Perguntar
Fechar

Dor de barriga na gravidez, o que pode ser?

Dra. Rafaella Eliria Abbott Ericksson
Dra. Rafaella Eliria Abbott Ericksson
Clínica médica e Neurologia

A dor de barriga na gravidez é um sintoma comum entre as gestantes, devido às mudanças hormonais desse período. Uma dessas mudanças é a lentificação do trânsito intestinal, o que facilita o acúmulo de gases, constipação e por vezes, diarreia.

O uso de vitaminas e suplementos nutricionais, utilizados para fortalecer a mãe e o bebê, podem desencadear náuseas e diarreia. Porém, são sintomas que não duram muito tempo e melhoram espontaneamente.

Já as dores de barriga associadas a febre, vômitos, sangramento ou mal-estar, sugerem uma infecção, por isso devem ser avaliadas pelo obstetra, ou num serviço de urgência, sem demora.

Causas de dor de barriga (tipo diarreia) na gravidez

  • Mudanças hormonais - Na gestação, as alterações hormonais são normais e por isso as alterações intestinais são esperadas, sem significar um problema de saúde.
  • Infecção intestinal - Dor na barriga associada a fezes líquidas ou pastosas, cólica, mal-estar e febre. Na suspeita de infecção, procure imediatamente o seu obstetra, para tratar com antibióticos e evitar complicações.
  • Uso de medicamentos - o uso de vitaminas, medicamentos ou suplementos na gestação podem ter como efeito colateral a diarreia, que dura um ou dois dias, sem mais sintomas.

Dor no pé da barriga na gravidez

  • Aumento do fluxo de sangue no útero - A dor no pé da barriga que ocorre no início da gestação, é comum e está relacionada com o aumento do fluxo sanguíneo na região pélvica, para nutrir o bebê até o final da gestação.
  • Aumento do volume uterino - Próximo do final da gestação, a dor pélvica pode ocorrer pelo aumento de tamanho do útero e do bebê. Ambas são modificações naturais do corpo da gestante, necessárias para dar continuidade à gestação.
  • Infecção urinária - A dor vem associada a ardência ao urinar, com ou sem cheiro forte. A infecção urinária aumenta o risco de complicações graves como abortamento, por isso nesse caso entre em contato com o seu obstetra, o quanto antes.

Dor do lado direito da barriga na gravidez

  • Excesso de gases - A dor localizada à direita da barriga, sem mais sintomas, geralmente ocorre pelo excesso de gases.
  • Apendicite - Dor localizada na região inferior, direita da barriga, que só piora com o passar do tempo, associada a febre, rigidez abdominal, náuseas e vômitos. Trata-se de uma urgência médica. Na suspeita de apendicite, procure imediatamente o seu obstetra ou um serviço de emergência.

Dor do lado esquerdo da barriga na gravidez

  • Excesso de gases - Assim como a dor à direita, a dor à esquerda sem mais sintomas, tem maior relação com excesso de gases ou constipação.

A alimentação balanceada e a prática regular de atividades físicas, ajuda na digestão e evita o acúmulo excessivo dos gases.

Dor na parte de cima da barriga na gravidez

  • Azia, gastrite e refluxo gástrico - A dor localizada na parte superior da barriga e mais central, chamada de "boca do estômago", é frequente entre as grávidas, devido às mudanças hormonais, o aumento da produção do ácido gástrico e as mudanças anatômicas dessa fase, como a redução do estômago devido a compressão pelo tamanho do bebê, especialmente no último trimestre da gravidez.

Para aliviar os sintomas de azia e refluxo, a gestante deve se alimentar com mais frequência e em menor quantidade, manter uma boa hidratação para repor os líquidos que estão sendo perdidos e frituras, doces e alimentos gordurosos.

É normal ter dor na barriga na gravidez?

Pode ser normal, desde que não venha associado a outros sintomas. Na dúvida, entre em contato com o obstetra e informe sobre os sintomas que surgiram.

Conheça mais sobre o assunto nos artigos abaixo:

O que é bom para dor de barriga?

Dor no pé da barriga durante a gravidez, o que pode ser?

Diarreia na gravidez: o que pode ser e o que fazer

Dor no estômago na gravidez é normal?

Referências:

G.C.F. et al. Gastrointestinal diseases during pregnancy: what does the gastroenterologist need to know?. Annals of Gastroenterology, 31(4): 385-394, 2018.

Federação Brasileira das Associações de Ginecologia e Obstetrícia - FEBRASGO.