Perguntar
Fechar
Tomei a pílula do dia seguinte. Posso engravidar?
Dra. Rafaella Eliria Abbott Ericksson
Dra. Rafaella Eliria Abbott Ericksson
Clínica médica e Neurologia

Depende. Pode ser possível engravidar tomando a pílula do dia seguinte, quando for utilizada de maneira incorreta, por exemplo quando tomar a pílula com mais de 72h após a relação desprotegida.

A eficácia da pílula do dia seguinte é maior quanto antes for tomada, especialmente antes das 48 h. Depois de 48 até as 72 h, a eficácia já é reduzida, aumentando o risco de gravidez.

Atualmente já está disponível no mercado a pílula de até 5 dias, com eficácia comprovada, porém com as mesmas recomendações, quanto antes tomar, maior a segurança e menor o risco de gravidez.

Após os 5 dias, não está mais indicado tomar a pílula do dia seguinte, além de não conferir resposta, pode causar efeitos colaterais.

Vale ressaltar que a pílula deve ser utilizada apenas em situações de emergência, nos casos de falha do método contraceptivo utilizado regularmente ou esquecimento. Não é indicado seu uso de maneira rotineira, porque a quantidade de hormônios nesse medicamento é alta, podendo causar problemas futuros para a saúde da mulher.

Por isso, depois de tomar a pílula do dia seguinte, se não faz uso de um contraceptivo regular, é necessário procurar um ginecologista para conversar sobre o assunto.

Perguntas comuns sobre pílula do dia seguinte:1) Como funciona a pílula do dia seguinte?

A pílula pode atrasar a ovulação, impedir a união do óvulo com o espermatozoide ou a implantação do óvulo fecundado na parede do útero. A pílula não interrompe a gravidez e não causa malformações no feto.

2) Quanto tempo dura o efeito da pílula do dia seguinte?

A pílula do dia seguinte somente produz efeito sobre a última relação sexual, se for tomada dentro de um tempo máximo de 72 horas. Imediatamente depois de tomar a pílula, a mulher já retorna à sua fertilidade normal e pode engravidar se houver outra relação desprotegida.

3) Pílula do dia seguinte faz mal?

Desde que usada esporadicamente, apenas como método anticoncepcional de emergência, a pílula do dia seguinte é segura para a saúde da mulher. Mesmo quando é necessário tomar mais de uma pílula dentro do mesmo ciclo menstrual, não há evidências de efeitos colaterais graves.

É importante lembrar que a pílula do dia seguinte somente deve ser usada em situações especiais, como contraceptivo de emergência. Tomar a pílula repetidamente pode trazer sérios riscos à saúde, como infarto, derrame cerebral e trombose.

4) Quando tomar a pílula do dia seguinte?

No caso de uma relação sexual sem proteção (não usou camisinha ou anticoncepcional de qualquer tipo), bem como se esquecer de tomar a pílula anticoncepcional.

5) Quando não devo tomar a pílula do dia seguinte?

A mulher não deve tomar a pílula do dia seguinte nas seguintes situações:

  • Se usa anticoncepcional de qualquer tipo há mais de 30 dias;
  • Na pausa do anticoncepcional;
  • Se usou camisinha;
  • Se está amamentando.
6) Tomei a pílula do dia seguinte e senti enjoo. É gravidez?

Provavelmente não. Esse é um efeito colateral frequente da pílula do dia seguinte. Podem ocorrer também: vômitos, dor de cabeça, cansaço, tontura, vômitos, diarreia, mudanças de humor, tontura, mal estar, sangramento antes do dia normal da menstruação, cólicas ou ainda atraso menstrual.

7) Tomei a pílula e depois de uns dias tive sangramento e cólicas. Pode ser gravidez?

Esses sintomas são geralmente decorrentes da própria pílula do dia seguinte. Pequenos sangramentos e irregularidade menstrual são comuns após tomar a pílula.

Lembrando que a eficácia da pílula do dia seguinte é limitada e dependente do tempo que levou para fazer uso. Porém pode não evitar a gravidez em algumas mulheres.

8) Tomei a pílula do dia seguinte e não tive nenhuma reação ou efeito colateral e nem sangramento. É normal?

Sim, nem todas as mulheres vão sentir os efeitos colaterais da pílula do dia seguinte ou apresentar sangramento nos primeiros dias.

9) Tomei a pílula do dia seguinte e a menstruação atrasou, o que faço?

Pode ser efeito da pílula, mas também pode ser gravidez. Espere até completar 15 dias de atraso e então faça o exame de gravidez.

10) E se eu tomar a pílula do dia seguinte e estiver grávida?

Eventualmente, isso pode acontecer. Porém, geralmente não traz grandes consequências à gravidez e ao feto. Vale lembrar que a pílula do dia seguinte não é abortiva (não causa aborto).

11) A pílula do dia seguinte pode cortar o efeitos dos outros anticoncepcionais?

Não. A pílula do dia seguinte também é um anticoncepcional e portanto não altera o efeito dos outros anticoncepcionais. Entretanto, se já estiver em uso de anticoncepcional regular há mais de 30 dias, não há necessidade de fazer uso da pílula do dia seguinte.

12) Estou amamentando, posso tomar a pílula do dia seguinte?

Não. As chances de gravidez na amamentação são pequenas e a pílula do dia seguinte pode fazer mal a você e reduzir a produção do leite.

13) Como saber se a pílula do dia seguinte funcionou?

A única forma de saber efetivamente se a pílula do dia seguinte funcionou ou não é esperar pela próxima menstruação. Se ela atrasar duas semanas, faça um teste de gravidez.

Para maiores esclarecimentos sobre o uso da pílula do dia seguinte, consulte um médico clínico geral, médico de família ou ginecologista.

Leia também:

Corro perigo de engravidar fora do meu período fértil?

Tomei a pílula do dia seguinte e depois tive relação, posso engravidar, o que fazer?

Pílula do dia seguinte dose única, pode falhar?

Referência:

FEBRASGO. Federação Brasileira das Associações de Ginecologia e Obstetrícia.

Por quanto tempo a pílula do dia seguinte age no organismo?
Dra. Janyele Sales
Dra. Janyele Sales
Medicina de Família e Comunidade

A pílula do dia seguinte, também chamada de contraceptivo de emergência, age no organismo no dia em que é tomada. Portanto, é possível engravidar imediatamente no dia a seguir depois de ter tomado a pílula do dia seguinte.

A ingestão do contraceptivo de emergência previne só a gravidez que poderia ocorrer pelos atos sexuais que ocorreram nos 5 dias anteriores a toma.

No entanto, alguns efeitos colaterais podem ainda serem sentidos alguns dias ou mesmo na semana a seguir após ter tomado a pílula, por conta da ação hormonal desse medicamento.

Os efeitos colaterais que podem ser sentidos após a contracepção de emergência são:

  • Leve sangramento irregular;
  • Náusea;
  • Dor abdominal;
  • Fadiga;
  • Dores de cabeça;
  • Sensibilidade dos seios;
  • Tontura;
  • Vômitos.

Além disso, após o uso da pílula do dia seguinte a menstruação pode vir antes ou depois do esperado.

Como a pílula do dia seguinte não tem um efeito anticoncepcional duradouro, caso a mulher tenha relação sexual desprotegida, no dia a seguir após ter tomado o contraceptivo de emergência ela já pode engravidar.

Por isso, está recomendado que logo após o uso da pílula do dia seguinte, já se comece a fazer uso de outro método contraceptivo, como preservativo, anticoncepcional hormonal oral ou injetável, ou DIU (dispositivo intra-uterino).

A pílula do dia seguinte age basicamente através de duas formas: ela atrasa a ovulação e se a ovulação já tiver ocorrido ela impede o encontro do espermatozoide com o óvulo.

Para mais informações sobre a pílula do dia seguinte e outros métodos contraceptivos de emergência consulte um ginecologista ou médico de família.

Também pode ser do seu interesse:

Pílula do dia seguinte pode atrasar a menstruação?
Dra. Nicole Geovana
Dra. Nicole Geovana
Medicina de Família e Comunidade

Sim. A pílula do dia seguinte pode atrasar a menstruação

pílula do dia seguinte contém uma quantidade elevada de hormônio que irá desregular o ciclo menstrual habitual da mulher. Com esse desequilíbrio, a menstruação poderá vir antes do esperado ou depois do período esperado pela mulher. 

Normalmente, se ocorrer um atraso da menstruação, esse atraso não ultrapassará 4 semanas. Ou seja, a pílula do dia seguinte pode atrasar a menstruação até 1 mês.

Por isso, a mulher que tomou a pílula do dia seguinte e não menstruou até 4 semanas após o uso, deverá procurar um serviço de saúde para investigação de possível gravidez

A pílula do dia seguinte não é abortiva, por isso ela não impede a gravidez que já esteja efetivada. 

Pílula do dia seguinte corta efeito do anticoncepcional?
Dra. Nicole Geovana
Dra. Nicole Geovana
Medicina de Família e Comunidade

Não. A pílula do dia seguinte não corta o efeito do anticoncepcional.

A pílula do dia seguinte é uma medicação para contracepção de emergência, ou seja, ela deve ser usada em caso de falha em outro método de contracepção já em uso.

A mulher que toma anticoncepcional regularmente e não esquece de tomar, não precisa usar a pílula do dia seguinte.

Se houve alguma falha no método que a mulher usa de rotina, ela pode usar a pílula do dia seguinte e continuar usando seu anticoncepcional normalmente:

  • se usa comprimido, ela deve continuar tomando 1 comprimido por dia sempre no mesmo horário;
  • se usa injeção, ela deve tomar a próxima injeção na data que já estava agendada (a cada 1 mês ou a cada 3 meses).

Então, não precisa esperar a menstruação vir para voltar a tomar o anticoncepcional.

Para mais informações:

Dúvidas sobre anticoncepcional

Esqueci de tomar a pilula, posso engravidar? O que eu faço?

Quais remédios que cortam e quais os remédios que não cortam o efeito do anticoncepcional?

Tomei pílula do dia seguinte e a menstruação não desceu. O que fazer?
Dra. Nicole Geovana
Dra. Nicole Geovana
Medicina de Família e Comunidade

Se tomou a pílula do dia seguinte e a menstruação não desceu, isso é normal e pode acontecer mesmo quanto a pílula do dia seguinte foi eficaz. Nos casos de atraso menstrual em mulheres que usam a pílula anticoncepcional, a mulher pode continuar tomando sua medicação regularmente, mesmo não vindo a menstruação. Provavelmente no próximo ciclo haverá um reajuste e o ciclo menstrual habitual será retomado.

A pílula do dia seguinte pode atrasar a menstruação devido ao desequilíbrio hormonal que ela provoca. Após o uso da medicação, o organismo precisa se readaptar e reajustar o ciclo menstrual. Isso pode demorar algum tempo a depender de qual momento do ciclo menstrual você utilizou a pílula do dia seguinte.

Quando a pílula do dia seguinte é usada próximo do período que viria a menstruação habitual, esse atraso pode ser de mais de 1 semana, prolongando o ciclo menstrual.

Normalmente, depois de tomar a pílula do dia seguinte, a menstruação volta a descer cerca de uma semana depois da data prevista.

Se a menstruação não ocorrer depois de 4 semanas da tomada da pílula, convém fazer um exame de gravidez.

Pílula do dia seguinte atrasa sempre a menstruação?

Não, nem sempre a pílula do dia seguinte atrasa a menstruação. Embora o atraso da menstruação seja um efeito colateral comum da pílula do dia seguinte, ele não ocorre na maioria dos casos.

De acordo com a OMS (Organização Mundial de Saúde), para aproximadamente 57% das mulheres que tomam o anticoncepcional, a menstruação vem na data prevista. A maioria das mulheres apresenta pouca ou nenhuma alteração relevante no ciclo menstrual.

Ainda segundo a OMS, cerca de 15% das usuárias que tomam a pílula do dia seguinte podem apresentar um atraso de até 7 dias na menstruação. Aproximadamente 13% das mulheres que usam a medicação podem apresentar um atraso menstrual de pouco mais de 7 dias. Em 15% das mulheres, a pílula do dia seguinte pode antecipar a menstruação em até uma semana.

A pílula do dia seguinte não é o único método anticoncepcional que pode atrasar ou ainda antecipar a menstruação. O anticoncepcional injetável trimestral, o DIU de cobre e os implantes também podem causar irregularidade menstrual.

Depois de tomar a pílula do dia seguinte a menstruação volta ao normal?

Sim, depois de tomar a pílula do dia seguinte a menstruação volta ao normal. A irregularidade ocorre no período menstrual imediatamente seguinte ao uso da pílula. Com a vinda da menstruação, o ciclo volta ao normal.

A irregularidade no ciclo menstrual causada pela pílula do dia seguinte resolve-se espontaneamente. O uso correto do anticoncepcional não provoca alterações duradouras ou permanentes na data da menstruação.

No entanto, o uso repetitivo da pílula do dia seguinte pode tornar as alterações menstruais mais intensas, tornando difícil para a mulher prever a vinda da menstruação e identificar o seu período fértil.

Para maiores esclarecimentos sobre o uso da pílula do dia seguinte, consulte um médico clínico geral, médico de família ou ginecologista.

Para saber mais sobre a pílula do dia seguinte, você pode ler:

Como saber se a pílula do dia seguinte funcionou?

Sangramento após tomar pílula do dia seguinte é normal? Por que ocorre?

Pílula do dia seguinte dose única pode falhar?

Tomei a pílula do dia seguinte. Posso engravidar?

Referência:

FEBRASGO. Federação Brasileira das Associações de Ginecologia e Obstetrícia.

Sangramento após tomar pílula do dia seguinte é normal? Por que ocorre?
Dra. Ângela Cassol
Dra. Ângela Cassol
Médico

Pode haver pequenos sangramentos e irregularidade menstrual após tomar a pílula do dia seguinte e ocorrem porque a pílula do dia seguinte contém hormônios em altas dosagens, que podem fazer o endométrio descamar, levando a sangramento.

O sangramento pode assumir várias formas: pode ser como uma menstruação normal ou pode diferente (pouco e claro ou pouco e tipo borra de café, ou pode até ter um sangramento forte como uma hemorragia).

É importante lembrar que a eficácia da pílula do dia seguinte é inferior à do anticoncepcional comum. Sendo assim, o fato de ter tido o sangramento não significa que não há possibilidade de gravidez, embora a chance seja pequena.

Tive sangramento 7 dias após tomar a pílula do dia seguinte, o que significa?

Geralmente, um sangramento pode ocorrer após 15 dias da ingestão da pílula do dia seguinte. Portanto, se você teve um sangramento 7 dias após tomar a pílula, ele é considerado normal e esperado devido à variação hormonal provocada pelo hormônio.

Sangramento após o uso da pílula do dia seguinte aumenta a sua eficácia?

A eficácia da pílula do dia seguinte independe da presença ou ausência de sangramento. Contudo, se após tomar a pílula, sua menstruação atrasar por mais de duas semanas da data esperada, é necessário realizar um exame de gravidez.

É importante lembrar que o uso da pílula não previne doenças sexualmente transmissíveis. Use o preservativo em todas as relações sexuais.

Para saber mais sobre a pílula do dia seguinte, você pode ler:

Referência:

FEBRASGO. Federação Brasileira das Associações de Ginecologia e Obstetrícia

Faz mal tomar a pílula do dia seguinte tomando anticoncepcional?
Dra. Nicole Geovana
Dra. Nicole Geovana
Medicina de Família e Comunidade

Não. A mulher que já faz uso de anticoncepcional não apresenta riscos adicionais ao tomar a pílula do dia seguinte.

Quando o anticoncepcional é usado corretamente, na hora certa e sem esquecimento, não há necessidade da mulher tomar a pílula do dia seguinte mesmo tendo feito sexo vaginal desprotegido. O anticoncepcional usado rotineiramente apresenta uma boa segurança para evitar gravidez indesejada.

Vale lembrar que a pílula do dia seguinte contém uma quantidade alta de hormônio capaz de desequilibrar o ciclo menstrual da mulher e não deve ser tomada constantemente.

A mulher que já usa algum tipo de anticoncepcional (comprimidos, injeção, anel vaginal, DIU, adesivo ou implante intradérmico) só precisa tomar a pílula do dia seguinte em algumas situações como:

  • atraso maior de 24 horas para pílulas com estrógeno e progestágeno;
  • atraso maior de 3 horas para pílulas só com progestágeno;
  • atraso maior de 2 semanas para injeção com Medroxiprogesterona (ex: Depo-Provera® ).

Fora dessas situações, não há necessidade de usar os dois métodos em conjunto.

Links úteis:

Pílula do dia seguinte corta efeito do anticoncepcional?

Esqueci de tomar a pilula, posso engravidar? O que eu faço?

2 pílulas de anticoncepcional tem o mesmo efeito da pílula do dia seguinte?

Quantas pílulas do dia seguinte posso tomar por ano?

A pílula do dia seguinte pode atrasar minha menstruação?
Dra. Nicole Geovana
Dra. Nicole Geovana
Medicina de Família e Comunidade

Sim. A pílula do dia seguinte pode atrasar a menstruação. A mulher que fez uso da pílula do dia seguinte pode apresentar alteração da data habitual do seu período menstrual. Isso se deve pelo desbalanço hormonal que a pílula provoca e uma readaptação do organismo perante ao hormônio ingerido.

Após a toma da pílula do dia seguinte, a menstruação pode vir em torno de uma semana antes ou depois da data esperada. Cada mulher terá uma reação diferente e esse tempo pode variar para alguns dias antes (antecipando a menstruação) ou depois da data habitual (atrasando a menstruação).

É importante lembrar que a pílula do dia seguinte não é o único método anticoncepcional que causa atraso ou antecipação da menstruação. A injeção anticoncepcional trimestral, o uso de DIU de cobre ou implantes anticoncepcionais também podem provocar irregularidade menstrual, muitas vezes com sangramentos mais intensos e prolongados que aqueles observados com o uso da pílula do dia seguinte.

A pílula do dia seguinte sempre atrasa a menstruação?

Segundo a Organização Mundial de Saúde (OMS), cerca de 57% das mulheres que tomam a pílula do dia seguinte não apresenta nenhum atraso ou antecipação da sua menstruação, com a vinda do período na data prevista. A maioria das mulheres que toma a pílula do dia seguinte apresenta pouca ou nenhuma mudança significativa no seu ciclo menstrual.

Cerca de 15% das mulheres que tomam a pílula do dia seguinte podem apresentar um atraso de até 7 dias da menstruação. Em 13% dos casos, a menstruação pode atrasar pouco mais de uma semana.

Por outro lado, a pílula do dia seguinte também pode antecipar a menstruação em até 7 dias, o que ocorre em cerca de 15% das mulheres que tomam o medicamento.

Pílula do dia seguinte desregula definitivamente a menstruação?

Não. Vale ressaltar que as alterações do ciclo menstrual provocadas pelo uso da pílula do dia seguinte resolvem-se espontaneamente e normalmente são bem toleradas pela mulher. Não há evidências científicas de que o uso da pílula cause qualquer dano aos ciclos menstruais.

Contudo, tomar a pílula do dia seguinte repetitivamente e frequentemente pode agravar os distúrbios menstruais e tornar difícil para a mulher reconhecer as fases do seu ciclo menstrual e o seu período fértil.

Se após o uso da medicação a menstruação demorar mais de 4 semanas para vir, é interessante realizar um teste de gravidez para se certificar do seu efeito.

Para maiores esclarecimentos sobre o uso da pílula do dia seguinte e suas possíveis alterações na menstruação, consulte o/a médico/a de família, clínico/a geral ou ginecologista.

Para saber mais sobre pílula do dia seguinte, você pode ler:

Sangramento após tomar pílula do dia seguinte é normal? Por que ocorre?

Vou viajar e ficarei menstruada nessa época, o que faço?

Referência

Federação Brasileira das Associações de Ginecologia e Obstetrícia - FEBRASGO

Quanto tempo duram os efeitos colaterais da pílula do dia seguinte?
Dra. Nicole Geovana
Dra. Nicole Geovana
Medicina de Família e Comunidade

A duração dos efeitos colaterais da pílula do dia seguinte é variável de mulher para mulher, podendo durar algumas horas ou alguns dias.

Nem toda mulher apresentará efeito colateral após tomar a pílula do dia seguinte.

Quando presentes, os efeitos colaterais mais comuns são náusea e vômito.

Outros efeitos são menos comuns, mas podem acontecer: tontura, dor de cabeça, aumento da sensibilidade das mamas, fadiga e dor abdominal.

A maioria desses efeitos colaterais podem ser tratados com medicações sintomáticas e geralmente não apresentam maiores repercussões.

Outra consequência do uso da pílula do dia seguinte é a alteração no ciclo menstrual da mulher, podendo haver um desequilíbrio na data habitual da menstruação com antecipação ou atraso.

É importante compreender que a pílula do dia seguinte é uma contracepção de emergência. Para evitar gravidez indesejada é recomendado o uso de anticoncepcionais de longa duração e um planejamento familiar que pode ser orientado pelo/a ginecologista, médico/a de família ou clínico/a geral.

Para saber mais sobre a pílula do dia seguinte, você pode ler os artigos a seguir:

Sangramento após tomar pílula do dia seguinte é normal? Por que ocorre?

Quais os efeitos colaterais da pílula do dia seguinte?

Como saber se a pílula do dia seguinte funcionou?

Como tomar a pílula do dia seguinte?

Referência:

FEBRASGO. Federação Brasileira das Associações de Ginecologia e Obstetrícia

Referência:

Federação Brasileira das Associações de Ginecologia e Obstetrícia

Quantos dias a pílula do dia seguinte pode atrasar a menstruação?
Dr. Charles Schwambach
Dr. Charles Schwambach
Médico

Não existe um número exato de dias. Não precisava ter tomado a pílula do dia seguinte (não faz sentido, já que usa anticoncepcional). Deve começar a tomar a nova cartela do seu anticoncepcional no dia certo, independente do que está acontecendo com sua menstruação.

Quantas pílulas do dia seguinte posso tomar por ano?
Dra. Rafaella Eliria Abbott Ericksson
Dra. Rafaella Eliria Abbott Ericksson
Clínica médica e Neurologia

A mulher não deve tomar mais de 12 pílulas do dia seguinte por ano, ou seja, no máximo 1 (uma) por mês.

A pílula do dia seguinte possui doses muito altas de hormônios e o seu uso frequente pode alterar o equilíbrio hormonal e trazer graves complicações, desde hemorragias, quadro de anemia pelo aumento do fluxo menstrual, até o aumento do risco de câncer de útero e mama.

Por isso, é importante lembrar que deve ser usada apenas como um método contraceptivo de emergência. Tomar uma pílula por mês ou 12 por ano já pode ser considerado um uso regular e frequente.

Portanto, se o uso da pílula do dia seguinte é regular e o objetivo é evitar uma gravidez, o mais adequado será iniciar um método contraceptivo mais seguro, que não provoque os mesmos efeitos colaterais e ainda que possa proteger quanto a doenças sexualmente transmissíveis.

Qual é a eficácia da pílula do dia seguinte?

Para que a pílula atinja o objetivo esperado, de impedir a gravidez, ela deve ser tomada dentro de no máximo 72 horas após a relação desprotegida.

O mais indicado é que seja tomada dentro das primeiras 24 horas, quando seu efeito varia entre 90% e 99% de eficácia, e depois reduz gradativamente com o decorrer das horas, podendo chegar a apenas 55%, mantendo assim o risco de gravidez. Após 72 horas da relação este método não tem mais efeito e nem é seguro fazê-lo.

Quando devo tomar a pílula do dia seguinte?

O uso da pílula do dia seguinte deve ser reservado para situações emergenciais como: o rompimento da camisinha, esquecimento do diafragma ou da injeção anticoncepcional, uso incorreto ou esquecimento da pílula anticoncepcional ou ainda em casos de estupro e relações sexuais imprevistas sem proteção.

Pílula do dia seguinte faz mal?

Desde que tomada corretamente e o seu uso não ultrapasse 12 pílulas por ano, a pílula do dia seguinte não faz mal e é um medicamento seguro. Até mesmo mulheres que tomam duas pílulas dentro do mesmo ciclo menstrual não colocam a sua saúde em risco nem apresentam efeitos colaterais graves.

Porém, é sempre importante lembrar que ela é constituída por doses muito elevadas de hormônios e o seu uso frequente pode trazer graves complicações, como alteração do equilíbrio hormonal, sangramentos, anemia devido à maior perda de sangue na menstruação, além de aumentar os riscos de câncer de útero e de mama.

Quais são os efeitos colaterais da pílula do dia seguinte?

A pílula do dia seguinte normalmente é bem tolerada. Contudo, como todo medicamento, pode causar efeitos colaterais. Uma em cada quatro mulheres que tomam a pílula sentem náuseas e ou vômitos.

Outros efeitos menos comuns são o aumento da tensão nas mamas, dor de cabeça, tontura, cansaço, diarreia e sangramentos pequenos após o uso da pílula. Contudo, todos os efeitos indesejáveis da pílula do dia seguinte tendem a desaparecer após as primeiras horas de uso.

Para mais esclarecimentos sobre o uso da pílula do dia seguinte, consulte um médico de família ou ginecologista.

Pode lhe interessar também:

Se tomar a pílula do dia seguinte muitas vezes ela perde o efeito?

Como saber se a pílula do dia seguinte funcionou?

Se tomar a pílula do dia seguinte muitas vezes ela perde o efeito?
Dra. Nicole Geovana
Dra. Nicole Geovana
Medicina de Família e Comunidade

Tomar a pílula do dia seguinte muitas vezes não perde nem diminui o seu efeito, mas não é recomendado pois pode trazer complicações graves.como: hemorragias, anemias, além de aumentar os riscos de câncer de útero e de mama.

Não é indicado tomar a pílula mais do que uma vez por mês, pois ela altera o ciclo menstrual e provoca sangramentos irregulares.

A pílula do dia seguinte não deve ser utilizada como um método anticoncepcional de rotina. Procure o/a médico/a de família ou ginecologista para te ajudar a escolher o melhor método anticoncepcional a longo prazo.

Leia também: Quantas pílulas do dia seguinte posso tomar por ano?