Perguntar
Fechar
Há tempo sinto dores abdominais, cansaço, muito sono...qual médico devo procurar?
Dra. Rafaella Eliria Abbott Ericksson
Dra. Rafaella Eliria Abbott Ericksson
Clínica médica e Neurologia

Procure um clínico geral ou gastroenterologista para dar início a essa investigação.

As dores de barriga são sintomas comuns a diferentes situações, desde jejum prolongado, indigestão, estresse, uso de medicamentos, pedras na vesícula, hepatite, tumores, entre outros.

Quando pensamos nas dores abdominais associadas a cansaço e sonolência, devemos afastar ainda a possibilidade de uma gravidez, pelo risco de tomar medicamentos nessa situação e fazer mal ao bebê.

Por isso, precisa passar por um médico que deverá colher a história da dor com mais detalhes, examinar, e diante das suspeitas, solicitar os exames adequados para o diagnóstico.

Causas de dores na barriga, cansaço e sonolência1. Gravidez

Nos primeiros meses da gravidez pode haver incômodo a barriga, sensação de cansaço e a sonolência. Por isso, se houver chance de gravidez, é importante que faça um teste antes de tomar qualquer medicação, porque alguns remédios causam prejuízos ao bebê.

2. Anemia

A anemia é a diminuição de glóbulos vermelhos (hemácias) no sangue. Como são as células responsáveis por levar o oxigênio para o corpo, o organismo se adapta a essa diminuição, reduzindo o seu metabolismo.

O metabolismo lentificado resulta no cansaço, sonolência e dificuldade de memória.

3. Pedra na vesícula

A presença de pedras na vesícula, chamada colecistite, tem como sintomas frequentes a dor na barriga, tipo cólica, especialmente quando a pessoa se alimenta de comidas gordurosas, cansaço e por vezes sonolência.

4. Doença inflamatória intestinal

A doença de Crohn e a retocolite ulcerativa são doenças crônicas que causam má digestão e cólicas abdominais intermitentes, ou seja, que vem e vão após a alimentação.

5. Fibromialgia

A fibromialgia é uma doença crônica caracterizada por dores em diversos pontos pelo corpo, que por vezes vem associada a cansaço e mal-estar. A sonolência pode acontecer devido ao uso de medicamentos analgésicos de uso habitual.

6. Hepatite

A hepatite viral é mais uma causa de dor abdominal, localizada na parte superior direita da barriga, que vem associada a cansaço, mal-estar e sonolência. Pode apresentar ainda, urina escura e pele amarelada.

7. Tumores

Os tumores são uma causa a ser descartada sempre que existem sintomas inespecíficos como o cansaço, sonolência e dores, associados a perda de peso.

Quando devo me preocupar?

Existem sinais de alerta a que devemos estar atentos, para procurar imediatamente uma avaliação médica. Os sinais que mais preocupam nos casos de dores abominais são:

  • Febre alta (acima de 38,5º)
  • Falta de apetite
  • Perda de peso (sem causa aparente)
  • Fezes claras ou esbranquiçadas
  • Urina escura (cor de "coca-cola")
  • Mudança nos hábito intestinal (diarreia e constipação intercaladas)

Para maiores esclarecimentos, converse com o seu médico de família ou clínico geral.

Referência:

Nipaporn Pichetshote et al. An Approach to the Patient With Chronic Undiagnosed Abdominal Pain. Am J Gastroenterol. 2019 May;114(5):726-732.

Robert M Penner et al. Causes of abdominal pain in adults. UpToDate - Nov 17, 2019.

Muita queimação e enjoos constantes seguidos de tontura, pode ser gastrite ?
Dra. Rafaella Eliria Abbott Ericksson
Dra. Rafaella Eliria Abbott Ericksson
Clínica médica e Neurologia

Sim, podem ser sintomas de gastrite. 

Entretanto os sintomas mais comuns da gastrite são a queimação na região epigástrica ("boca do estômago"), somado a dor e distensão abdominal, náuseas, vômitos, sensação de empanzinamento e algumas vezes perda de apetite com emagrecimento; a tontura não é um sintoma habitual desta doença, apesar de poder estar presente.

A gastrite é a inflamação da parede do estômago, decorrente de situações que estimulem a produção aumentada de ácido gástrico, como o estresse e ansiedade; também pode ocorrer pela presença da bactéria Helicobacter pylori, bastante comum na população brasileira; alimentação inadequada, jejum prolongado entre outras causas.  

Portanto, para definir com segurança a causa dos sintomas, você deverá agendar uma consulta com médico/a clínico geral ou gastroenterologista, para uma avaliação mais detalhada, realização de exames complementares que se façam necessários, e determinar o tratamento indicado. 

Saiba mais sobre o assunto nos links abaixo:

Falta de apetite: o que pode ser e o que fazer?
Dra. Nicole Geovana
Dra. Nicole Geovana
Medicina de Família e Comunidade

A falta de apetite pode ter muitas causas. Pode ser sintoma de problemas gastrointestinais, distúrbios hormonais, transtornos psiquiátricos, efeito colateral de algum medicamento, anemias, infecções, entre outras.

Pessoas com gastrite, enjoo, úlcera ou que sentem dor ao mastigar ou engolir podem ter falta de apetite. A ansiedade e a depressão também podem fazer a pessoa perder o apetite, assim como doenças endócrinas como hipotireoidismo ou insuficiência adrenal e até hábitos alimentares inadequados.

Porém, a falta de apetite nem sempre é sinal de algum problema de saúde. O calor, por exemplo, geralmente tira a fome de muita gente. Há quem faça apenas uma refeição por dia devido à falta de apetite. Essa alteração faz parte da adaptação do organismo à temperatura ambiente.

Vale lembrar que nos dias mais quentes o metabolismo fica mais lento, já que o corpo precisa de menos energia para manter a temperatura corporal constante.

Nesses casos, recomenda-se fazer várias refeições pequenas ao longo do dia, com alimentos leves e de fácil digestão, como saladas, frutas e legumes frescos ou cozidos.

É importante observar se a falta de apetite vem acompanhada de outros sinais e sintomas. Se a perda de apetite persistir, consulte o/a médico/a clínico/a geral ou  médico/a de família para investigar melhor o seu caso.

Falta de apetite, que especialista devo procurar?
Dr. Ivan Ferreira
Dr. Ivan Ferreira
Médico

Na falta de apetite o especialista a procurar pode ser o endocrinologista, o gastroenterologista, o nutrólogo, o nutricionista, o psiquiatra ou pediatra, dependendo da causa da falta de apetite e da idade do paciente.

Algumas causas de falta de apetite podem ser: gastrites, úlceras, dor ao mastigar ou engolir, ansiedade, hábitos alimentares inadequados, depressão, doenças endócrinas como hipotiroidismo ou insuficiência adrenal, anorexia nervosa, efeito secundário ao uso de medicamentos, náuseas, enjoos, anemias e infecções.

O clínico geral poderá auxiliar na identificação da causa da falta de apetite e encaminhar a um especialista se for necessário.

Tenho muita fraqueza, sonolência excessiva, perda de apetite...
Dra. Janyele Sales
Dra. Janyele Sales
Medicina de Família e Comunidade

Pode procurar um médico de família ou um clínico geral para uma avaliação inicial dos sintomas. Aparentemente esses sintomas parecem caracterizar um quadro depressivo. Nesse sentido é essencial uma consulta médica para confirmação diagnóstica e inicio do tratamento.

O seguimento de transtornos depressivos pode ser feito pelo psiquiatra ou médico de família e clínico geral habilitados. Pode também ser necessário o acompanhamento por um psicólogo.

A depressão também pode acometer crianças e adolescentes, por isso, é importante considerar esse diagnóstico quando ocorrem sintomas sugestivos.

Quais são os sintomas do transtorno depressivo?

Os sintomas do transtorno depressivo maior podem incluir sonolência excessiva e perda de apetite como no seu caso, ou mesmo o oposto como insonia e aumento do apetite.

Além disso, o sentimento de tristeza persistente, sentimentos de vazio e pensamentos recorrentes de morte também caracterizam a depressão.

Além desse, outros sintomas presentes no transtorno depressivo são:

  • Perda de prazer ou interesse na maioria das atividades do dia a dia;
  • Fadiga ou perda de energia;
  • Agitação psicomotora ou lentidão e atraso psicomotor;
  • Sentimento de inutilidade, ou culpa excessiva ou inapropriada;
  • Diminuição da capacidade de pensar, raciocinar e tomar decisões.

A depressão tem tratamento, em muitos casos a psicoterapia já é capaz de melhorar os sintomas, em outros casos pode ser necessário o uso de medicamentos anti-depressivos, durante um período que pode ser prolongado. O apoio da família e de amigos é essencial, além da compreensão sobre a doença e a sua necessidade de tratamento.

Caso apresente sintomas sugestivos de transtorno depressivo consulte o seu médico de família, clínico geral, psiquiatra ou psicólogo.

Qual médico procurar para falta de apetite e falta libido?
Dra. Rafaella Eliria Abbott Ericksson
Dra. Rafaella Eliria Abbott Ericksson
Clínica médica e Neurologia

Pode se consultar com um médico clínico geral, médico da família ou um psiquiatra.

A falta de apetite e falta de libido podem ser causadas por diferentes situações, físicas e ou psicológicas. Sendo assim, um médico generalista pode dar início a essa investigação e orientações adequadas. Se entender necessário, indicará o seguimento com um médico especialista.

Já o médico psiquiatra pode avaliar as causas psicossomáticas, que frequentemente causam esses sintomas, como, por exemplo, a síndrome depressiva.

Causas de falta de apetite

As causas de falta de apetite podem ser:

  • Ansiedade, depressão;
  • Distúrbios alimentares, como bulimia e anorexia;
  • Distúrbios hormonais como doenças da tireoide;
  • Distúrbios gastrointestinais, com gastrite, infecção po H.Pylori e síndrome do intestino irritável;
  • Anemia, carência de vitaminas;
  • Fadiga, cansaço extremo;
  • Efeito colateral de medicamentos.

Leia também: Falta de apetite: o que pode ser e o que fazer?

Causas de falta de libido

Podemos citar como causas de falta de libido:

  • Ansiedade, depressão;
  • Distúrbios hormonais, redução de estrogênio ou testosterona;
  • Menopausa;
  • Doenças crônicas como a diabetes e hipertensão;
  • Infecção sexualmente transmissível, entre outras.

Portanto, devido a grande variedade de causas para os dois sintomas, sugerimos procurar o seu médico clínico geral, médico da família ou médico psiquiatra para dar início a investigação e após essa definição, oferecer a melhor opção de tratamento ao seu caso.

Pode lhe interessar ainda: Falta de libido: o que pode ser e o que fazer?

Meu filho não quer comer, diz ter nojo da comida...
Dr. Charles Schwambach
Dr. Charles Schwambach
Médico

Deve iniciar consultando seu filho em um pediatra.