Perguntar
Fechar

Não consigo aumentar nível das plaquetas. O que fazer?

Meu filho, de 24 anos, em exames periódicos apresenta plaquetas sempre em torno de 115.000 e 122.000. Faz uso do medicamento Trileptal 300mg 2x/dia, há 1 ano, e anteriormente tomou Carbamazepina 250mg 2x/dia, durante 15 anos. Por conta desse longo período com medicação, sou muito cuidadosa com sua alimentação. Mesmo assim, não consigo aumentar o nível das plaquetas. O que posso fazer?
Dra. Rafaella Eliria Abbott Ericksson
Dra. Rafaella Eliria Abbott Ericksson
Clínica médica e Neurologia

Existem algumas formas de aumentar as plaquetas, mas o mais importante é definir junto com seu médico assistente qual a causa dessa plaqueta baixa e se existe necessidade de tratamento.

Alguns tipos de tratamentos utilizados na plaquetopenia (plaquetas abaixo de 150 mil), são transfusão de plaquetas, corticoides, azatioprina, imunoglobulinas, plasmaférese, entre outros.

No caso do seu filho, provavelmente essa redução nos valores de plaquetas é justificada pelo uso crônico dos medicamentos anticonvulsivantes, uma causa comum de plaquetopenia, e nesses casos, se não há sinal de sangramento ou outros sinais de gravidade no exame físico e laboratorial dele, não deve ser feito nenhum tratamento, não há necessidade.

No entanto se a causa não for a medicação, mas outro problema, o tratamento deverá ser cuidadoso e baseado na doença, para que não haja piora das plaquetas. Por exemplo, em casos de Púrpura Trombocitopênica Idiopática (PTI), uma transfusão de plaquetas pode piorar o quadro clínico e reduzir ainda mais as plaquetas. Outras causas como doenças na medula óssea já podem ser uma indicação de transfusão.

Casos de tumores ou infecções podem ser necessários antibióticos ou procedimentos cirúrgicos.

Apesar de sabermos que a alimentação balanceada é muito importante para o bom funcionamento do corpo e produção de plaquetas, não é possível elevar o nível das plaquetas apenas com os alimentos.

Portanto, o tratamento será sempre baseado na causa do problema e principalmente, se existe ou não a indicação de tratar essa pequena alteração. Pois não é raro pacientes em uso de medicamentos crônicos apresentarem as plaquetas na faixa de 100 mil, sem que cause qualquer mal à sua saúde.

O mais adequado é que consulte um/a médico/a hematologista para avaliar o caso do seu filho e indicar o tratamento mais adequado.

Também pode lhe interessar:

O que fazer em caso de plaquetas baixas?

Quais as causas de plaquetas baixas?

Quais são os sintomas de plaquetas baixas?