Perguntar
Fechar

PDS

A pílula do dia seguinte pode atrasar minha menstruação?
Dra. Nicole Geovana
Dra. Nicole Geovana
Medicina de Família e Comunidade

Sim. A pílula do dia seguinte pode atrasar a menstruação. A mulher que fez uso da pílula do dia seguinte pode apresentar alteração da data habitual do seu período menstrual. Isso se deve pelo desbalanço hormonal que a pílula provoca e uma readaptação do organismo perante ao hormônio ingerido.

Após a toma da pílula do dia seguinte, a menstruação pode vir em torno de uma semana antes ou depois da data esperada. Cada mulher terá uma reação diferente e esse tempo pode variar para alguns dias antes (antecipando a menstruação) ou depois da data habitual (atrasando a menstruação).

É importante lembrar que a pílula do dia seguinte não é o único método anticoncepcional que causa atraso ou antecipação da menstruação. A injeção anticoncepcional trimestral, o uso de DIU de cobre ou implantes anticoncepcionais também podem provocar irregularidade menstrual, muitas vezes com sangramentos mais intensos e prolongados que aqueles observados com o uso da pílula do dia seguinte.

A pílula do dia seguinte sempre atrasa a menstruação?

Segundo a Organização Mundial de Saúde (OMS), cerca de 57% das mulheres que tomam a pílula do dia seguinte não apresenta nenhum atraso ou antecipação da sua menstruação, com a vinda do período na data prevista. A maioria das mulheres que toma a pílula do dia seguinte apresenta pouca ou nenhuma mudança significativa no seu ciclo menstrual.

Cerca de 15% das mulheres que tomam a pílula do dia seguinte podem apresentar um atraso de até 7 dias da menstruação. Em 13% dos casos, a menstruação pode atrasar pouco mais de uma semana.

Por outro lado, a pílula do dia seguinte também pode antecipar a menstruação em até 7 dias, o que ocorre em cerca de 15% das mulheres que tomam o medicamento.

Pílula do dia seguinte desregula definitivamente a menstruação?

Não. Vale ressaltar que as alterações do ciclo menstrual provocadas pelo uso da pílula do dia seguinte resolvem-se espontaneamente e normalmente são bem toleradas pela mulher. Não há evidências científicas de que o uso da pílula cause qualquer dano aos ciclos menstruais.

Contudo, tomar a pílula do dia seguinte repetitivamente e frequentemente pode agravar os distúrbios menstruais e tornar difícil para a mulher reconhecer as fases do seu ciclo menstrual e o seu período fértil.

Se após o uso da medicação a menstruação demorar mais de 4 semanas para vir, é interessante realizar um teste de gravidez para se certificar do seu efeito.

Para maiores esclarecimentos sobre o uso da pílula do dia seguinte e suas possíveis alterações na menstruação, consulte um médico de família, um clínico geral ou um médico ginecologista.

Quanto tempo duram os efeitos colaterais da pílula do dia seguinte?
Dra. Nicole Geovana
Dra. Nicole Geovana
Medicina de Família e Comunidade

A duração dos efeitos colaterais da pílula do dia seguinte é variável de mulher para mulher, podendo durar algumas horas ou alguns dias.

Nem toda mulher apresentará efeito colateral após tomar a pílula do dia seguinte.

Quando presentes, os efeitos colaterais mais comuns são náusea e vômito.

Outros efeitos são menos comuns mas podem acontecer: tontura, dor de cabeça, aumento da sensibilidade das mamas, fadiga e dor abdominal.

A maioria desses efeitos colaterais podem ser tratados com medicações sintomáticas e geralmente não apresentam maiores repercussões.

Outra consequência do uso da pílula do dia seguinte é a alteração no ciclo menstrual da mulher, podendo haver um desequilíbrio na data habitual da menstruação com antecipação ou atraso.

É importante compreender que a pílula do dia seguinte é uma contracepção de emergência. Para evitar gravidez indesejada é recomendado o uso de anticoncepcionais de longa duração e um planejamento familiar que pode ser orientado pelo/a ginecologista, médico/a de família ou clínico/a geral.

2 pílulas de anticoncepcional tem o mesmo efeito da pílula do dia seguinte?
Dra. Rafaella Eliria Abbott Ericksson
Dra. Rafaella Eliria Abbott Ericksson
Clínica médica e Neurologia

Não, tomar duas pílulas de anticoncepcional não faz o mesmo efeito da pílula do dia seguinte e por isso não serve como método anticoncepcional de emergência. A ideia de que duas pílulas anticoncepcionais podem substituir a pílula do dia seguinte está relacionada com o fato de que ambas as pílulas possuem os mesmos hormônios em suas composições, contudo, as doses hormonais em cada uma delas são muito diferentes.

A quantidade de hormônios presente na pílula do dia seguinte é bastante superior àquela encontrada na pílula da cartela. Para se ter uma ideia, uma pílula do dia seguinte corresponde a cerca de metade da cartela do anticoncepcional convencional. São doses muito elevadas de hormônios, que podem inclusive causar diversos efeitos colaterais, como náuseas, vômitos, dor de cabeça e dor nas mamas.

Por isso a pílula do dia seguinte só deve ser usada em situações de emergência e não regularmente. O seu uso frequente pode desequilibrar os níveis hormonais da mulher. 

Portanto, se teve relação sexual sem proteção durante o período fértil, se a camisinha estourou ou você se esqueceu de tomar a pílula convencional e pretende evitar uma gravidez, deve tomar a pílula do dia seguinte, que é feita especificamente para essas situações.

O uso de duas pílulas de anticoncepcional não produz de forma alguma o mesmo efeito.

Consulte um médico ginecologista, clínico geral ou médico de família para receber indicações e orientações sobre um método contraceptivo que seja adequado para você.

Também podem ser do seu interesse:

Faz mal tomar a pílula do dia seguinte tomando anticoncepcional?

Tomar junto as 2 pílulas do dia seguinte faz mal? Corta efeito?

Tomar duas pílulas de anticoncepcional faz mal?

Pílula do dia seguinte pode atrasar a menstruação?
Dra. Nicole Geovana
Dra. Nicole Geovana
Medicina de Família e Comunidade

Sim. A pílula do dia seguinte pode atrasar a menstruação

pílula do dia seguinte contém uma quantidade elevada de hormônio que irá desregular o ciclo menstrual habitual da mulher. Com esse desequilíbrio, a menstruação poderá vir antes do esperado ou depois do período esperado pela mulher. 

Normalmente, se ocorrer um atraso da menstruação, esse atraso não ultrapassará 4 semanas. Ou seja, a pílula do dia seguinte pode atrasar a menstruação até 1 mês.

Por isso, a mulher que tomou a pílula do dia seguinte e não menstruou até 4 semanas após o uso, deverá procurar um serviço de saúde para investigação de possível gravidez

A pílula do dia seguinte não é abortiva, por isso ela não impede a gravidez que já esteja efetivada. 

Tomei a pílula do dia seguinte muitas vezes...
Dr. Charles Schwambach
Dr. Charles Schwambach
Médico

A pílula do dia seguinte contem uma grande quantidade de hormônios e pode ter problemas relacionados e esse excesso de hormônios, mas não irá ficar infértil, precisa repensar na sua anticoncepção, se usa tanto, precisa começar outro método anticoncepcional menos danoso ao seu corpo.

Vomitei depois de 12 horas que tomei a pílula do dia seguinte?
Dra. Nicole Geovana
Dra. Nicole Geovana
Medicina de Família e Comunidade

A mulher que vomita após 12 horas de ter tomado a pílula do dia seguinte não precisa tomar a medicação novamente.

Náusea e vômito são efeitos adversos da pílula do dia seguinte. Em alguns casos, é recomendado o uso de medicação que previna os vômitos juntamente com a pílula do dia seguinte.

Quando o vômito ocorre após 3 horas da ingestão da pílula do dia seguinte, é necessário tomar uma nova pílula. Porém, quando o vômito ocorre após esse período, a pílula já foi absorvida e fará seu efeito normalmente.

A pílula do dia seguinte é indicada para mulheres que apresentaram falhas no método contraceptivo habitual (esqueceu de tomar a pílula ou injeção, camisinha estourou) ou tiveram relação sexual desprotegida durante o período fértil ou em situações de estupro.

Ela é considera uma contracepção de emergência e não deve ser tomada como método contraceptivo de rotina.

Se a mulher deseja evitar gravidez é recomendado procurar o/a médico ginecologista, clínico/a geral ou médico/a de família para indicar um método contraceptivo de longa duração. 

Leia também:

Se tomar a pílula do dia seguinte muitas vezes ela perde o efeito?

A pílula do dia seguinte altera os exames?
Dra. Nicole Geovana
Dra. Nicole Geovana
Medicina de Família e Comunidade

Não, a pílula do dia seguinte não altera os exames de sangue, urina e fezes. Desde que não sejam exames hormonais, os resultados não serão influenciados pela pílula.

A pílula do dia seguinte possui uma grande quantidade de hormônios que podem alterar o ciclo menstrual da mulher e por isso não deve ser usada frequentemente.

Uma mulher que tomou a pílula do dia seguinte não deve esperar alterações nos resultados dos exames de sangue, urina ou fezes.

Podem sim ocorrer efeitos colaterais, como:

  • Náusea e vômito;
  • Tontura;
  • Dor de cabeça;
  • Aumento da sensibilidade das mamas;
  • Fadiga;
  • Dor abdominal;
  • Alteração no ciclo menstrual, podendo haver antecipação ou atraso da menstruação.

Todos esses efeitos colaterais podem ser facilmente tratados com medicamentos específicos para aliviar tais sintomas.

Para maiores esclarecimentos, fale com o médico que pediu os exames.

Leia também:

Teste de farmácia pode dar positivo devido a pílula do dia seguinte?

Quanto tempo duram os efeitos colaterais da pílula do dia seguinte?

A pílula do dia seguinte pode atrasar minha menstruação?

Tivemos uma relação sem proteção e ela usou a PDS...
Dr. Charles Schwambach
Dr. Charles Schwambach
Médico

Pelo que contou os sintomas que ela teve e esse sangramento são decorrentes da pílula do dia seguinte, porém a possibilidade ou não de gravidez depende do período do ciclo menstrual que ela estava, então se estava no meio do ciclo as chances de engravidar são maiores. Agora tudo depende do que vai acontecer (por exemplo: se a menstruação atrasar mais que 15 dias deve fazer o exame de gravidez).

A pílula do dia seguinte causa febre?
Dra. Nicole Geovana
Dra. Nicole Geovana
Medicina de Família e Comunidade

Não. A pílula do dia seguinte não causa febre.

Como qualquer medicação, a pílula do dia seguinte pode provocar alguns efeitos colaterais como:

  • Dor de cabeça;
  • Cansaço;
  • Tontura;
  • Alteração do padrão do sangramento menstrual;
  • Aumento da sensibilidade nas mamas;
  • Náusea, vômito e dor abdominal.

Porém, a pílula do dia seguinte não apresenta a febre como um de seus efeitos colaterais. Se você fez uso da medicação e está com febre, deve procurar um atendimento médico para avaliação.

A pílula do dia seguinte é uma medicação útil e eficaz como contraceptivo de emergência. Ela deve ser usada corretamente segundo a indicação recomendada.

Na presença de algum efeito inconveniente, procure o serviço de saúde para que uma avaliação médica seja feita. 

Esqueci e não tomei meu anticoncepcional e tomei a PDS...
Dr. Charles Schwambach
Dr. Charles Schwambach
Médico

Risco s de gravidez são poucos, mas os riscos para sua saúde são muitos. Pare de tomar tanta pílula do dia seguinte, isso não é doce não, é muito ariscado fazer isso. Está brincando com a saúde e pode engravidar do mesmo jeito.

Pílula do dia seguinte pode atrasar a menstruação?
Dra. Nicole Geovana
Dra. Nicole Geovana
Medicina de Família e Comunidade

Sim. A pílula do dia seguinte pode atrasar a menstruação

A pílula do dia seguinte contém uma quantidade elevada de hormônio que irá desregular o ciclo menstrual habitual da mulher. Com esse desequilíbrio, a menstruação poderá vir antes do esperado ou depois do período esperado pela mulher. 

Normalmente, se ocorrer um atraso da menstruação, esse atraso não ultrapassará 4 semanas. Ou seja, a pílula do dia seguinte pode atrasar a menstruação até 1 mês.

Por isso, a mulher que tomou a pílula do dia seguinte e não menstruou até 4 semanas após o uso, deverá procurar um serviço de saúde para investigação de possível gravidez. 

A pílula do dia seguinte não é abortiva, por isso ela não impede a gravidez que já esteja efetivada. 

Sangramento após a PDS, é a certeza de que não estou grávida?
Dra. Rafaella Eliria Abbott Ericksson
Dra. Rafaella Eliria Abbott Ericksson
Clínica médica e Neurologia

Provavelmente não está grávida, mas não é possível dar certeza. Sangramento após tomar a PDS (pílula do dia seguinte) é o efeito esperado da medicação, evitando a gravidez, porém a eficácia da medicação é estimada em 98%, quando feito uso até as 24 h, e reduz gradativamente até as 72 h após a relação desprotegida, ou 120 h (para as medicações mais recentes no mercado), portanto existe um risco pequeno de engravidar.

Pílula do dia seguinte de 5 dias (120 h)

Vale ressaltar que recentemente chegou ao Brasil a opção da PDS para até 5 dias (120h). O que permite mais uma forma de contracepção de emergência para os casos de dificuldade em fazer uso nas primeiras horas.

Da mesma forma que as tradicionais, a eficácia é maior para quanto antes fizer uso.

Sangramento após o uso de pílula do dia seguinte (PDS)

O sangramento após a PDS provavelmente é de menstruação antecipada pela medicação, entretanto, se aconteceu a gravidez, seja pelo atraso no uso da medicação, uso incorreto da pílula ou o que é mais raro, mas pode acontecer, pela falha da medicação, pode haver um pequeno sangramento, conhecido por sangramento de nidação, quando o óvulo se infiltra na parede do útero.

O sangramento de menstruação e de nidação, são em geral sangramentos de características distintas, mas podem inicialmente ser confundidos.

Saiba mais no link: Dá para confundir sangramento de nidação com menstruação escura?

Como saber se estou grávida após tomar a pílula do dia seguinte (PDS)?

A única maneira de ter certeza se está ou não grávida, será através do teste de gravidez. Pode ser feito o teste de farmácia, teste de sangue, o beta HCG ou ultrassonografia.

O primeiro, o teste de farmácia, pode ser comprado facilmente sem pedido médico, e é considerado um teste de alta confiabilidade, desde que haja tempo suficiente para detectar o hormônio na urina, em média a partir da segunda semana de gestação.

Veja aqui: Teste de farmácia de gravidez é confiável?

E o exame de beta HCG, dosagem do mesmo hormônio no sangue, é mais específico, porém necessita de pedido médico para sua realização. Assim como a ultrassonografia, exame de imagem que identifica a presença do bebê além de outras características, como a localização da implantação do óvulo fecundado e condições do útero, a partir da quinta semana de gravidez.

O mais recomendado é que procure um médico ginecologista, para avaliar o seu caso, sugerindo o melhor exame complementar para descartar definitivamente a gestação.

Pode lhe interessar também: Tomei a pílula do dia seguinte. Posso engravidar?