Perguntar
Fechar

Enjoo

Tontura, enjoo e fico estressada, qual especialista procurar?
Dra. Nicole Geovana
Dra. Nicole Geovana
Medicina de Família e Comunidade

Se você sente tontura, enjoo e fica estressada, deve primeiro procurar o/a médico/a clínico/a geral ou médico/a de família para que a causa da tontura e dos enjoos seja identificada. Se o médico achar necessário, poderá lhe encaminhar para um outro especialista.

Já o estresse e outros transtornos mentais podem ser investigados pelo/a médico/a psiquiatra.

O próprio estresse, o nervosismo e a ansiedade podem causar tontura e náuseas, mas só o/a médico/a poderá definir se existe ligação entre esses sintomas.

Além do estresse, as tonturas podem ser provocadas por:

  • Problemas no labirinto (labirintite)
  • Hipoglicemia (pouco açúcar no sangue);
  • Jejum prolongado;
  • Anemia;
  • Gripe;
  • Enxaqueca;
  • Pressão baixa;
  • Medicamentos;
  • Doenças cardiovasculares;
  • Ingestão de bebidas alcoólicas.

Já os enjoos podem ter como causas:

  • Distúrbios emocionais, como estresse, ansiedade, nervosismo, depressão;
  • Gastrite;
  • Refluxo gastroesofágico;
  • Inflamação no intestino;
  • Uso de medicamentos;
  • Gravidez;
  • Infarto;
  • Problemas no labirinto (labirintite).

São muitas as situações e doenças que podem provocar tontura e náuseas, sendo o estresse apenas uma delas. Porém, esses sintomas podem não estar necessariamente interligados e apenas o/a médico/a poderá detectar as suas causas, origens e se existe ou não ligação entre eles.

Enjoo é sinal de gravidez?
Dra. Nicole Geovana
Dra. Nicole Geovana
Medicina de Família e Comunidade

Enjoo com ou sem vômito é um dos sintomas mais comuns no início da gestação

O enjoo pode vir como sintoma isolado ou acompanhado de outros como aumento da sensibilidade nos seios, cansaço e aumento da frequência urinária

Nem toda grávida vai sentir enjoos nas primeiras semanas da gestação. 

Quando a mulher está com atraso menstrual associado com enjoos ou outro sintoma, ela deve procurar uma unidade de saúde para realização de exames clínico e laboratoriais. 

Porém, o enjoo pode ser sinal de outros agravos de saúde e deve ser investigado detalhadamente em consulta com clínico/a geral ou médico/a de família. 

Por isso, preste atenção ao seu corpo e tente identificar em quais situações e momentos em que o enjoo aparece e se ele vem acompanhado de outros sintomas.    

Quais os sintomas da gastroenterite? Qual o tratamento?
Dr. Marcelo Scarpari Dutra Rodrigues
Dr. Marcelo Scarpari Dutra Rodrigues
Médico

Os sintomas da gastroenterite incluem: diarreia aquosa (fezes pastosas ou líquidas), fezes com sangue, muco ou pus (sinais de infecção bacteriana ou por parasitas), náuseas, vômitos, cólicas, perda de apetite, febre, dor de cabeça, boca seca e diminuição do volume de urina (sinais de desidratação).

Normalmente, os sintomas da gastroenterite duram somente alguns dias, podendo persistir por até uma semana em alguns casos.

Se a diarreia ou os vômitos forem intensos e persistentes, pode causar desidratação. Nessas situações, a pessoa pode ficar com os olhos mais fundos, a boca seca, ter a sensação de engrossamento da língua e apresentar diminuição do volume de urina, que tende a ficar mais escura.

O tratamento da gastroenterite depende do micro-organismo causador da infecção.

Qual é o tratamento para gastroenterite viral?

No caso da gastroenterite causada por vírus, não há medicação específica. Podem ser utilizados medicamentos para aliviar os sintomas, como cólicas e náuseas.

Também é importante ingerir grande quantidade de líquidos, para repor as perdas, e fazer alimentação leve, em pequenas quantidades.

Sempre que possível, deve-se evitar ficar sem comer. Depois, conforme os sintomas vão melhorando, podem ser incluídos gradualmente na dieta alimentos moles e de fácil digestão.

Nos casos mais graves de gastroenterite, principalmente em crianças, pode ser necessário internamento hospitalar para receber um tratamento e hidratação adequados.

Qual é o tratamento para gastroenterite bacteriana?

Na gastroenterite causada por bactérias, como Shigella, Salmonella e E. coli, o tratamento é feito seguindo as mesmas recomendações para a gastroenterite viral, como a hidratação. Em algumas situações pode ser necessário o uso de antibióticos.

Qual é o tratamento para gastroenterite causada por parasitas?

Na gastroenterite causada por parasitas, como por exemplo a Giárdia, é necessário o uso de antibióticos antiparasitários, além disso são feitas as mesmas recomendações de tratamento que as demais formas de gastroenterite.

O que é gastroenterite?

A gastroenterite é uma inflamação e irritação que afeta o estômago e o intestino. As gastroenterites podem ser causadas por vírus, bactérias, parasitas e intoxicações alimentares.

A maioria dos casos de gastroenterite ocorre pela ingestão de alimentos ou água contaminados por bactérias, vírus ou parasitas.

Também pode haver transmissão de pessoa para pessoa, principalmente se uma pessoa infectada não lavar adequadamente as mãos após evacuar.

Como prevenir a gastroenterite?

A prevenção da gastroenterite consiste em lavar as mãos cuidadosamente antes de se alimentar e após utilizar o sanitário. Também é importante que frutas e vegetais sejam muito bem lavados e que carnes e ovos sejam totalmente cozidos.

Vale lembrar que a gastroenterite pode ser altamente transmissível. Por isso, pessoas doentes devem lavar muito bem as mãos depois de usar o banheiro e antes de manusear alimentos.

Para evitar a transmissão, recomenda-se que o paciente permaneça em casa durante pelo menos 48 horas, até que sintomas como diarreia e vômitos tenham cessado.

O tratamento da gastroenterite deve ser prescrito por médico de pronto atendimento, especialmente e principalmente naqueles casos em as fezes tem sangue, muco ou pus, ou nos casos que duram mais de 7 dias. Não deve ser utilizado medicamento para interromper a diarreia sem prescrição médica devido ao risco de agravamento da doença.

O que é gastroenterite?
Dra. Ângela Cassol
Dra. Ângela Cassol
Médico

A gastroenterite é uma doença caracterizada pela inflamação dos órgãos do sistema digestivo, como estômago (causando náuseas e vômitos) e intestinos (causando diarreia).

A gastroenterite pode ser provocada por vírus, bactérias e parasitas, que podem ser transmitidos pelo ar, pela mão contaminada em contato com a boca e por intoxicação alimentar.

A gastroenterite viral, causada por uma variedade de vírus, é altamente contagiosa. Qualquer um pode contrai-la, sendo que a maioria das pessoas se recupera sem complicações. Pode ser grave para quem não ingere líquidos suficientes a fim de repor os que se perderam, em especial entre as crianças de colo e os idosos. Também pode ser grave para as pessoas cujo sistema imunológico estiver debilitado.

Dentre as bacterianas, é importante citar as gastroenterites causadas por Shigella, Salmonella e E. coli, que podem levar a sangramento com as fezes, febre e geralmente maior risco para o paciente, em especial crianças e idosos.

O parasita mais associado à gastroenterite é a Giardia, que também pode levar a sangramento nas fezes e febre.

Os sintomas mais comuns são diarreia (fezes aquosas), náuseas e vômitos e ocasionalmente febre e mal estar. O tratamento depende da suspeição do agente causador.

Deve ser procurado um pronto atendimento naqueles casos que duram mais de sete dias, ou na presença de febre, sangramento, pus ou muco (catarro) nas fezes e naqueles pacientes com mal estar importante.

Saiba mais em:

Quais os sintomas da gastroenterite viral? Como é o tratamento?

Quais os sintomas da gastroenterite bacteriana e como é o tratamento?

Gastroenterite é contagiosa?

Qual a dieta recomendada para quem tem gastroenterite?

Durante alguns anos tenho enjoo constante...
Dr. Charles Schwambach
Dr. Charles Schwambach
Médico

Provavelmente a parte "psicológica" é importante, deve ir ao médico devido os novos sintomas e mantenha suas atividades conforme suas possibilidades. Para tentar resolver os enjoos constantes procure um médico homeopata.

Ás vezes de repente sinto uma dor na lateral do corpo...
Dr. Charles Schwambach
Dr. Charles Schwambach
Médico

Até pode ser algo grave, mas o mais comum são as doenças menos graves. A dor pode ser uma dor osteomuscular e o enjoo pode ser uma gastrite ou problema de vesícula ou fígado. Vá a um médico, para o correto diagnóstico e fazer o tratamento.

Beber detergente emagrece?
Dra. Janyele Sales
Dra. Janyele Sales
Medicina de Família e Comunidade

Não, beber detergente não emagrece de forma nenhuma e nunca deve ser feito pois pode provocar intoxicação grave, que pode até ser fatal.

Dependendo da quantidade e do tipo de produto, a ingestão de detergente pode causar:

  • Náuseas;
  • Vômitos;
  • Diarreia;
  • Distensão abdominal;
  • Dor abdominal;
  • Paralisia dos músculos respiratórios;
  • Hipotensão (pressão baixa);
  • Agitação;
  • Convulsão;
  • Coma e morte.

A ideia de que beber detergente pode ajudar a dissolver a gordura corporal é impossível de ocorrer do ponto de vista fisiológico. O detergente não chega às células de gordura e, mesmo que chegasse, seria incapaz de eliminar a gordura ali acumulada.

Os únicos efeitos que o detergente pode produzir no corpo são aqueles decorrentes da intoxicação que ele provoca e nada mais.

Veja aqui o que fazer para emagrecer sem prejudicar a sua saúde.

Portanto, nunca beba detergente ou qualquer outro produto de limpeza. Além de não emagrecer, pode provocar sérios problemas, inclusive levar à morte.

Leia também:

Tomar vinagre para emagrecer faz mal?

Usar cinta, body ou modelador emagrece?

7 Erros que Você não Pode Cometer se Quer Emagrecer

O que pode causar labirintite?
Dra. Nicole Geovana
Dra. Nicole Geovana
Medicina de Família e Comunidade

A labirintite pode ser causada por:

  • Ferimentos na cabeça;
  • Problemas no sistema interno do ouvido (depósito de cálcio);
  • Enxaqueca;
  • Uso de certas medicações;
  • Problemas cerebrais como derrame ou esclerose múltipla.

As possíveis causas da labirintite podem ser identificadas durante a consulta médica com o/a médico/a de família, clínico/a geral ou neurologista.

labirintite pode ser caracterizada por episódios de tonturas (sensação de perda de equilíbrio e queda), vertigens (sensação de que tudo ao redor está girando ou inclinando), náuseas, vômitos, perda de equilíbrio, zumbidos no ouvido e perda de audição.

Continue a leitura em:

Labirintite tem cura? Qual é o tratamento?