Não consigo dormir: o que fazer?

Se você não consegue dormir, deve procurar identificar as causas da sua insônia e adotar medidas para evitá-la. O importante é tratar o problema o quanto antes, pois a privação do sono pode trazer repercussão na sua qualidade de vida, podendo, a longo prazo, favorecer o desenvolvimento de doenças.

Algumas causas de insônia:

  • Ansiedade, estresse, depressão;
  • Ingestão de bebidas alcoólicas ou cafeína antes de dormir;
  • Falta de horário para dormir e acordar;
  • Alimentação pesada;
  • Prática de exercícios físicos à noite;
  • Problemas familiares, econômicos e profissionais;
  • Alterações na respiração (apneia do sono).

A insônia caracteriza-se pela dificuldade em começar e manter o sono ou dormir de forma não reparadora, o que afeta as atividades diurnas.

Publicidade

Algumas recomendações que ajudam a dormir:

  • Ter horários regulares para dormir e acordar;
  • Não permanecer acordado na hora e no local de dormir;
  • Alimentar-se adequadamente e ter passatempos e atividades que dão prazer;
  • Dormir em local escuro, silencioso e confortável;
  • Manter uma rotina nos horários de dormir e de acordar;
  • Praticar exercícios durante o dia;
  • Evitar estimulantes como cafeína e nicotina antes de dormir;
  • Evitar exposição à luminosidade intensa de televisão, computadores e tablets;
  • Não praticar atividade física intensa à noite;
  • Evitar cochilar durante o dia;
  • Fazer refeições leves antes de dormir.

Leia também: 10 Dicas para Melhorar a Qualidade do Sono; 3 Remédios Naturais que Vão te Ajudar a Dormir

Principais consequências de não conseguir dormir:

  • Cansaço;
  • Irritabilidade;
  • Sonolência;
  • Dores no corpo;
  • Desânimo;
  • Mal-humor;
  • Alterações de memória;
  • A longo prazo, a privação do sono aumenta o risco de doenças como hipertensão arterial, diabetes, depressão e obesidade.

O tratamento da insônia depende do diagnóstico sobre o distúrbio e as suas causas. Depois, podem ser indicadas as medidas psicológicas (principalmente a terapia comportamental-cognitiva) e medicamentosas (antidepressivos, fitoterápicos, antipsicóticos).

Consulte um médico especialista em distúrbios do sono.

Saiba mais sobre o assunto em: 8 dicas para regular o seu sono