das fezes e diarreia também provoca outros sintomas, como:

  • Dor abdominal;
  • Náuseas;
  • Vômitos;
  • Febre.
Diarreia e trânsito intestinal acelerado

O trânsito intestinal mais acelerado, como ocorre em quadros de diarreia, alergias e intolerâncias alimentares ou doenças inflamatórias intestinais, pode deixar as fezes verdes.

Isto ocorre porque os sais biliares, presentes na bile de coloração esverdeada, não passam por um processo de metabolização que a deixa marrom, quando o trânsito intestinal está muito rápido.

Medicamentos

O uso de medicamentos antibióticos também frequentemente podem mudar a cor das fezes, deixando-as esverdeadas.

O sulfato ferroso, usado no tratamento de anemias, também pode mudar a cor das fezes, geralmente deixa-as mais escuras, enegrecidas, mas em algumas pessoas pode-se notar também a mudanças para a cor verde.

Leia também: Antibiótico muda a cor e o cheiro da urina e das fezes?

Alimentação

Embora menos frequente, a alimentação também contribui para que as fezes se tornem verdes, uma dieta muito rica em alimentos verde-escuro, principalmente vegetais e legumes pode também deixar as fezes esverdeadas.

Fezes verdes em bebês e crianças Bebês e crianças menores que 2 anos

É comum bebês lactentes apresentarem fezes em tons esverdeados, que podem ir do verde claro ao verde escuro, geralmente essa coloração não representa nenhum problema de saúde.

Em crianças nessa faixa etária, que se alimentam basicamente de leite materno, é perfeitamente normal.

Tons amarelos também são muito comuns em lactente e também não representam nenhum perigo a saúde.

Portanto, tons de verde e amarelo em crianças até por volta de 1 ano de idade costuma ser normal, caso a criança não apresente nenhum outro sintoma como diarreia, vômitos dor abdominal ou febre.

A medida que a criança cresce e passa a se alimentar com a dieta dos adultos, as fezes modificam-se e passam a ter a cor amarronzada mais comum.

Leia também: Bebê de 1 ano que faz cocô quatro vezes ao dia, é normal?

Crianças maiores que 2 anos

Crianças maiores, acima de 2 anos, também podem apresentar fezes esverdeadas quando apresentam diarreia, infecções gastrointestinais, usam antibiótico ou sulfato ferroso, ou tem uma dieta com muitos alimentos verde-escuros, semelhantemente ao que ocorre com adultos.

Deve-se sempre ficar atento a outros sinais e sintomas que podem acompanhar as fezes verdes como:

  • Fezes com sangue ou muco;
  • Diarreia;
  • Vômitos;
  • Dor abdominal;
  • Febre.

Na presença de algum desses sintomas um pediatra ou médico de família deve ser consultado.

Fezes verdes na gravidez é normal?

Gestantes que fazem uso de sulfato ferroso durante a gestação podem apresentar as fezes esverdeadas ou enegrecidas por conta do uso desse medicamento, nessa situação é normal as fezes mudarem de cor.

O sulfato ferroso é comumente prescrito na gravidez como tratamento de quadros anêmicos e profilaxia de anemia, por isso, essa mudança na cor das fezes na gravidez é algo comum.

Fezes verdes: pode ser câncer?

As fezes verdes não costumam ser indicativo de tumores ou câncer, geralmente nessas doenças as fezes adquirem uma coloração mais escura, negra ou avermelhada decorrente da perda sanguínea que os tumores provocam.

Portanto, alguém com câncer até pode apresentar esse tipo de coloração nas fezes, mas a cor verde não seria por causa do câncer, provavelmente seria por outros motivos, como os já mencionados.

O que fazer na presença de fezes verdes?

Caso apresente fezes verdes, mas esteja em uso de antibióticos ou sulfato ferroso, ou essa mudança se deva a alimentação, não precisa se preocupar.

Com a cessação do uso do medicamento ou retorno à dieta normal, a cor das fezes também tende a normalizar.

Contudo, é importante consultar um médico para uma avaliação, caso apresente os seguintes sintomas:

  • Fezes esverdeadas sem motivo aparente;
  • Diarreia;
  • Perda de sangue ou muco nas fezes;
  • Dor abdominal;
  • Mal-estar;
  • Vômitos;
  • Febre.

Para mais informações consulte o seu clínico geral ou médico de família.

Também pode ser do seu interesse:

Fezes com muco, o que pode ser?

Fezes branca, o que pode ser?

Hemorragia pelo nariz, garganta e olhos desde criança?
Dr. Charles Schwambach
Dr. Charles Schwambach
Médico

Essa resposta vale "1 milhão". Você tem sintomas muito estranhos e particulares. Pode ser algum problema da mucosa desses locais (atopia = alergia) ou algum problema de coagulação do sangue. Claro que o que você chama de hemorragia precisa ser melhor explicado e o restante dos seus sintomas precisam ser contados (devem haver outros).

Qual o risco que uma criança de 6 anos ter toxoplasmose?
Dr. Charles Schwambach
Dr. Charles Schwambach
Médico

Uma criança saudável com toxoplasmose não há muitos riscos, normalmente a infecção passa sem deixar nenhuma sequela. A toxoplasmose só é perigosa em gestantes, pessoas com HIV ou algum outro tipo de imunodeficiência.

Meu filho esta evacuando praticamente só sangue, o que pode ser isso?
Dr. Charles Schwambach
Dr. Charles Schwambach
Médico

É algum tipo de infecção intestinal, precisa levar ele ao médico imediatamente.

Meu filho engoliu pilha de relógio, é perigoso? O que devo fazer?
Dr. Charles Schwambach
Dr. Charles Schwambach
Médico

Deve procurar um serviço de emergência para radiografar e ver onde está a pilha e fazer um controle para ver se ela está seguindo o caminho natural de saída, mas fique tranquila, como é um objeto pequeno e sem pontas, normalmente ele sai sem nenhum problema. O importante é verificar as fezes para ver se a pilha saiu ou não.