Perguntar
Fechar

Dor no peito: o que pode ser e o que fazer?

Dra. Rafaella Eliria Abbott Ericksson
Dra. Rafaella Eliria Abbott Ericksson
Clínica médica e Neurologia

Muitas pessoas com dor no peito pensam que estão tendo um ataque cardíaco. Porém, apesar desse ser o principal sintoma de um infarto, é preciso esclarecer que existem muitas causas possíveis para a dor no tórax. Algumas delas não são perigosas para a saúde, enquanto outras são graves e, em alguns casos, podem pôr a vida em risco.

Qualquer órgão ou tecido localizado no peito pode ser a fonte da dor, incluindo coração, pulmões, esôfago, músculos, costelas, tendões ou nervos. A dor também pode se espalhar para o peito a partir do pescoço, abdômen e costas.

O que pode causar dor no peito?

Problemas cardiovasculares

Angina ou ataque cardíaco: o sintoma mais comum é a dor no peito, que pode irradiar para o braço (sobretudo esquerdo), ombro, mandíbula ou costas. A dor pode ser sentida em forma de peso, pressão ou aperto no tórax.

Ruptura da aorta: a artéria aorta é um grande vaso sanguíneo que transporta o sangue do coração para o resto do corpo. Nesses casos, a ruptura da artéria, mesmo que apenas parcial, gera uma dor no peito intensa e súbita, podendo irradiar para a parte superior das costas.

Pericardite: trata-se de uma inflamação e inchaço do pericárdio, uma membrana fina de tecido conjuntivo, em forma de saco, que recobre o coração. A pericardite causa dor no meio do peito em aperto, que piora com o movimento e respiração profunda.

Problemas pulmonares

Embolia pulmonar: ocorre quando um coágulo de sangue chega a uma artéria pulmonar, causando obstrução e impedimento do fluxo sanguíneo ao pulmão. Condição grave, que pode levar à morte.

Pneumotórax: trata-se de um colapso parcial ou total do pulmão, causado pelo escape ou pela entrada de ar no espaço entre os pulmões e a pleura (membrana que recobre os pulmões). a separação da pleura e tecido pulmonar causa uma dor súbita, aguda e localizada no lado acometido, que piora muito com a respiração profunda e mobilização.

Pneumonia: causa dor no peito aguda, que geralmente piora quando a pessoa tosse ou respira fundo, associada a quadro de febre, virose ou resfriado prévio.

Pleurisia: inflamação da membrana que envolve os pulmões. Pode causar dor no peito que geralmente surge de forma aguda e piora ao tossir ou respirar fundo.

Outras causas de dor no peito

Crise de ansiedade ou pânico: normalmente a dor no peito vem acompanhada de respiração ofegante e sensação de "bolo na garganta", desencadeado por sintomas de medo e angústia.

Costocondrite: inflamação no local em que as costelas se juntam ao osso esterno, localizado no meio do tórax. Dor piora com a palpação.

Herpes zoster: também conhecido como “cobreiro”, causa dor aguda e bastante intensa, em queimação, no trajeto do nervo acometido. A dor pode irradiar do peito para as costas e vem acompanhada de bolhas e erupções na pele.

A dor no peito também pode ser causada por:

  • Inchaço dos músculos e tendões localizados entre as costelas;
  • Espasmos ou estreitamento do esôfago;
  • Torcicolo;
  • Acidez gástrica ou refluxo gastroesofágico e
  • Úlcera gástrica ou gastrite.

O que fazer em caso de dor no peito?

Em caso de dor no peito, procure atendimento médico com urgência se:

  • A dor no peito tiver início súbito e vier acompanhada de sensação de aperto ou peso no tórax;
  • A dor no peito se espalhar para mandíbula, braço esquerdo ou costas;
  • Houver náusea, tontura, transpiração, batimentos cardíacos acelerados ou dificuldade para respirar;
  • Você sofre de angina e o desconforto no peito se torna mais intenso subitamente ao praticar atividades leves ou dura mais tempo que o habitual;
  • Os sintomas de angina surgirem enquanto você estiver em repouso;
  • A dor no peito tiver início súbito e vier acompanhada de dificuldade para respirar, especialmente após viagem longa, permanecer muito tempo sentado (a), acamado(a) ou imobilizado(a) por cirurgia, por exemplo. Nesses casos, se a perna estiver inchada, pode ser um sinal de que um coágulo sanguíneo chegou aos pulmões;
  • Você já teve algum ataque cardíaco ou uma embolia pulmonar;
  • Houver febre ou tosse com catarro verde amarelado;
  • A dor no peito for forte e não melhorar após 10 minutos;
  • Estiver com dificuldade para engolir.

Em caso de dor no peito, verifique a ocorrência de outros sinais e sintomas procure um serviço de urgência, visto que as doenças cardiovasculares estão entre as principais causas de morte na população, e se iniciam com queixa de dor no peito.

Pode lhe interessar também: