Perguntar
Fechar

Tuberculose

O que é tuberculose ganglionar e quais são os sinais e sintomas?

Tuberculose ganglionar é um tipo de tuberculose que acomete os gânglios linfáticos, também chamados de linfonodos, que são pequenos órgãos de defesa localizados em várias partes do corpo. A tuberculose ganglionar é a forma mais comum de tuberculose extrapulmonar em pessoas infectados pelo vírus HIV.

A tuberculose ganglionar acomete com mais frequência os gânglios do pescoço, da região da clavícula, do tórax, das axilas e virilha. A doença geralmente é um sinal de imunodeficiência relacionada à AIDS, sendo comum nesses casos o acometimento de várias cadeias ganglionares.

Os sintomas da tuberculose ganglionar caracterizam-se por febre, emagrecimento e aumento progressivo dos gânglios linfáticos.

Normalmente observa-se o aparecimento de um nódulo de crescimento lento e indolor em apenas um lado do pescoço. Porém, pacientes HIV positivos podem apresentar acometimento dos linfonodos em ambos os lados do corpo. 

À medida que a doença avança, a pele que recobre o linfonodo pode ficar avermelhada e lustrosa. Também pode ocorrer fistulização do gânglio, com saída de secreção e inflamação da pele adjacente. Pessoas infectadas com o vírus HIV também podem apresentar lesões pulmonares.

O diagnóstico da tuberculose ganglionar é feito através da análise de material ganglionar, coletado por meio de agulha ou biópsia. O tratamento consiste na administração de um conjunto de medicamentos antibióticos tomados por via oral.

Consulte o/a médico/a de família ou clínico/a geral na presença dos sintomas de tuberculose ganglionar.

Também podem lhe interessar:

Tuberculose ganglionar é contagiosa?

Tuberculose ganglionar tem cura? Como é o tratamento?

O que é tuberculose miliar? Quais os sintomas?

Quais são os sintomas da tuberculose pulmonar e como é o tratamento?

Quais são os tipos de tuberculose?

A tuberculose é uma doença que afeta primordialmente os pulmões, mas pode afetar outros órgãos, sendo assim denominada de tuberculose extra-pulmonar.

Esses tipos de tuberculose podem ser:

  • Tuberculose Pleural (na película que reveste os pulmões);
  • Tuberculose Cutânea;
  • Tuberculose Cerebral;
  • Tuberculose Ganglionar (afeta os linfonodos);
  • Tuberculose Óssea;
  • Tuberculose Urinária.

A tuberculose é uma doença causada pela bactéria Mycobacterium tuberculosis também conhecida como bacilo de Koch.

Quando a tuberculose atinge os pulmões, ela pode causar tosse prolongada, febre, suores noturnos e perda de peso. Nos demais locais do corpo, os sintomas podem ser variados e específicos a depender da localização atingida.

Leia também:

O que é tuberculose ganglionar e quais são os sinais e sintomas?

O que é tuberculose miliar? Quais os sintomas?

O que é tuberculose óssea e quais são os sintomas?

O que é tuberculose pleural?

Quais são os sintomas da tuberculose pulmonar e como é o tratamento?

Como é feito o exame PPD para tuberculose?

O exame PPD para tuberculose é feito através da aplicação de proteínas da bactéria causadora da tuberculose na pele. É aplicada uma pequena injeção intradérmica na face anterior do antebraço e não é necessário nenhum tipo de curativo depois do teste. Após 48 a 72 horas a pessoa deve retornar ao lugar do exame para que o local da injeção seja analisado e o teste PPD seja finalizado.

Se o local da aplicação no antebraço estiver vermelho, inchado e com um nódulo endurecido, o resultado é considerado positivo, e é favorável ao diagnóstico de tuberculose, que pode estar ativa, desencadeando doença, ou latente, ou seja, presente no organismo, mas sem causar sintomas.

Esses sinais de vermelhidão e aparecimento do nódulo mostram que organismo já produziu anticorpos contra o bacilo da tuberculose. Em caso de resultado positivo, outros exames como raio-x de tórax, baciloscopia ou exames imunológicos são realizados para confirmar o diagnóstico e definir o tratamento.

Vale lembrar que quem já tomou a vacina BCG pode apresentar resultado positivo no teste PPD, pois já tem defesas contra a tuberculose.

O exame PPD, ou teste tuberculínico, é realizado com uma pequena amostra de derivado proteico purificado, por isso a sigla PPD, da bactéria Mycobacterium tuberculosis, também conhecida como bacilo de Koch. O composto é purificado para impedir que a pessoa que faz o teste desenvolva tuberculose, mas é capaz de provocar uma reação em quem tem a doença.

O exame PPD pode ser feito durante a gravidez e amamentação. As reações adversas mais comuns ao teste são: dor, coceira e desconforto no local da injeção.

Também podem ser do seu interesse:

Tuberculose tem cura? Qual o tratamento?

Sintomas da Tuberculose

Tuberculose é contagiosa? Como se transmite?

Sintomas da Tuberculose

tuberculose apresenta sintomas gerais iniciais leves e não específicos para a tuberculose. Os principais sintomas da tuberculose pulmonar crônica, assunto deste post, são sintomas gerais que podem ser confundidos com outras doenças e, como geralmente são insidiosos (eles são leves e de progressão lenta), as pessoas não procuram assistência prontamente. 

Sintomas da tuberculose pulmonar:

  • Febre leve geralmente no final de tarde e início da noite;
  • Sudorese noturna;
  • Emagrecimento progressivo, no início, a perda de peso é pequena e com o passar dos meses esse emagrecimento torna-se intenso causando grande debilidade física;
  • Perda de apetite;
  • Mal-estar geral sentido como uma fraqueza, uma fadiga, um estado de debilidade geral, no início é sentido mais no final do dia junto com a febre e depois pode ocorrer durante todo o dia;
  • Tosse que no início pode ser leve, discreta e seca; com a progressão da tuberculose a tosse vai ficando cada vez mais intensa e torna-se produtiva com raias de sangue, em alguns casos a doença avança a tal ponto que o paciente começa a tossir sangue em grandes quantidades.

A pessoa com tosse por três semanas ou mais associada aos sintomas anteriores é considerada caso suspeito de tuberculose e deve ser investigada adequadamente pelo/a médico/a.

Leia também: 

Tuberculose tem cura? Qual o tratamento?

Tuberculose é contagiosa? Como se transmite?

Quais são os tipos de tuberculose?

Tuberculose ganglionar é contagiosa?

Não, a tuberculose ganglionar não é contagiosa. Este é um tipo de tuberculose extrapulmonar, ou seja, que não afeta os pulmões, portanto não é transmitida de pessoa para pessoa através das secreções respiratórias.

A tuberculose ganglionar acomete os gânglios linfáticos (linfonodos), que são pequenos órgãos de defesa localizados em várias partes do corpo.

Pessoas com tuberculose ganglionar não são capazes de transmitir a bactéria Mycobacterium tuberculosis, também conhecida como bacilo de Koch, causadora da doença. Esses indivíduos não precisam ficar em isolamento e podem entrar em contato com outras pessoas pois não existe risco de contágio.

Já a tuberculose pulmonar, que é a forma mais comum da doença, é contagiosa. Quando alguém com tuberculose espirra ou tosse, elimina gotículas de secreção respiratória contaminadas com a bactéria. A transmissão para outras pessoas ocorre pelas vias respiratórias, através da inalação dessas gotículas de secreção suspensas no ar.

Veja também: Tuberculose é contagiosa? Como se transmite?

Por isso, um paciente com tuberculose ganglionar pode transmitir a doença se estiver também com a forma pulmonar da tuberculose, o que geralmente ocorre em pacientes com imunodeficiência relacionada à AIDS.

Também podem lhe interessar:

O que é tuberculose ganglionar e quais são os sinais e sintomas?

Tuberculose ganglionar tem cura? Como é o tratamento?

Quais são os tipos de tuberculose?

Tuberculose tem cura? Qual o tratamento?

Sim. A tuberculose tem cura.

O tratamento da tuberculose consiste no uso de medicações orais tomadas todos os dias por um período de tempo determinado, a depender do tipo da tuberculose.

O tratamento da tuberculose é disponibilizado gratuitamente pelo Sistema Único de Saúde (SUS).

Com o início do tratamento, a pessoa sente-se bem melhor e os sintomas diminuem. Mesmo assim, ela deve continuar o uso das medicações até o final do período programado para evitar recorrência da doença e resistência bacteriana aos antibióticos.

Após o início do tratamento, a pessoa com tuberculose reduz drasticamente a quantidade de bacilos expelidos. Por isso, é muito importante o diagnóstico adequado e o tratamento precoce para que a probabilidade de contágio para outras pessoas diminua e a pessoa adoentada cure logo.

Veja também: Como é feito o exame PPD para tuberculose?

A tuberculose é uma doença causada pela bactéria Mycobacterium tuberculosis também conhecida como bacilo de Koch.

A tuberculose é uma doença altamente contagiosa que pode causar tosse prolongada, febre, suores noturnos e perda de peso.

Saiba mais em:

Tuberculose ganglionar tem cura? Como é o tratamento?

Tuberculose miliar tem cura? Como é o tratamento?

Tuberculose pleural tem cura? Como é o tratamento?

Tuberculose é contagiosa? Como se transmite?

Quais são os sintomas da tuberculose pulmonar e como é o tratamento?

Os sintomas da tuberculose pulmonar incluem febre, tosse, transpiração noturna excessiva, mal-estar geral, emagrecimento e perda de apetite. Os sintomas iniciais da tuberculose são leves, de evolução lenta e inespecíficos, podendo ser confundidos com muitas outras doenças.

A febre geralmente é baixa, com tendência para surgir no final da tarde e início da noite. A perda de peso é progressiva, levando a um emagrecimento acentuado após alguns meses que causa grande debilidade física.

O mal-estar geral caracteriza-se como uma fraqueza e fadiga. No início da tuberculose pulmonar, esse mal-estar é sentido principalmente no final do dia e surge junto com a febre. Com a evolução da doença, a fraqueza e a fadiga podem estar presentes durante todo o dia.

Já a tosse pode ser leve e seca no início, tornando-se mais intensa e produtiva com presença de sangue no catarro. Dependendo do grau de evolução da tuberculose, a pessoa pode chegar a tossir sangue.

Qual é o tratamento para tuberculose pulmonar?

O tratamento da tuberculose pulmonar é feito com medicamentos antibióticos. Os remédios devem ser tomados todos os dias, por via oral, durante um tempo que é determinado pelo médico.

O Sistema Único de Saúde (SUS) disponibiliza gratuitamente os remédios usados para tratar a tuberculose pulmonar.

Os sintomas diminuem e o paciente melhora significativamente após o início do tratamento. Contudo, é fundamental continuar tomando a medicação até o fim do período estabelecido para evitar recaídas e resistência das bactérias aos antibióticos.

Tuberculose pulmonar é contagiosa?

A tuberculose pulmonar é altamente contagiosa. Por isso, o diagnóstico e tratamento devem ser estabelecidos o quanto antes. Com o início do tratamento, a quantidade de bactérias expelidas pelo paciente reduz bastante, pelo que o risco de transmitir a doença também diminui consideravelmente. 

Veja também: Tuberculose é contagiosa? Como se transmite?

Em caso de tosse com pelo menos 3 semanas de duração, associada aos sintomas descritos anteriormente, consulte um médico clínico geral ou médico de família para uma investigação adequada.

O tratamento da tuberculose pulmonar é da responsabilidade do/a médico/a de família, clínico/a geral, infectologista ou pneumologista.

Tuberculose é contagiosa? Como se transmite?

Sim. Tuberculose é uma doença contagiosa.

A transmissão da tuberculose ocorre de pessoa para a pessoa pelas vias respiratórias.

Quando uma pessoa com tuberculose ativa espirra ou tosse, ela espalha as bactérias da tuberculose nas gotículas de ar. Essas gotículas contaminadas ao serem inaladas podem infectar a outra pessoa.

Nem todas as pessoas que entram em contato com o bacilo da tuberculose desenvolverá a doença. Isso dependerá das defesas imunológicas e da presença de outras doenças associadas.

A tuberculose é uma doença causada pela bactéria Mycobacterium tuberculosis também conhecida como bacilo de Koch.

A tuberculose é uma doença altamente contagiosa que pode causar tosse prolongada, febre, suores noturnos e perda de peso.

Após o início do tratamento, a pessoa com tuberculose reduz drasticamente a quantidade de bacilos expelidos. Por isso, é muito importante o diagnóstico adequado e o tratamento precoce para que a probabilidade de contágio para outras pessoas diminua e a pessoa adoentada cure logo.

Continue a leitura em:

Tuberculose tem cura? Qual o tratamento?

Sintomas da tuberculose

Tuberculose ganglionar é contagiosa?