Tuberculose miliar tem cura? Como é o tratamento?

Sim, tuberculose miliar tem cura, mas é muito importante iniciar o tratamento o mais rápido possível, caso contrário a doença pode ser fatal. O tratamento da tuberculose miliar pode inclusive ser iniciado antes de haver um diagnóstico definitivo, uma vez que a taxa de mortalidade é alta sem um tratamento precoce.

O tratamento da tuberculose miliar segue o mesmo esquema da tuberculose pulmonar, com4 medicamentos antibióticos: rifampicina, isoniazida, pirazinamida e etambutol.

A primeira fase do tratamento tem uma duração de 2 meses e pode incluir todas as medicações ou apenas a rifampicina, a isoniazida e a pirazinamida. A segunda fase do tratamento dura 4 meses e inclui apenas a rifampicina e isoniazida. Todas as medicações são tomadas por via oral.

Publicidade

Pacientes que nunca receberam qualquer tratamento para tuberculose ou que abandonaram o tratamento em menos de 30 dias, são tratados com o esquema 1:

⇒ 1ª fase (2 meses): Rifampicina + Isoniazida + Pirazinamida.

⇒ 2ª fase (4 meses): Rifampicina + Isoniazida.

Já os pacientes que voltam a ter tuberculose depois de serem curados com o esquema 1 ou que abandonaram o tratamento depois de tomar as medicações por mais de 30 dias, são tratados com o esquema 1 reforçado (1R):

⇒ 1ª fase (2 meses): Rifampicina + Isoniazida + Pirazinamida + Etambutol.

⇒ 2ª fase (4 meses): Rifampicina + Isoniazida + Etambutol.

Dependendo da gravidade do caso ou se houver ausência de resposta aos esquemas 1 e 1R, o tratamento da tuberculose miliar pode ser prolongado com outras combinações de medicamentos.

Lembrando que o tratamento da tuberculose é disponibilizado gratuitamente pelo Sistema Único de Saúde (SUS).

Saiba mais em:

Tuberculose miliar é contagiosa? Como se transmite?

O que é tuberculose miliar? Quais os sintomas?

Tuberculose tem cura? Qual o tratamento?