Perguntar
Fechar

Engorda

Doar sangue engorda ou emagrece?
Dra. Nicole Geovana
Dra. Nicole Geovana
Medicina de Família e Comunidade

A doação de sangue não interfere no peso da pessoa, por isso, quem doa sangue não engorda nem emagrece em decorrência do procedimento. 

Durante a doação de sangue, aproximadamente 450 mL de sangue é retirado da pessoa. Após a doação, o organismo é capaz de recuperar esse volume doado, repondo as células sanguíneas e voltando aos padrões hematológicos anteriores. Essa quantidade de sangue perdida não é capaz de provocar a redução ou aumento no peso da pessoa. Portanto, doar sangue não engorda nem emagrece. 

A doação de sangue é uma atitude voluntária e altruísta que depende exclusivamente da disposição da pessoa em doar sangue. Essa atitude pode salvar vidas e deve ser feita com o exclusivo objetivo de doar sangue e não com outros fins como perder, ganhar peso e investigar doenças sexualmente transmissíveis. 

Se você deseja engordar ou emagrecer, procure um profissional de saúde adequado como médico/a de família, clínico geral ou nutricionista. 

O medicamento Efexor (cloridrato de venlafaxina) engorda?
Dra. Janyele Sales
Dra. Janyele Sales
Medicina de Família e Comunidade

A venlafaxina pode causar mais frequentemente perda de peso e menos frequentemente ganho de peso, portanto, é possível ocorrer tanto ganho quanto perda de peso com esse medicamento, no entanto, perder peso é mais comum.

Venlafaxina engorda ou emagrece?

A venlafaxina pode causar tanto aumento quanto diminuição do peso, ambos são efeitos possíveis. Alterações no peso estão descritas como efeitos adversos desse medicamento da classe dos antidepressivos, isto porque este remédio causa alterações na regulação do apetite e da saciedade.

Contudo, 1 a 10 utilizadores a cada 100 relatam emagrecimento, enquanto que 1 a 10 utilizadores a cada 1000 relatam ganho de peso, por isso, engordar com a venlafaxina é muito mais raro, é mais comum emagrecer.

O que é a venlafaxina e para que serve?

O cloridrato de venlafaxina é um medicamento antidepressivo, que pertence a classe dos inibidores da recaptação da serotonina e noradrenalina (IRSNs). Este grupo de medicamentos é utilizado principalmente para tratar a depressão e transtornos de ansiedade. Alguns nomes comerciais da venlafaxina são Alenthus, Venlafaxin, Efexor e Venlift.

Quais os principais efeitos adversos da venlafaxina?

Os efeitos adversos mais frequentes da venlafaxina são:

  • Dor de cabeça;
  • Tontura;
  • Fadiga;
  • Náuseas;
  • Boca seca;
  • Sudorese intensa;
  • Constipação;
  • Insônia e sonhos anômalos;
  • Nervosismo e agitação;
  • Visão enevoada;
  • Rubor;
  • Palpitações;
  • Diminuição no apetite;
  • Diminuição da libido, anorgasmia e outras disfunções sexuais.

Para mais esclarecimentos sobre o uso da venlafaxina e o seu efeito sobre o peso e o metabolismo, ou na presença de efeitos adversos intensos consulte o seu médico.

Tomar antibiótico engorda?
Dra. Nicole Geovana
Dra. Nicole Geovana
Medicina de Família e Comunidade

Não, tomar antibiótico não engorda.

Em geral, o uso de antibiótico é feito por um tempo curto e determinado e, nesse período, não há aumento de peso em decorrência do uso.

Por vezes, o antibiótico melhora o bem estar da pessoa e a disposição para melhor se alimentar, o que fará a pessoa se nutrir melhor e haver algum ganho de peso nesse processo. Porém, diretamente, o antibiótico não interfere na elevação do peso.

O antibiótico deve ser tomado devidamente segundo a orientação médica, seguindo os horários recomendados e deve ser usado pelo tempo total indicado. 

Whey Protein engorda?
Dr. Ivan Ferreira
Dr. Ivan Ferreira
Médico

Whey Protein pode engordar se na sua composição houver um alto valor de calorias e gorduras. Uma vez que existe disponível para compra uma grande variedade de produtos com esse nome e com diferentes formulações, algumas delas podem conter uma maior quantidade de calorias e gorduras, o que levaria à um ganho de peso. A ingestão em maiores doses que as recomendadas também pode levar ao ganho de peso.

Devido ao seu baixo peso molecular e alto valor biológico, o que propicia uma rápida capacidade de absorção pelo organismo, essa proteína também é usada como suplemento alimentar para estímulo ao aumento da massa muscular, principalmente após a realização da atividade física.

Alguma ações do Whey Protein têm sido estudadas e ainda não estão totalmente concluídas como o seu uso na prevenção de alergias, na redução da fome e como auxiliar na perda de peso.

O uso de suplementos alimentares deve ser orientado por uma nutricionista ou endocrinologista.

Leia também: Quem tem gastrite pode tomar whey?

Para que serve Alginac? É verdade que engorda?
Dra. Janyele Sales
Dra. Janyele Sales
Medicina de Família e Comunidade

O Alginac ® 1000 é um medicamento com ação analgésica, anti-inflamatória e antineuritica (contra inflamação dos nervos). O Alginac ® serve para tratar dor na região inferior das costas (lombalgia), dor no pescoço (cervicalgia), dor nos braços, inflamação de raízes nervosas (radiculite), dor nos nervos entre as costelas (neuralgia intercostal), síndrome do túnel do carpo, fibromialgia, espondilite (inflamação das vértebras) e doenças dos nervos periféricos.

O Alginac ® 1000 tem como princípios ativos o anti-inflamatório diclofenaco sódico e as vitaminas B1, B6 e B12.

Alginac ® engorda?

Alginac ® não engorda. O uso do medicamento não está associado a ganho de peso e o fabricante não refere esse efeito como uma das possíveis reações adversas da medicação.

O Alginac ® é um anti-inflamatório não hormonal, uma classe de medicamentos que não provoca ganho de peso. Já os corticoides, que são anti-inflamatórios hormonais, podem sim fazer a pessoa engordar.

Contudo, em situações raras, o Alginac ® pode causar retenção de líquido e inchaço. Esses são alguns dos seus possíveis efeitos colaterais que podem eventualmente estar associados ao ganho de peso. Contudo, trata-se de acúmulo de água no corpo e não gordura propriamente dita.

Por outro lado, o Alginac ® pode causar falta de apetite e, nesse caso, até poderia ajudar a perder peso. No entanto, não há dados suficientes para determinar a frequência desse efeito colateral (falta de apetite) e o fabricante não relata o emagrecimento como sendo um possível efeito colateral do Alginac ®.

Como tomar Alginac ®?

Em geral, a dose recomendada de Alginac ® é de 1 comprimido, duas a três vezes ao dia. Recomenda-se tomar Alginac ® depois das refeições. Os comprimidos devem ser engolidos inteiros (não devem ser partidos ou mastigados), juntamente com algum líquido.

O medicamento deve ser usado pelo tempo determinado pelo médico, que também irá determinar a dose adequada, de acordo com cada caso. É importante respeitar os horários de tomar Alginac ® e a duração do tratamento. A interrupção do tratamento não deve ser feita sem conhecimento médico.

Para maiores informações sobre as indicações e os possíveis efeitos colaterais do Alginac ®, consulte o médico que receitou a medicação.

Comer açaí: emagrece ou engorda?
Dra. Janyele Sales
Dra. Janyele Sales
Medicina de Família e Comunidade

Não há evidências científicas de que o consumo de açaí, por si só, promove o emagrecimento ou faz com a pessoa engorde. O que determina que o consumo desta fruta engorde ou emagreça é a forma como é consumida: seus acompanhamentos e sua inclusão em um plano alimentar saudável. A prática de atividade física ou sedentarismo também contribuem para a perda ou ganho de peso.

Açaí e emagrecimento Creme de Açaí

O alto teor de fibras do açaí pode ser um aliado nos processos de emagrecimento. Sabe-se que a fibras ajudam a regular a atividade dos intestinos, a formar o bolo fecal e a estimular a motilidade intestinal, o que repercute para a boa saúde dos intestinos.

Além disso, as fibras fazem com que a digestão do alimento se torne mais lenta, o que promove a sensação de saciedade. Um tempo prolongado da sensação de saciedade ajuda a evitar que a pessoa recorra a pequenos lanches, a popular ação de “beliscar”, diversas vezes ao dia.

Entretanto, aumentar o consumo de fibras por meio da ingestão de açaí não é suficiente para um emagrecimento efetivo e saudável. É preciso combinar o consumo da fruta com a prática de atividade física e hábitos alimentares saudáveis.

Recomenda-se que ao ingerir mais fibras por meio da sua alimentação você aumente também o consumo de água a fim de evitar a prisão de ventre (constipação intestinal).

Açaí e aumento de peso

Em 100 g de polpa in natura de açaí há, aproximadamente, 60 Kcal. Destas calorias, 6,5 g são carboidratos, 2,6 g são fibras, 4,0 g são gorduras e 0,8 g são proteínas. Como se pode perceber a concentração de carboidratos em 100 g da fruta não é considerada elevada.

Além disso, a elevada concentração de fibras e de boas gorduras auxiliam na redução do índice glicêmico da fruta. Isto significa que o consumo do açaí in natura provoca menos picos de insulina e não se transforma em açúcar com facilidade. O mais importante para evitar o ganho de peso é não consumir a fruta com adição de açúcares como, por exemplo, o xarope de guaraná.

Consumo saudável do açaí

É possível usufruir dos benefícios do açaí utilizando-o como aliado para o emagrecimento e, ao mesmo tempo evitar o ganho de peso. sem isto signifique o ganho de peso.

Dê preferência à polpa congelada (in natura), ao suco ou ao creme de açaí. É também possível ingerir na forma de bebida energética.

Não adoce as preparações de açaí com mel, xarope de guaraná e outros açúcares. A adição de granola, especialmente as industrializadas (ricas em açúcar), tornará as preparações com açaí bem mais calóricas.

Cuidados quanto ao consumo de açaí
  • Busque informações sobre a procedência do açaí que você irá consumir. O consumo deve ser limitado à presença do selo de garantia da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (ANVISA), Ministério da Saúde. Este controle é necessário uma vez que o açaí pode viabilizar a transmissão da Doença de Chagas.
  • Por conter alto teor de glicose, pessoas diabéticas somente devem consumir o açaí sob orientação médica ou nutricional.

Para um plano alimentar saudável e seguro, procure um/a nutricionista ou nutrólogo/a.

Leia mais

Açaí realmente faz bem para a saúde?

Comer açaí durante a amamentação faz mal para o bebê?

Açúcar demerara é bom para a saúde? Engorda?
Dra. Janyele Sales
Dra. Janyele Sales
Medicina de Família e Comunidade

Nenhum tipo de açúcar (mascavo, demerara, cristal, refinado) é benéfico para a saúde. Embora passe por um processo de refinamento leve no qual não são utilizados aditivos químicos, o uso sem moderação de açúcar demerara pode sim levar ao aumento de peso.

Consumo de açúcar demerara e saúde Cristais de açúcar demerara

Quando comparamos o açúcar demerara ao açúcar branco, podemos dizer que o açúcar demerara é menos prejudicial à saúde. Os principais motivos para isto são:

Não contém aditivos químicos

Quanto mais branco for açúcar, mais aditivos químicos foram adicionados ao seu processo de produção. As toxinas ingeridas diariamente com os alimentos, entre elas os aditivos químicos, causam danos à saúde. Deste modo, o consumo moderado de açúcares mais escuros reduz os danos provocados ao organismo.

Possui minerais e vitaminas

Por passar por refinamento leve, algumas vitaminas e minerais presentes no açúcar demerara são preservados. Os minerais presentes em maior concentração em 100 g açúcar demerara são: potássio (346 mg), cálcio (85 mg), ferro (42 mg), o magnésio (29 mg) e o fósforo (22 mg).

Entre as vitaminas, apesar de se apresentarem em baixas quantidades, encontra-se: vitamina B1 (0,01 mg), vitamina B2 (0,01 mg) e vitamina B3 (0,03 mg). Estas concentrações de vitaminas estão presentes em 100 g açúcar demerara.

Açúcar demerara e ganho de peso

Pessoas que desejam emagrecer e preservar sua saúde não devem ingerir nenhum tipo de açúcar e nem alimentos doces. Mesmo sendo menos prejudicial, o açúcar demerara é bastante calórico. Em 100 g de demerara encontramos um total de 377 Kcal.

O consumo de açúcar estimula o aumento dos níveis sanguíneos de glicose (glicemia). Este aumento, além de ampliar o risco para o desenvolvimento de diabetes, estimula a produção de gordura pelo corpo.

Se você não consegue se manter sem consumir açúcar, o demerara é uma opção melhor para o seu organismo. Entretanto, atente sempre para as quantidades de açúcar que você ingere e procure consumir sempre menos.

O que é o açúcar demerara?

O açúcar demerara é produzido a partir do suco de cana-de-açúcar. No processo de fabricação, este suco é fervido e evaporado o que faz com que a maior quantidade de água seja retirada e fique somente os grãos de açúcar.

Por passar por uma etapa de refinamento leve e sem aditivos químicos, o açúcar demerara é composto por cristais de coloração marrom-claro e alguns de seus nutrientes são preservados. Seu sabor é delicado e mais suave que o sabor do açúcar mascavo.

O açúcar demerara, assim como o açúcar mascavo, são boas alternativas ao uso de açúcar cristal ou refinado. O açúcar demerara é também uma boa opção para quem não consegue se adaptar ao açúcar mascavo.

Pessoas diabéticas ou que apresentam resistência à insulina devem evitar consumir qualquer tipo de açúcar.