Perguntar
Fechar

Estou com muita queda de cabelos, o que eu faço?

Se está com muita queda de cabelos, pode ser calvície, uma doença chamada alopecia androgenética, que afeta homens e mulheres e precisa de tratamento médico. Quanto mais cedo for diagnosticada, melhor é o resultado do tratamento.

Nos homens, a calvície pode provocar queda de cabelo severa e deixar o homem completamente careca, com tendência para se concentrar no topo da cabeça. Já nas mulheres ela é mais difusa e dificilmente deixa uma mulher sem cabelo por completo.

Tanto a calvície masculina como a feminina são provocadas por fatores hereditários e podem surgir em qualquer período depois da adolescência.

Vale lembrar que a queda de cabelo nem sempre é sinal de doença. É normal perder por dia cerca de 100 fios de cabelo.

A maior parte das doenças que causa queda de cabelo afetam o fio de duas formas principais:

Interferência no ciclo do folículo piloso (fio de cabelo)

Mudança de estação (Verão-Outono), má alimentação, cirurgias e uso de alguns medicamentos podem interferir no ciclo do cabelo e causar uma queda maior de fios. Se a queda de cabelos for muito intensa, pode-se notar a presença de menos cabelo no couro cabeludo.

Lesão da porção do folículo piloso responsável pela sua regeneração

Existem diversas doenças inflamatórias que atingem o couro cabeludo e podem causar queda de cabelo. Mesmo na calvície, a queda de cabelos é provocada por processos inflamatórios no couro cabeludo associados a fatores genéticos. Como resultado, as células que regeneram o fio de cabelo morrem, deixando os cabelos mais finos, até que morrem e caem.

Saiba mais em: O que é alopecia?

Qual é o tratamento para a queda de cabelos?

O tratamento da queda de cabelos pode incluir medicamentos tópicos (soluções de minoxidil e 17 alfa estradiol), medicamentos orais (finasterida, antiandrógenos sistêmicos, como ciproterona e espironolactona), lasers que podem estimular o crescimento dos fios e transplante de cabelo, nos casos mais acentuados.

A alimentação também tem papel importante no tratamento da queda de cabelo. O consumo de frutas, verduras, proteínas e ferro é essencial para garantir o nascimento e o crescimento dos fios de cabelo.

Deve-se evitar também o abuso de produtos químicos, como alisamentos e tinturas à base de amônia, pois danificam os fios, deixando-os frágeis e quebradiços, o que acentua a queda de cabelos.

É importante lembrar que a calvície é uma doença e precisa de tratamento médico especializado. Receitas caseiras e xampus fortificantes não são capazes de resolver o problema.

O tratamento deve ser seguido até o fim da vida, uma vez que trata-se de uma doença genética que não tem cura, mas sim controle.

Quais as outras causas da queda de cabelo?

Além da alopecia androgenética, a queda de cabelo pode ter várias outras causas, como estresse, má alimentação, uso de certos medicamentos, cirurgias, mudanças no couro cabeludo, parto, entre outras.

Existem também períodos em que os cabelos caem em maior quantidade sem que haja propriamente uma doença de base. Por exemplo, durante o outono, a maioria das pessoas apresentam uma queda maior de cabelo.

Isso ocorre porque o crescimento e a queda do fio de cabelo passa por várias fases que são influenciadas pela exposição ao sol. Durante os meses de verão, a glândula hipófise detecta a maior exposição solar, causando uma oscilação na produção de hormônios como a melatonina e a prolactina.

Como resultado, uma maior quantidade de fios de cabelo começa a entrar em fase de queda, levando à perda de cabelos no outono, aproximadamente 3 meses depois.

Como identificar a queda de cabelo precocemente?

A pessoa deve se olhar ao espelho e verificar se existem falhas de cabelos que deixam o couro cabeludo aparecer. Se isso estiver acontecendo, é porque os folículos estão morrendo.

Também é importante observar se os fios de cabelo da parte da frente da cabeça estão ficando mais finos que os da parte de trás. Na calvície, os cabelos vão afinando, perdendo a força e morrem.

Uma forma de testar a diminuição de volume causada pela queda de cabelos é pegando, ao mesmo tempo, uma pequena porção de cabelos de cada região da cabeça.

É possível prevenir a queda de cabelo?

Se a causa da queda de cabelos for a alopecia androgenética, não há como prevenir, jé que se trata de um problema genético. Contudo, existe tratamento. Para outras situações, alguns cuidados podem ajudar a diminuir a queda de cabelo.

Ter um estilo de vida saudável, com uma alimentação balanceada, ajuda a evitar a queda de cabelos. O uso de certos suplementos também auxiliam na prevenção da perda excessiva de cabelos.

Lavar os cabelos todos os dias não faz o cabelo cair. Contudo, a temperatura do secador não deve ser muito alta e deve-se mantê-lo a uma distância de pelo menos 30 centímetros do cabelo. Também deve-se evitar puxar muito o cabelo na hora de secá-lo.

As pinturas no cabelo não devem ser feitas mais de uma vez por mês e aconselha-se evitar pintar os cabelos no mesmo dia que se for frisar ou desfrisar os mesmos.

É importante que o paciente procure um médico dermatologista para que sejam investigadas as características e as prováveis causas do problema. Existem outras situações que provocam queda de cabelo que podem surgir juntamente com a calvície e piorar o quadro.