Perguntar
Fechar
Sangue no nariz, o que pode ser?
Dra. Nicole Geovana
Dra. Nicole Geovana
Medicina de Família e Comunidade

Nariz sangrando, uma condição chamada epistaxe, pode ter como causa uma simples irritação da mucosa nasal ou um resfriado, mas pode ser sintoma de problemas mais graves, como pressão muito alta ou distúrbios da coagulação do sangue. Porém, o sangramento do nariz esporádico e eventual é bastante comum e raramente representa alguma ameaça mais séria à saúde.

O nariz contém um grande número de pequenos vasos sanguíneos que sangram com facilidade. O ar que se move pelo nariz pode secar e irritar a mucosa que reveste o seu interior. Como resultado, podem se formar crostas que sangram quando são irritadas ou retiradas. As hemorragias nasais são mais frequentes durante o inverno, quando os resfriados são mais comuns e o ar tende a ser mais seco.

Grande parte dos sangramentos no nariz têm origem na parte da frente do septo nasal e podem ser facilmente contidos. Já os sangramentos que acontecem na porção mais alta do septo podem ser mais difíceis de controlar.

Quais as possíveis causas de sangramento nasal?
  • Baixa umidade do ar; ar muito frio ou seco;
  • Traumatismos nasais provocados por objetos introduzidos no nariz;
  • Alergias, resfriados;
  • Assoar o nariz com muita força, “cutucar" o nariz, espirrar repetidamente;
  • Inalação de substâncias irritantes, cirurgias no nariz ou próximas dele;
  • Deformidades anatômicas, corpos estranhos, tumores intranasais;
  • Inflamações derivadas de infecções do trato respiratório, como sinusite e rinite;
  • Uso de medicamentos nasais ou outros medicamentos que atuam na coagulação sanguínea, como aspirina e varfarina;
  • Distúrbios da coagulação do sangue, problemas cardíacos, pressão alta;
  • Leucemia, doenças infecciosas, anemia;
  • Uso de drogas, doenças vasculares;
  • Desvio de septo, abuso de sprays nasais descongestionantes;
  • Tratamento com oxigênio através de cânulas nasais.
O que fazer em caso de sangramento nasal?

1) Sente-se e incline-se para frente, tentando encostar o queixo no peito para evitar engolir o sangue;

2) Aperte o nariz durante 5 a 15 minutos, fazendo uma pinça com o polegar e o indicador, fechando as narinas;

3) Respire pela boca; após esse tempo, pode descomprimir o nariz lentamente.

Se o nariz continuar sangrando, repita o procedimento por 10 minutos ou mais. Além disso, aplique gelo ou compressas frias sobre dorso do nariz durante 10 minutos. A maioria dos sangramentos nasais cessam com esses procedimentos. Não tampe a narina introduzindo gaze.

Não é recomendável deitar-se enquanto o nariz está sangrando. Também deve-se evitar chupar ou assoar o nariz por várias horas após o sangramento. Se o sangramento persistir, pode ser usado um descongestionante nasal em spray para selar pequenos vasos e controlar a hemorragia.

Recomenda-se procurar um serviço de urgência se:

  • O sangramento nasal durar mais de 20 minutos;
  • O sangramento nasal ocorrer após um ferimento na cabeça, pois pode ser sinal de fratura do crânio;
  • O nariz estiver “quebrado” (nesses casos, o nariz sangra, incha e apresenta deformidade).
Qual é o tratamento para sangramento nasal?

O tratamento para sangramento nasal depende da causa da hemorragia e pode incluir:

  • Controle da pressão arterial;
  • Fechamento dos vasos sanguíneos através de calor, corrente elétrica ou nitrato de prata;
  • Tamponamento nasal;
  • Tratamento da fratura do nariz;
  • Remoção de corpos estranhos;
  • Redução da dose de medicamentos anticoagulantes ou suspensão do ácido acetilsalicílico (aspirina);
  • Tratamento de doenças e distúrbios que impedem a coagulação normal do sangue.
Como evitar sangramento nasal?

As medidas que podem ser tomadas para evitar sangramentos nasais frequentes incluem:

  • Manter a casa fresca;
  • Usar umidificador de ar na casa;
  • Usar spray nasal salino para evitar que a mucosa do nariz fique seca no inverno.

Se o seu nariz sangra frequentemente, é recomendável procurar o/a médico/a clínico/a geral, médico/a de família ou médico/a otorrinolaringologista para descobrir a causa do sangramento e iniciar um tratamento.

Nariz sangrar na gravidez é normal?
Dra. Nicole Geovana
Dra. Nicole Geovana
Medicina de Família e Comunidade

Nariz sangrar na gravidez é normal. Isso acontece devido às alterações hormonais que ocorrem durante a gestação, que provocam uma dilatação dos vasos sanguíneos e um aumento da vascularização da mucosa nasal, levando a um ingurgitamento da mesma.

De fato, a gravidez é uma das causas secundárias de epistaxe (sangramento nasal), sendo mais comum em gestantes com hipertensão arterial, uma vez que a pressão elevada favorece o rompimento dos vasos sanguíneos.

O sangramento no nariz pode ocorrer mais durante o inverno ou quando o clima está mais seco, facilitando a ruptura das pequenos vasos sanguíneos.

Leia também: Sangue no nariz, o que pode ser?

Se o nariz sangrar, a grávida deve, em primeiro lugar, manter a calma, uma vez que a maioria dos sangramentos nasais melhora espontaneamente em poucos minutos e não precisa de atendimento médico urgente. A situação pode ficar resolvida seguindo os seguintes passos:

  1. Comprimir a parte lateral do nariz contra o septo do lado que está sangrando durante alguns minutos;
  2. Sentar-se de forma ereta, olhando para a frente;
  3. Não levantar nem abaixar a cabeça;
  4. Colocar um algodão dentro da narina e continuar comprimindo o nariz durante mais 5 a 10 minutos;
  5. Quando o sangramento cessar, não assoar o nariz, pois poderá causar um novo sangramento;
  6. Não introduzir nada nas narinas;
  7. Não tentar limpar as narinas com cotonete, dedo ou qualquer outro material ou objeto.

Se o sangramento no nariz continuar, deve-se procurar um atendimento médico de urgência. Episódios frequentes de sangramentos nasais, mesmo durante a gravidez, devem ser avaliados pelo/a médico/a otorrinolaringologista.

Sinusite faz o nariz sangrar?
Dra. Nicole Geovana
Dra. Nicole Geovana
Medicina de Família e Comunidade

Sinusite pode fazer o nariz sangrar.

Um dos principais sintomas da sinusite é a congestão nasal com secreção espessa amarelada ou esverdeada. Pelo fato da constante manipulação do nariz para assoar, a mucosa nasal pode ficar irritada e sangrar. Esse sangramento, no entanto, não costuma ser um sangramento volumoso e contínuo.

A sinusite é caracterizada principalmente por:

  • Presença de secreção nasal espessa amarelada ou esverdeada;
  • Dor na região dos dentes (maxilar);
  • Congestão nasal e
  • Dor associada à pressão na face.

Veja também: Quais são os sintomas da sinusite?

Outros sintomas podem aparecer juntamente, como:

  • Febre;
  • Tosse;
  • Dor de cabeça;
  • Alteração no olfato;
  • Dificuldade para respirar e
  • Cansaço.

Se o sangramento do nariz não for pontual e ocasional, é recomendado procurar um serviço de saúde para uma avaliação adequada da situação.

Leia também:

Quais são os sintomas da sinusite crônica?

O que é sinusite alérgica e quais os sintomas?

Quais os sintomas da sinusite bacteriana?

Grávida pode usar remédio para desentupir o nariz?
Dra. Janyele Sales
Dra. Janyele Sales
Medicina de Família e Comunidade

Sim, grávida pode usar remédio para desentupir o nariz, desde que sejam soluções salinas, como o Rinosoro ou o próprio soro fisiológico no nariz. Os descongestionantes nasais (Afrin, Sorine, Aturgyl) devem ser evitados na gravidez, pois não há estudos que demonstrem a segurança para o feto durante a gestação. Podem ser usados se os benefícios superarem os possíveis riscos, mas pelo menor período possível.

Mesmo fora do período da gestação o uso de descongestionantes por longos períodos é desestimulado por conta do efeito rebote, ou seja, eles podem piorar a congestão nasal levando a uma rinite medicamentosa, além disso podem provocar insônia, inquietação e taquicardia. Caso seja necessário utilizar um desses medicamentos para desentupir o nariz, a gestante não deve ultrapassar o limite de uso a cada 8 horas e utilizar o remédio durante no máximo 3 dias.

Já o Rinossoro e outras soluções salinas podem ser usadas à vontade durante a gestação. Antialérgicos como a Loratadina também são seguros na gestação.

Também pode ser do seu interesse: Quais remédios posso tomar na gravidez?

Existe algum remédio caseiro para desentupir o nariz na gravidez?

Sim, a lavagem nasal com soro é um bom remédio caseiro para desentupir o nariz durante a gravidez, pois não oferece nenhum risco à saúde da gestante e do bebê. A lavagem do nariz pode ser feita da seguinte forma:

  1. Dissolva uma colher rasa (café) de sal em 1 copo de água à temperatura ambiente ou utilize 1 copo de soro fisiológico;
  2. Coloque a solução em um bule;
  3. Introduza o bico do bule na narina entupida;
  4. Incline o tronco ligeiramente para frente e rode um pouco a cabeça para o lado do bule;
  5. Deixe a água entrar por uma narina e sair pela outra naturalmente, sem forçar o fluxo;
  6. Espere que toda a água saia da narina e não assoe o nariz depois da aplicação.

Leia também: Como desentupir o nariz?

Algumas outras medidas, como realização de atividade física e elevação da cabeceira do leito a 30 ou 45 graus, também são eficazes na melhora da obstrução nasal.

Antes de tomar qualquer medicamento a gestante deve primeiro falar com o seu médico obstetra ou médico de família. A automedicação na gravidez pode trazer sérios riscos à saúde da mãe e do bebê.

Tontura, ânsia de vomito e pressão no rosto próximo nariz?
Dra. Janyele Sales
Dra. Janyele Sales
Medicina de Família e Comunidade

Pode ser sinusite mesmo que não tenha respondido ao tratamento, ou pode ser outra condição que também causa pressão no rosto e tontura.

Os sintomas da sinusite como podem persistir por dias mesmo após o tratamento, sendo que a resolução total dos sintomas pode demandar algum tempo.

No entanto, existem outras possíveis causas de pressão no rosto ou dor de cabeça, que pode vir acompanhada de náuseas e tontura, como enxaqueca, cefaleia tensional, hipoglicemia, episódios de hipotensão ou hipertensão, distúrbios visuais e distúrbios do labirinto, como a VPPB (Vertigem paroxística posicional benigna).

Quando esses sintomas são muito intensos pode-se pensar em outras causas como meningite, aneurisma ou tumores.

Quais são os principais sintomas da sinusite?

Os principais sintomas da sinusite são:

  • Congestão e obstrução nasal;
  • Secreção nasal purulenta;
  • Dor ou pressão facial, que pode piorar ao se inclinar para a frente;
  • Desconforto ou dor no dente maxilar.

Outros sinais e sintomas que também podem estar presentes são:

  • Febre;
  • Fadiga;
  • Tosse;
  • Diminuição ou perda do olfato;
  • Pressão ou plenitude do ouvido;
  • Dor de cabeça;
  • Mau hálito.

Também é possível apresentar sinais e sintomas de disfunção da trompa de Eustáquio que levam a dor no ouvido, plenitude ou pressão no ouvido, perda auditiva ou mesmo zumbido.

Quais os sintomas da enxaqueca?

A enxaqueca caracteriza-se por ser uma dor de cabeça geralmente unilateral, latejante, que piora com exposição a luz, odores ou barulho. Pode vir acompanhada de enjoos e vômitos. Um único episódio pode durar horas ou dias.

A enxaqueca pode ser com aura ou sem aura. A enxaqueca com aura apresenta ainda sintomas neurológicos transitórios como perturbação da visão, do olfato, fala ou mesmo alterações de sensibilidade como dormência em alguma parte do corpo.

Quais os sintomas da cefaleia tensional?

Já a cefaleia tensional apresenta geralmente uma localização mais difusa por toda a cabeça, mas em episódios agudos também pode vir acompanhada de náuseas, vômitos e tontura. Pode estar associada a situações de estresse, privação de sono, mudança de rotina.

Caso os seus sintomas persistam, o ideal é procurar novamente um médico de família ou clínico geral para uma avaliação da causa e só assim será possível determinar o melhor tratamento a seguir.

O que pode causar nariz entupido?
Dra. Janyele Sales
Dra. Janyele Sales
Medicina de Família e Comunidade

O nariz entupido pode ter várias causas, como doenças virais (gripe, resfriado, sinusite) ou distúrbios estruturais, como o desvio do septo ou a presença de pólipos no nariz.

O nariz entupido ocorre nas crianças e nos adultos. Na infância, as causas mais frequentes são as rinites crônicas (a mais comum é a rinite alérgica) e a hipertrofia das adenoides. Já as deformidades congênitas, como a atresia e os desvios de septo, são causas menos comuns de nariz entupido.

Nos adultos, as causas mais frequentes de obstrução nasal são as rinites crônicas, não necessariamente as rinites alérgicas. Os desvios de septo e alguns tumores também são causas importantes.

Uma das principais causas de congestão nasal é a inflamação da mucosa nasal, que reveste internamente o nariz. O principal fator associado a esse processo inflamatório é a rinite alérgica, que caracteriza-se pela presença de um agente irritante na mucosa ao qual a pessoa é alérgica.

Os ácaros, animal microscópico que se alimenta de restos de pele humana e é muito encontrado na poeira, estão entre os principais fatores que desencadeiam as rinites, juntamente com pelo de animais, fungos, pólen e baratas.

Quando causada por uma infecção por vírus, a congestão nasal é passageira. Contudo, em algumas situações, os sintomas podem ser persistentes, como nas rinites alérgicas e se houver uma barreira anatômica que impeça a passagem do ar.

O que fazer em caso de nariz entupido?

Para desentupir o nariz em casos de hipertrofia das adenoides e alterações no septo nasal, pode ser necessária a realização de procedimento cirúrgico para correção.

No casos das rinites alérgicas, é importante manter-se distante de todos os alérgenos, ou seja, aqueles que sabidamente provocam a reação alérgica. Se o problema for o contato com a fumaça do cigarro ou com o mofo, é conveniente tentar eliminá-los dos lugares em que você mais permanece.

Além disso, podem ser utilizados medicamentos sob a forma de sprays nasais e anti-histamínicos que ajudam a controlar as crises de congestão nasal, mas não promovem a cura definitiva.

É importante evitar o uso abusivo de descongestionantes nasais, que podem criar dependência que envolvem implicações perigosas, devido à contração que esses medicamentos provocam nos vasos sanguíneos em todo o organismo.

Ter o nariz entupido constantemente traz complicações?

O nariz tem a função de aquecer e umidificar o ar, além de filtrar as impurezas do mesmo. Quando o nariz fica entupido, esse papel é prejudicado, aumentando a ocorrência de infecções das vias aéreas.

O nariz entupido pode prejudicar o sono, além de causar cansaço, ronco e secura na boca. O desvio de septo sem tratamento, por exemplo, aumenta a predisposição para doenças e problemas como sinusites e apneia do sono.

Além disso, a respiração constante pela boca durante a infância prejudica o crescimento facial e provoca o desalinhamento dos dentes, causando grandes deformidades no rosto.

Para o diagnóstico e tratamento da obstrução nasal recorrente, deverá ser procurado um médico otorrinolaringologista.

Forte ardência e coceira no nariz, garganta e ouvidos...
Dra. Rafaella Eliria Abbott Ericksson
Dra. Rafaella Eliria Abbott Ericksson
Clínica médica e Neurologia

Estes são sintomas típicos de rinite alérgica.

Entretanto existem outras causas para esses mesmos sintomas, portanto deve procurar um médico otorrinolaringologista ou médico alergista para confirmar o seu diagnóstico e definir o melhor tratamento.

Rinite alérgica

A rinite alérgica, significa inflamação na mucosa nasal por causas alérgicas, que por sinal é a causa mais comum de rinites. Os alérgenos relacionados aos processos de rinites alérgica mais encontrados são: poeira, ácaros, pelos de animais e fungos. Contudo outras situações podem desencadear reação na mucosa nasal, como mudanças bruscas de temperatura, especialmente no frio, episódio de infecção, viroses, exposição ao cigarro e outros poluentes.

Os principais sintomas nos casos de rinite são:

  • Coriza,
  • Congestão nasal,
  • Coceira no nariz, coceira nos olhos e céu da boca,
  • Espirros,
  • Lacrimejamento e
  • Olheiras.

Porém podem apresentar ainda, distúrbios de sono, roncos, apneia do sono, tosse, respiração bucal, dor de cabeça, rouquidão, diminuição do paladar e do olfato.

A duração da crise varia especialmente de acordo com a exposição. Enquanto estiver exposto ao alergênico, a crise de rinite se manterá. Ao confirmar o diagnóstico, deverá buscar as causas da reação alérgica para interromper o estímulo e com isso os sintomas apresentados.

O diagnóstico é baseado na história clínica e no exame médico, poucas vezes é necessário a solicitação de exames complementares.

Dependendo do caso e da intensidade dos sintomas, pode ser indicado o uso de medicamentos antialérgicos e ou corticoides, afim de aliviar os sintomas e interromper o processo alérgico, acelerando a sua melhora.

Outras causas dos sintomas apresentados são: sinusite, faringite, resfriado, viroses, entre outros.

O médico responsável por essa avaliação, definição do diagnóstico e devido tratamento é o otorrinolaringologista ou médico alergista.

Pode lhe interessar também: Rinite tem cura? Qual o tratamento?

O que é desvio do septo nasal?
Dra. Nicole Geovana
Dra. Nicole Geovana
Medicina de Família e Comunidade

Desvio do septo nasal é uma tortuosidade do septo, que é a "parede" que separa as duas fossas nasais. O desvio de septo leva à obstrução nasal (nariz entupido) e pode ter causas genéticas ou traumáticas.

O septo nasal é formado por cartilagem, na parte anterior, e osso, na região posterior, sendo recoberto por uma mucosa. Cerca de 85% das pessoas possuem algum grau de desvio do septo nasal.

A curto prazo, o desvio de septo não traz grandes consequências. Porém, com o passar da idade, podem surgir problemas respiratórios.

Geralmente, o nariz entope à noite, do lado que está a alteração. O desvio do septo nasal também pode piorar os quadros de rinite e sinusite.

Quais os sintomas do desvio do septo nasal?

Os sintomas do desvio do septo nasal podem incluir sensação de nariz entupido, respiração pela boca, piora do desempenho físico, boca seca, garganta irritada, ronco, sangramentos no nariz, diminuição do olfato e sinusites frequentes.

Quais as causas do desvio do septo nasal?

O desvio de septo tem como principal causa pequenos traumas no nariz durante a fase de crescimento do septo, inclusive na vida intrauterina. A deformidade geralmente vem da infância, durante o período de formação dos ossos, até aos 12 anos.

Crianças que dormem com a boca aberta também podem ter desvio de septo, pois a língua tende a empurrar o céu da boca para cima, pressionando o septo e provocando o desvio.

Traumatismos de face efraturas no nariz também podem causar desvio do septo.

Qual é o tratamento para desvio do septo nasal?

O tratamento do desvio de septo é feito através de cirurgia (septoplastia), que corrige a deformidade. O procedimento é relativamente simples e não deixa marcas ou cicatriz.

O tratamento cirúrgico só é indicado quando o desvio de septo provoca obstrução nasal importante (nariz entupido), sinusites de repetição e dor de cabeça.

A septoplastia também é indicada quando o objetivo é complementar o tratamento do ronco e da apneia do sono.

A idade ideal para fazer a cirurgia de desvio de septo é depois dos 16 anos, quando termina a fase de crescimento do septo. Contudo, em casos de desvio severo de septo, a cirurgia pode ser realizada antes dessa idade.

Como é feita a cirurgia de desvio do septo nasal?

A cirurgia de desvio de septo é feita sob anestesia geral ou local. A duração do procedimento varia entre uma hora e uma hora e meia. O tempo de internamento é curto e a pessoa recebe alta no mesmo dia ou no dia seguinte à operação.

A cirurgia de desvio de septo é realizada através de um pequeno corte feito dentro do nariz. A incisão serve para descolar a mucosa que recobre a cartilagem e o osso do septo.

As partes que estão com desvio são retiradas, o septo é endireitado e a mucosa é colocada novamente sobre o osso e a cartilagem.

Pode ser colocado um molde no nariz para reposicionar a mucosa e o septo, além de tampões para evitar sangramentos. O molde é retirado depois de 7 a 10 dias. Em cirurgias feitas por vídeo-endoscopia, geralmente não se utilizam os tampões nasais.

O/a médico/a responsável pelo diagnóstico e tratamento do desvio do septo nasal é o/a otorrinolaringologista.

Garganta e nariz fecham na hora de comer, o que pode ser?
Dr. Ivan Ferreira
Dr. Ivan Ferreira
Médico

A sensação de fechamento ou entupimento do nariz e garganta, embora pouco frequente, pode ocorrer devido à rinite alérgica, que é uma irritação dentro do nariz (mucosa) provocada por uma reação de sensibilidade exagerada à alguns tipos de alimentos e temperos, causando também espirros, coceira no nariz e coriza (aumento da secreção nasal).

A ansiedade também pode causar sensação de fechamento da garganta e do nariz na hora de comer, estando relacionada à outros distúrbios psicológicos ou alimentares, como a anorexia nervosa ou bulimia.

O otorrinolaringologista é o médico especialista em problemas do nariz e garganta, que poderá realizar o diagnóstico, o tratamento e encaminhamentos que forem necessários.

Como desentupir o nariz?
Dra. Ângela Cassol
Dra. Ângela Cassol
Médico

Em caso de nariz entupido, a recomendação geral para desentupir o nariz é cuidar da higiene nasal com uso de soluções fisiológicas duas a três vezes por dia para eliminar os antígenos ou impurezas que eventualmente estejam na cavidade nasal.

Os descongestionantes nasais podem ser utilizados, conforme orientação médica e é fundamental evitar o uso abusivo, para que não crie dependência aos mesmos.

O tratamento para o nariz entupido deverá ser orientado pelo médico otorrinolaringologista.

5 formas fáceis de desentupir o nariz
Dra. Janyele Sales
Dra. Janyele Sales
Medicina de Família e Comunidade

A sensação de nariz congestionado ou entupido pode ser aliviada com algumas medidas simples, como a lavagem nasal, aplicação de compressa na face ou inalação. Em algumas situações o uso de medicamentos também pode estar indicado.

Vejamos algumas dicas de como desentupir o nariz e aliviar a sensação de obstrução nasal:

1. Lavagem nasal

Uma forma simples, eficaz e rápida de desentupir o nariz é através da lavagem nasal. A lavagem nasal pode ser feita através da aplicação de soro fisiológico nas narinas ou de soluções salinizadas encontradas em farmácias, como o Rinosoro.

No adulto, em cada narina pode ser aplicado cerca de 10ml de soro fisiológico, durante várias vezes ao dia. É mais fácil aplicar o soro através da utilização de uma seringa, algumas soluções salina compradas já apresentam um conta-gotas ou um bico que permite destilar o soro no nariz com mais facilidade.

Se necessário, a lavagem nasal pode ser feita com uma maior volume de soro, visto que esse é um método bastante seguro.

Pode-se lavar o nariz toda vez que senti-lo entupido, ou apresentar coriza. Geralmente o desconforto da obstrução nasal é aliviado imediatamente, logo após a lavagem.

A lavagem nasal também pode ser realizadas em crianças, com uma quantidade menor de soro fisiológico. Em bebês pode ser usado 2,5 ml em cada narina, em crianças maiores 5 ml de soro já costuma levar ao alívio dos sintomas.

Como preparar uma solução salina em casa?

Para aliviar o nariz congestionado e a presença de secreções na via aérea, pode-se preparar uma solução com água e sal em casa. Basta unir 250ml de água filtrada ou fervida e cerca de 2 colheres de chá de sal marinho, sem iodo.

O sal deve ser o mais puro possível, sem substâncias externas como o iodo, pois outros materiais podem irritar a via aérea. A água também deve ser filtrada ou fervida para evitar a presença de impurezas e micro-organismos. Aplique a solução de forma semelhante ao soro fisiológico, através da seringa ou de um dispositivo próprio para lavagem nasal, chamado Neti.

2. Aplicação de compressas de água quente na face

Em casos de obstrução nasal causada por sinusite a aplicação de compressas quentes sobre os seios da face, ou seja, na região da testa, nariz e maçãs do rosto, pode ajudar a trazer alivio na sensação de peso e dor de cabeça causada pelo acumulo de secreções nessa região, também ajudando na desobstrução do nariz.

3. Inalação

A inalação de soro fisiológico pode ajudar a fluidificar as vias aéreas, embora não seja um método imediato de alívio da obstrução nasal, pode trazer maior conforto respiratório e auxiliar na resolução de doenças infecciosas e inflamatórios das vias áreas.

A inalação pode ser realizada através do uso de um inalador com soro fisiológico, ou através da inalação do vapor de uma panela com água a ferver. Também é possível inalar os vapores da água do chuveiro durante o banho.

4. Evitar substâncias alérgenas

A obstrução nasal pode ser desencadeada por substâncias que causam uma reação alérgica, levando ao edema da mucosa nasal provocando espirros, coriza e prurido. Nessas situações é essencial estar atento aos possíveis desencadeadores da reação alérgica, como ácaros, pólen, pelos de cães e gatos.

Se afastar da substância alérgica assim que notar sintomas de alergia, como obstrução nasal e espirros, já ajuda a controlar esses sintomas.

É importante manter uma boa higiene ambiental para afastar esses irritantes, evitando o uso de objetos que possam acumular esses materiais como tapetes, cortinas, almofadas e deixando os ambientes limpos e bem ventilados.

Evitar a exposição a fumaça, cigarro, poluentes, perfumes e odores fortes também pode prevenir os sintomas.

Leia também: Rinite tem cura? Qual o tratamento

5. Hidratação

Manter-se bem hidratado ajuda a fluidificar o muco e as secreções nasais, facilitando a sua drenagem e reduzindo a congestão nasal. Portanto, caso apresente congestão nasal por excesso de muco e secreção beba água e líquidos constantemente.

Quando devo usar medicamentos para desentupir o nariz?

Os descongestionantes nasais, contendo substâncias como a pseudoefedrina e a fenilefrina, reduzem o calibre dos vasos do nariz, trazendo alivio rápido e imediato para a congestão nasal. No entanto, devem ser usados pelo menor tempo possível, pois podem causar dependência e efeito rebote, ou seja, a congestão nasal pode tornar-se pior com o decorrer do tempo.

Quadros de congestão nasal causados por rinite alérgica podem ser aliviados rapidamente através do uso de anti-histamínicos (anti-alérgicos), como a loratadina, desloratadina, fexofenadina, entre outros.

Em casos de sinusites agudas de causa bacteriana, o uso de antibióticos pode ser necessário. Em algumas situações o uso de corticoides também pode ser utilizados para aliviar os sintomas mais rapidamente.

Caso apresente obstrução nasal persistente, acompanhada de outros sintomas, consulte o seu médico para uma avaliação.