Perguntar
Fechar

Anemia

O que é anemia aplásica e como tratar?
Dra. Nicole Geovana
Dra. Nicole Geovana
Medicina de Família e Comunidade

Anemia aplásica é uma doença grave e rara caracterizada pela redução de produção de células vermelhas pela medula óssea. Ela é hereditária e, portanto, transmitida de pais para filhos.

Ela ocorre devido à desregulação do sistema imunológico que ataca as células iniciais na medula óssea.

A pessoa com anemia aplásica poderá apresentar sangramentos e hematomas com facilidade, fadiga frequente além de aumentar o risco de infecções. Outros sintomas podem estar presentes como:

  • Cansaço;
  • Perda de apetite;
  • Perda de pso;
  • Palidez;
  • Taquicardia.

O tratamento da anemia aplásica consiste em:

  • Transfusão de sangue;
  • Uso de imunossupressores;
  • Uso de antibióticos;
  • Transplante de medula óssea.

O/a médico/a hematologista é o responsável em acompanhar o/a paciente com diagnóstico de anemia aplásica.

Saiba mais em: Quais são os tipos de anemia e seus sintomas?

O que é anemia de Fanconi, quais são os sintomas e como tratar?
Dra. Nicole Geovana
Dra. Nicole Geovana
Medicina de Família e Comunidade

A anemia de Fanconi é um tipo de anemia aplástica de origem hereditária caracterizada pela redução das células do sangue: glóbulos vermelhos, glóbulos brancos e plaquetas.

Na anemia de Fanconi, a criança nasce com aplasia de medula além de outras anomalias, como malformações urológicas e nos rins, microcefalia, atraso no desenvolvimento.

Os sintomas da anemia de Fanconi podem ser:

  • Palidez cutânea;
  • Cansaço;
  • Taquicardia;
  • Dor de cabeça;
  • Dores musculares;
  • Falta de ar
  • Taquicardia
  • Predisposição às infecções;
  • Facilidade em sangramentos;
  • Hematomas.

A anemia de Fanconi pode ser tratada com:

  • Uso de medicações;
  • Quimioterapia;
  • Transfusão de sangue;
  • Uso de antibióticos para tratar possíveis infecções;
  • Transplante de medula óssea.

O diagnóstico de anemia de Fanconi é feito a partir da avaliação médica e da realização de alguns exames de sangue.

Leia também:

Quais são os tipos de anemia e seus sintomas?

O que é anemia aplástica e quais são os sintomas?

Quais são os sintomas da anemia falciforme?
Dra. Nicole Geovana
Dra. Nicole Geovana
Medicina de Família e Comunidade

Os sintomas da anemia falciforme podem ser:

  • Crises dolorosas provocadas pela oclusão dos vasos sanguíneos;
  • Dor articular;
  • Falta de ar;
  • Palidez;
  • Cansaço;
  • Icterícia;
  • Febre;
  • Taquicardia;
  • Úlceras nas pernas;
  • Priapismo (ereção peniana não relacionada ao estímulo prazeroso);
  • Redução da acuidade visual, podendo levar à cegueira;
  • Inchaço nas mãos e pés, principalmente em crianças;
  • Aumento do baço;
  • Desmaio;
  • Atraso no crescimento e maturação sexual;
  • Infecções diversas;
  • Acidente Vascular Cerebral (AVC);
  • Problemas neurológicos, cardiovasculares, renais e pulmonares;
  • Cálculos biliares.

Anemia falciforme é uma doença hereditária que afeta as células vermelhas do sangue.

O teste do pezinho que é ofertado gratuitamente pelo Sistema Único de Saúde (SUS) é uma importante ferramenta de detecção precoce da anemia falciforme.

Leia também:

O que é anemia falciforme?

O que é anemia sideroblástica e qual é o tratamento?
Dra. Nicole Geovana
Dra. Nicole Geovana
Medicina de Família e Comunidade

Anemia sideroblástica é um tipo de anemia que ocorre o acúmulo de ferro dentro de determinadas células da medula óssea. Em consequência disso, a produção de hemoglobina fica comprometida e insuficiente.

Os sintomas da anemia sideroblástica podem ser:

  • Fraqueza;
  • Taquicardia;
  • Palidez cutânea;
  • Dificuldade respiratória;
  • Taquicardia.

O diagnóstico da anemia sideroblástica é realizado por meio da análise das células da medula óssea com o exame chamado mielograma além da realização de outros exames de sangue.

O tratamento da anemia sideroblástica consiste:

  • Correção da anemia;
  • Reposição de vitamina B6;
  • Uso de ácido fólico;
  • Transplante de medula óssea.

Saiba mais em: Quais são os tipos de anemia e seus sintomas?

Minha namorada está com anemia muito profunda...
Dr. Charles Schwambach
Dr. Charles Schwambach
Médico

Ela deve procurar um médico hematologista (Hematologia) que vai conduzir a investigação e o tratamento. Não tenho muito o que dizer a esse respeito já que o principal é descobrir a causa, qual doença está causando essa anemia e isso geralmente o hematologista consegue descobrir, com o diagnóstico em mãos é só fazer  tratamento adequado.

O que é talassemia? Como identificar e tratar?
Dra. Nicole Geovana
Dra. Nicole Geovana
Medicina de Família e Comunidade

Talassemia é uma condição que afeta as células vermelhas do sangue. Ela é uma condição genética causada pela anormalidade de um gene. A depender do gene acometido haverá um tipo específico de talassemia com apresentação e sintomas mais graves ou mais amenos.

Os sintomas podem ser:

  • Palidez;
  • Cansaço;
  • Fraqueza;
  • Icterícia;
  • Atraso no crescimento;
  • Alterações ósseas;
  • Aumento do abdômen.

A talassemia é identificada a partir do quadro clínico e dos exames laboratoriais.

O tratamento da talassemia poderá incluir:

  • Transfusão de sangue;
  • Uso de suplementação, como o ácido fólico e sulfato ferroso.
Para que serve e como devo usar Noripurum® injetável (intramuscular)? Quais os efeitos colaterais?
Dra. Rafaella Eliria Abbott Ericksson
Dra. Rafaella Eliria Abbott Ericksson
Clínica médica e Neurologia

Noripurum® injetável por via intramuscular é utilizado para combater as anemias causadas por deficiência de ferro. Inclui também o tratamento de anemias nutricionais. De modo geral, é prescrito quando se pretende rápida e eficiente reposição de ferro.

Indicações de Noripurum® intramuscular

A medicação intramuscular é indicada em casos de anemias ferropênicas (anemias por deficiência de ferro) nas seguintes anemias:

  • Anemias que ocorrem após hemorragias ou cirurgias (anemias ferropênicas graves);
  • Anemia acompanhada de distúrbios de absorção gastrointestinal;
  • Anemias diagnosticadas antes de cirurgias de grande porte;
  • Anemia associada por insuficiência renal crônica;
  • Impossibilidade de receber o tratamento para anemia por via oral;
  • Inviabilidade de tratar a anemia por via endovenosa.
Como usar Noripurum® intramuscular

Nessa apresentação intramuscular, como o nome já diz, o medicamento só deve ser administrado por via intramuscular.

De preferência, a primeira dose deve ser feita em unidades de saúde que tenham medicamentos e equipamentos disponíveis para tratar possíveis reações alérgicas.

Antes de iniciar a primeira dose é realizada uma dose de teste que consiste na administração de metade da dose prescrita. Se não ocorrer nenhuma reação adversa nos 30 minutos seguintes à administração da metade da dose, o restante do medicamento pode ser administrado.

A prescrição médica de Noripurum® intramuscular deve ser obedecida.

Cuidados na administração de Noripurum® intramuscular

Noripurum® deve ser administrado puro. Não pode haver mistura com outros medicamentos.

Observe se a solução no interior da ampola está homogênea, sem danos e sedimentos.

A administração da medicação deve ocorrer imediatamente após a abertura da ampola.

É obrigatória a aplicação profunda na região glútea utilizando-se a técnica em “Z”. (O profissional de saúde está capacitado a realizá-la.)

Após a aplicação é indicado movimentar-se.

O líquido não deve extravasar para a pele, pois este contato do medicamento com a pele pode provocar manchas escurecidas e difíceis de retirar.

Procure profissional de saúde para realizar a aplicação de Noripurum® intramuscular com segurança.

Contraindicações e cuidados para a administração de Noripurum® intramuscular

Noripurum® intramuscular é contraindicado em casos de:

  • Pessoas alérgicas a medicamentos à base de ferro e demais componentes da fórmula;
  • Fase aguda de infecção renal;
  • Asma brônquica;
  • Poliartrite crônica;
  • Cirrose hepática descompensada;
  • Hiperparatireoidismo não controlado;
  • Hepatite infecciosa;
  • Sobrecarga férrica;
  • Crianças com menos de 4 meses de vida;
  • Mulheres no primeiro trimestre de gestação.
Efeitos colaterais de Noripurum® intramuscular injetável

De forma geral, Noripurum® intramuscular injetável é bem tolerado e as reações adversas são incomuns (ocorre em 0,1% a 1% das pessoas que utilizam o medicamento), são elas:

  • Reações locais como dor no local da injeção ou manchas de longa duração na pele;
  • Dor nas articulações;
  • Ínguas (aumento de linfonodos);
  • Febre;
  • Dor de cabeça;
  • Tontura;
  • Distúrbios gastrintestinais;
  • Enjoos e vômitos;
  • Gosto metálico na boca;
  • Formigamento;
  • Dores musculares;
  • Hipotensão (pressão baixa);
  • Urticária;
  • Vermelhidão;
  • Sensação de calor;
  • Edema nas mãos e nos pés.
  • Muito raramente ocorrem reações alérgicas.

O Noripurum® intramuscular nunca pode ser administrado por via endovenosa.

Não utilize o medicamento sem prescrição médica.

Pode lhe interessar também:

Noripurum® comprimidos mastigáveis: para que serve e como usar?

Como saber se tenho anemia?

Quais são os tipos de anemia e seus sintomas?

Espinafre cura anemia?
Dra. Juliana Guimarães
Dra. Juliana Guimarães
Enfermeira doutorada em Saúde Pública

O consumo de espinafre é importante na prevenção e pode ser um aliado no tratamento de anemia por deficiência de ferro (anemia ferropriva). Este tipo de anemia causa a diminuição dos glóbulos vermelhos do sangue e/ou a redução da hemoglobina (componente dos glóbulos vermelhos que tem a função de transportar o oxigênio).

Espinafre e anemia Espinafre

O espinafre, como os demais alimentos vegetais de cor verde-escura, são fontes de um tipo de ferro chamado ferro não-heme. Para que o ferro do espinafre seja absorvido pelo organismo e ajude na prevenção e tratamento da anemia, é necessário que ele seja consumido junto com alimentos ricos em vitamina C (ácido ascórbico).

Alimentos vegetais ricos em ferro
  • Espinafre
  • Brócolis
  • Couve
  • Acelga
  • Ervilha
  • Feijões (preto, branco, verde)
  • Lentilha
  • Grão-de-bico
  • Abóbora
  • Beterraba
  • Amendoim
  • Sementes de abóbora
  • Sementes de girassol
  • Noz
  • Uva passa
  • Abacate
  • Pistache
  • Cacau em pó
  • Tofu
  • Aveia em flocos

O consumo destes vegetais deve ser acompanhado de outros alimentos ricos em vitamina C: morangos, laranja, limão, abacaxi, pimentão.

Quais são os sintomas de anemia?

Os sintomas de anemia se iniciam de forma leve e vão se acentuando. São eles:

  • Cansaço
  • Palidez
  • Dores de cabeça
  • Dificuldade de concentração
  • Unhas frágeis
  • Tontura
  • Falta de apetite
  • Desmaio
  • Falta de ar

O diagnóstico é feito com base nos sintomas clínicos e em exames laboratoriais de sangue.

O tratamento consiste em uma alimentação rica em ferro e, de acordo com os exames, em suplementação de ferro.

Se você suspeita que pode estar com anemia, adote uma alimentação saudável e procure um/a médico/a. Não utilize suplementos sem prescrição.

Veja mais

Anemia: Sintomas, Causas e Tratamento

Quais são os tipos de anemia e seus sintomas?

Que alimentos são indicados para quem tem anemia?