Perguntar
Fechar

Pulmões

Radiografia dos pulmões identificou ateromatose da aorta. É grave? O que fazer?
Dra. Nicole Geovana
Dra. Nicole Geovana
Medicina de Família e Comunidade

Ateromatose da aorta é uma doença caracterizada pelo depósito de gordura, cálcio e outros elementos na parede da artéria aorta, que diminui o seu calibre e como consequência reduz também a chegada de sangue aos tecidos irrigados por ela.

Trata-se de um processo difuso, que acomete simultaneamente várias artérias do corpo, inclusive a aorta.

Apesar do desenvolvimento da ateromatose ser lento e progressivo, a doença pode tornar-se grave se o processo não for interrompido, uma vez que a obstrução da artéria pode provocar a morte dos tecidos alimentados por ela.

Além disso, a ateromatose deixa a superfície interna da artéria irregular, o que facilita a coagulação sanguínea nesse local.

Esse coágulo pode se desprender e provocar uma trombose, levando ao entupimento agudo da artéria, com isquemia (sofrimento) ou necrose (morte) dos tecidos.

Infarto do miocárdio (ataque cardíaco), embolia pulmonar, acidente vascular cerebral ("derrame"), são algumas dessas consequências.

Os fatores de risco para o desenvolvimento da ateromatose são:

  • Idade entre 50 e 70 anos;
  • Sexo masculino;
  • Dislipidemia (níveis elevados de colesterol e triglicerídeos);
  • Tabagismo;
  • Hipertensão arterial;
  • Sedentarismo;
  • História familiar.

É importante lembrar que para que os primeiros sintomas causados pela falta de sangue apareçam, é preciso que cerca de 75% do calibre da artéria seja obstruído. Portanto, quanto antes a ateromatose for diagnosticada, melhor o prognóstico.

O que se deve fazer, uma vez detectado o problema, é deter a doença para impedir as suas manifestações, através do controle dos fatores de risco, ou seja, deixando de fumar, mantendo o peso dentro da normalidade, controlando os níveis de colesterol e triglicerídeos, a hipertensão, o diabetes, entre outros.

O diagnóstico da ateromatose pode ser feito por qualquer médico/a e, normalmente deve ser acompanhado pelo/a médico/a angiologista ou cirurgião/ã vascular.

Tomografia: pulmões com estrias densas situadas em ambos...
Dr. Charles Schwambach
Dr. Charles Schwambach
Médico

Pelo que você citou parecem sequelas pulmonares decorrentes de algo que já aconteceu no passado. Pode ser por infecções pulmonares, cigarro (talvez). Geralmente essas lesões cicatriciais já estão definidas e não há muito o que fazer. A única forma de tratamento é a retirada cirúrgica (raramente é feita, somente em situações muito específicas).

O que é enfisema pulmonar, quais os sintomas, causas?
Dr. Charles Schwambach
Dr. Charles Schwambach
Médico

Enfisema pulmonar é uma doença caracterizada pela destruição progressiva dos alvéolos pulmonares, com formação de "grandes bolhas de ar" no lugar do tecido pulmonar normal.

A principal causa do enfisema pulmonar é o tabagismo.

Os sintomas são tosse seca e falta de ar, o tratamento e sintomático e paliativo (ou seja não há tratamento).

Deve procurar um pneumologista. Enfisema pulmonar não tem cura, só tratamento.

Qual a diferença entre asma, bronquite e bronquite asmática?
Dr. Charles Schwambach
Dr. Charles Schwambach
Médico

Na verdade a confusão maior é apenas de nomenclatura, existe uma doença médico chamada Asma (que engloba tudo o que você citou anteriormente - crises de falta de ar, tosse seca e chio no peito), também existe uma doença chamada Bronquite (mas ela tem características diferentes daquelas que normalmente são usadas para defini-la - tosse crônica produtiva, acompanhada ou não por falta de ar). O inalador deve ser usado conforme a receita do médico.

Leia também: Ter bronquite na gravidez prejudica o bebê? Como tratar?; Bronquite é contagiosa?

Tenho tosse com sangue durante a noite, o que pode ser?
Dr. Charles Schwambach
Dr. Charles Schwambach
Médico

O que você tem é tosse com sangue; é um sintoma único e importante, mas com um único sintoma, mesmo que seja um sintoma tão peculiar, não dá para fazer diagnóstico, vá a um médico o mais breve possível, você precisa ser examinado e fazer exames.

Coma induzido por crise respiratória, ele sai dessa?
Dr. Charles Schwambach
Dr. Charles Schwambach
Médico

Quando o paciente tem Enfisema Pulmonar e faz uma crise respiratória grave chegando a ser entubado e ir para o respirador as chances de sair com vida são pequenas, os médicos tentaram de modo devagar retirar seu avô do coma e reduzir a quantidade de oxigênio que ele está recebendo, tudo vai depender da reação do corpo do seu avô a essa redução gradativa do oxigênio que ele está recebendo de forma artificial.

Tive Tuberculose há 12 anos que foi tratada corretamente...
Dr. Charles Schwambach
Dr. Charles Schwambach
Médico

Se a sequela é próxima da pleura (membrana que recobre os pulmões, que é uma área bastante sensível a dor) pode ter essa dor pela sequela da tuberculose mesmo. Desde que afastada qualquer outra causa.

Parei de fumar, ainda tenho riscos de doenças pulmonares?
Dr. Charles Schwambach
Dr. Charles Schwambach
Médico

Seu pulmão vai limpar em parte, mas nunca será igual ao pulmão de um não fumante e sempre ficará com um risco maior para doenças pulmonares (incluindo o câncer), claro que como você parou de fumar esse risco será bem menor do que o risco de alguém que continua fumando.

O que significa DBPOC?
Dr. Charles Schwambach
Dr. Charles Schwambach
Médico

DBPOC significa Doença Bronco Pulmonar Obstrutiva Crônica.

Qual o especialista que cuida de granuloma no pulmão?
Dr. Charles Schwambach
Dr. Charles Schwambach
Médico

Clinicamente: pneumologista; cirurgicamente: cirurgião torácico.

Exame: granuloma no pulmão com 0,3 centímetro?
Dr. Charles Schwambach
Dr. Charles Schwambach
Médico

Granuloma é um pequeno nódulo, geralmente de origem inflamatória, crônico.