Perguntar
Fechar

Bexiga hiperativa tem cura? Qual o tratamento?

Dra. Rafaella Eliria Abbott Ericksson
Dra. Rafaella Eliria Abbott Ericksson
Clínica médica e Neurologia

Bexiga hiperativa pode ter cura ou não, depende da causa desse problema.

Quando a bexiga neurogênica for causada por problemas tratáveis, como uma infecção urinária ou enfraquecimento da musculatura, por exemplo após cirurgias ginecológicas ou urológicas, grande parte dos pacientes atingem a cura completa com o tratamento específico.

Entretanto, causas irreversíveis, como lesão medular, paraplegia, esclerose múltipla ou doenças crônicas que levem a lesão nervosa e disfunção do músculo, não costumam responder aos tratamentos conhecidos. Portanto o objetivo passa a ser a prevenção de doenças renais, melhora do tônus muscular e orientações para uma melhor qualidade de vida, como o uso de cateterismo vesical intermitente, fisioterapia funcional, entre outros.

O tratamento pode ser feito com:

  • Medicamentos
  • Fisioterapia
  • Aplicações de toxina botulínica tipo A no músculo responsável pela contração da bexiga
  • Mudanças de comportamento
  • Instalação de sondas vesicais, ou cateterismo vesical intermitente
  • Cirurgias

Nos casos graves de bexiga hiperativa, pode ser necessária a implantação de dispositivos eletrônicos na medula espinhal ou na própria bexiga (marcapasso) para regular a atividade do órgão.

Medicamentos

O uso de medicamentos como Detrusitol LA, Enablex, Retemic UD, relaxam a musculatura, com isso reduzem as contrações involuntárias da bexiga, melhorando sua função.

Fisioterapia

O papel da fisioterapia no tratamento da bexiga hiperativa pode ser realizado de 3 formas: reabilitação do assolho pélvico, eletroestimulação e treinamento vesical.

A reabilitação é feita através de um aparelho de biofeedback, que garante que o paciente está contraindo os músculos certos.

A eletroestimulação é realizada pela vagina ou através do nervo tibial posterior, localizado atrás do calcanhar.

Já o treinamento vesical é uma tentativa do paciente voltar a ter controle sobre a vontade de urinar, como uma boa taxa de sucesso.

Toxina botulínica tipo A (botox)

As injeções de toxina botulínica são aplicadas em vários pontos da bexiga, diminuindo as contrações do órgão. A duração do tratamento é de 6 a 9 meses. Após este período, é necessário fazer uma nova aplicação.

Mudanças comportamentais

  • Urinar com hora certa, a cada 2 horas;
  • Controlar a ingestão de líquidos;
  • Evitar bebidas com cafeina como café, chás, energéticos e refrigerantes à base de cola, com cafeina, produtos adoçados com aspartame, sucos cítricos e álcool;
  • Evitar comer alimentos à noite com muita água, como melancia e melão;
  • Deixar de beber líquidos 3 horas antes de ir dormir;
  • Dar preferência a alimentos ricos em fibra para favorecer o funcionamento do intestino, pois as fezes acumuladas pressionam a bexiga.

O cateterismo intermitente realizado pelo/a próprio/a paciente deve ser devidamente orientado pelo/a médico/a assistente. Tanto o cateterismo quanto a cirurgia, são medidas adotadas quando todas as opções foram tentadas sem alcançar a resposta esperada.

Leia também: O que é bexiga hiperativa e quais os sintomas?

O tratamento da bexiga hiperativa é da responsabilidade do/a médico/a urologista.

Saiba mais em:

Bexiga neurogênica: Quais as causas, sintomas e tratamento?