Perguntar
Fechar

Cistite intersticial tem cura? Com é o tratamento?

Cistite intersticial não tem cura. Trata-se de uma doença inflamatória crônica da bexiga, com causas desconhecidas. O tratamento da cistite intersticial é difícil e complexo, podendo compreender uso de medicamentos, mudanças comportamentais e alimentares, além de cirurgias. O objetivo é controlar os sintomas e melhorar a qualidade de vida da pessoa.

As medicações podem ser administradas por via oral ou aplicadas diretamente na bexiga. A cirurgia raramente é indicada, sendo indicada nos casos em que os demais tratamentos não tiveram resultado.

Dentre os medicamentos utilizados para tratar a cistite intersticial estão a amitriptilina, um antidepressivo usado para controlar a dor, além de anti-inflamatórios, como a heparina e o ácido hialurônico, que são aplicados diretamente na bexiga e atuam na reconstituição da mucosa.

A aplicação de toxina botulínica (botox) na bexiga tem tido bons resultados no manejo da dor.

Dieta

Na grande maioria dos casos de cistite intersticial, os sintomas se agravam com a ingestão de determinados alimentos e bebidas. A pessoa deve identificá-los e excluí-los da dieta durante uma semana. Após esse período, os mesmos podem ser reintroduzidos gradualmente, observando sempre o retorno ou a ausência dos sintomas.

Veja também: Qual o tratamento para síndrome da bexiga dolorosa?

Exercícios

As atividades físicas liberam substâncias que aumentam a sensação de prazer e bem-estar, além de atuarem no alívio da dor. Também são recomendados exercícios de fortalecimento e relaxamento para os músculos do assoalho pélvico.

Reeducação vesical

A reeducação da bexiga também está incluída no tratamento da cistite intersticial. Para isso, os intervalos entre as micções devem ser iguais e programados, para não se chegar ao ponto de sentir vontade urgente de urinar. Ao longo da semanas, os intervalos entre as micções podem ser aumentados gradativamente.

Hidrodistensão

A hidrodistensão consiste em encher a bexiga com soro para além do seu limite de armazenamento para provocar uma distensão excessiva nas suas paredes.

O tratamento é feito sob anestesia e tem como objetivo destruir parcialmente a mucosa que reveste a bexiga para que ela possa se regenerar.

Cirurgias

O tratamento cirúrgico da cistite intersticial pode ser realizado por meio de uma cirurgia para retirar a bexiga ou aumentar a sua capacidade de armazenamento.

O médico urologista é o especialista responsável pelo diagnóstico e tratamento da cistite intersticial.

Saiba mais em:

Quais os sintomas da cistite intersticial?

Cistite intersticial: Quais as causas e complicações?