Perguntar
Fechar

O que causa o mau hálito e como acabar rápido?

Dra. Rafaella Eliria Abbott Ericksson
Dra. Rafaella Eliria Abbott Ericksson
Clínica médica e Neurologia

O mau hálito ou halitose pode ter várias causas, como má higiene oral, ingestão de alimentos com odores fortes, boca seca, problemas dentários, refluxo gastroesofágico, obstrução intestinal e doenças, como insuficiência renal, diabetes ou câncer de origem bucal.

Quando o “bafo” é causado por alguma doença ou condição que não seja a falta de higiene bucal, ele geralmente não desaparece, mesmo depois de escovar os dentes, passar fio dental ou usar um enxaguante bucal.

Abaixo seguem as principais causas de halitose e o que fazer em cada caso para acabar com o mau hálito rápido.

1. Higiene bucal inadequada

O mau hálito geralmente está relacionado à falta de higiene bucal. Não escovar os dentes ou usar fio dental regularmente faz com que restos de alimentos se acumulem na boca e na língua, entre as papilas gustativas.

Esses restos de comida entram em decomposição, causando mau hálito. Dentaduras que não são adequadamente limpas diariamente também podem causar halitose grave, assim como a falta de limpeza da língua.

O que fazer?

Uma forma de eliminar o mau hálito rapidamente nesses casos, é mastigar salsa fresca ou folhas de hortelã. A salsa e a hortelã podem eliminar os compostos de enxofre liberados pelos alimentos em decomposição diminuindo a halitose.

Porém, para tratar a causa do mau hálito é necessário escovar os dentes após todas as refeições e usar fio dental pelo menos uma vez ao dia, certificando-se de que é passado entre todos os dentes. Também é muito importante limpar a língua com material específico para isso (raspador de língua).

A escovação e o fio dental removem os restos de alimentos antes que se decomponham. Escovar os dentes também remove a placa bacteriana que se acumula na dentição e causa mau cheiro na boca, cárie e doenças na gengiva.

O enxaguante bucal, também pode ser usado diariamente, com objetivo de matar as bactérias causadoras do mau hálito.

Portanto, mau hálito por acúmulo de placa, basta manter uma limpeza adequada e limpeza no dentista a cada 6 meses, para resolver o problema.

2. Problemas dentários

A falta de higiene adequada e uma alimentação rica em doces são a principal causa de proliferação de bactérias na boca. As bactérias formam as placas de tártaro, aftas, cáries e processos inflamatórios como a gengivite (inflamação da gengiva) e os abcessos dentários (coleção de pus).

Todos os problemas dentários podem levar ainda à formação de pequenas aberturas na área entre os dentes e nas gengivas. Restos de alimentos e germes podem se acumular nessas aberturas, causando um forte mau hálito.

O que fazer?

Escovar os dentes após as refeições (pelo menos 3 vezes por dia), usar fio dental diariamente (pelo menos uma vez ao dia), limpar a língua com um raspador de língua após as refeições e utilizar um enxaguante bucal após escovar os dentes, resolvem o sintoma de mau hálito.

Em caso de doença periodontal, pode ser necessário realizar uma limpeza dentária profunda, com o profissional capacitado.

Além disso, pode ser utilizado o bicarbonato de sódio para eliminar as bactérias que causam mau hálito. Para fazer uma solução adicione 2 colheres (chá) de bicarbonato de sódio em uma xícara (200 ml) de água morna. Recomenda-se bochechar a solução por pelo menos 30 segundos antes de cuspi-la, 2x ao dia.

3. Boca seca

A boca seca ocorre quando não há saliva suficiente. A saliva ajuda a manter a boca limpa e remove bactérias, evitando o mau cheiro na boca. Doença de Sjögren, lupus, entupimento da glândula salivar, cigarro, estresse ou uso de certos medicamentos, como os antidepressivos e medicamentos para doença de parkinson, tem como efeito colateral a boca seca.

O que fazer?

Para acabar com o mau hálito em caso de boca seca, recomenda-se usar saliva artificial e aumentar a ingesta de água. Mascar chiclete sem açúcar também pode aumentar a produção de saliva. O cigarro, como traz tantos malefícios, é fortemente recomendado que abandone esse hábito. Quando a causa for a medicação, pode ser avaliada a troca por medicamento similar, sempre que possível.

Outra dica para combater a halitose nesses casos, é beber chá-verde ao longo do dia. O chá-verde tem propriedades desinfetantes e desodorizantes que podem refrescar temporariamente o hálito.

4. Refluxo gastroesofágico

O refluxo gastroesofágico é uma das causas mais comuns de halitose. O retorno de conteúdo do estômago para o esôfago traz um ácido que causa importante mau hálito. Nesses casos, a pessoa costuma referir que está com “mau hálito estomacal”.

O que fazer?

O tratamento para o mau hálito no refluxo, é o tratamento dessa doença. No tratamento são indicados medicamentos, dieta adequada e mudanças no estilo de vida. A cirurgia pode ser necessária em alguns casos.

Os medicamentos são os protetores gástricos, como a ranitidina e omeprazol ou pantoprazol, e as medicações que reduzem a produção de ácido estomacal ou estimulam o esvaziamento do estômago.

Na alimentação, para evitar o refluxo, é importante evitar bebidas com cafeína, bebidas gaseificadas e alcoólicas. Entre os alimentos, evitar chocolate e alimentos ácidos.

Além disso, recomenda-se não fumar, perder peso, comer mais vezes durante o dia com menor quantidade nas refeições, não usar roupas apertadas e esperar 2 horas para ir dormir (ou se deitar) após as refeições. Manter a cabeceira da cama um pouco elevada (30 graus), também ajuda a evitar o retorno de conteúdo do estômago, evitando o problema.

5. Alimentos com odores fortes

Após a ingestão de cebola, alho ou outros alimentos com odores fortes, o estômago absorve os óleos desses alimentos durante a digestão, resultando em mau hálito que pode durar até 72 horas e não desaparece, mesmo escovando os dentes.

O que fazer?

Para suavizar o mau cheiro na boca, você pode beber um copo de leite durante ou após uma refeição que contenha grande quantidade de alimentos com cheiro forte, como alho e cebola. Isso pode melhorar significativamente o mau hálito.

6. Doenças sistêmicas

O mau hálito pode ser ainda, sinal de algumas doenças, incluindo doença renal, diabetes e problemas hepáticos. O odor pode ser de peixe, nos problemas renais, ou cheirar a fruta, nos casos de glicose aumentada.

Uma pessoa com insuficiência hepática pode ter mau hálito, associado a perda de peso, icterícia (pele e olhos amarelados), diarreia, cansaço, perda de apetite, coceira no corpo, dificuldade de coagulação, inchaço nas pernas e no abdome.

No diabetes, outros sinais e sintomas são de muita sede, vontade frequente de urinar, pele seca, náusea, vômito, respiração rápida e fadiga.

Existem ainda diversas doenças e condições que, mais raramente, podem causar mau hálito, como:

  • Doenças infecciosas (amigdalite, sinusite, bronquite);
  • Alcoolismo;
  • Vômitos prolongados;
  • Uso de cateter na boca ou no nariz;
  • Câncer de língua, esôfago e estômago.

O que fazer?

Se o mau hálito for causado por alguma doença, como diabetes, sinusite ou insuficiência renal, essa doença precisa ser tratada. Caso contrário, pode ser muito difícil eliminar a halitose.

O dentista é o profissional indicado para diagnosticar e tratar casos de mau hálito.