Perguntar
Fechar

O que fazer no caso de dor no peito?

Dra. Rafaella Eliria Abbott Ericksson
Dra. Rafaella Eliria Abbott Ericksson
Clínica médica e Neurologia

Em caso de dor no peito, a primeira coisa a fazer é observar as características dessa dor. A intensidade, localização, duração, verificar se piora ou melhora com o movimento e se existem outros sintomas associados à dor.

Com esses dados consegue considerar alguns dos motivos mais comuns para dor no peito e buscar a emergência nos casos mais graves. Podemos destacar como causas prováveis:

  • Infarto agudo do miocárdio (IAM)
  • Angina
  • Gases
  • Pneumonia
  • Embolia pulmonar
  • Herpes-zoster
  • Gastrite / úlcera gástrica
  • Ansiedade, Depressão, entre outras.

Infarto

Dor no peito, seja qual for a intensidade, que irradia para braço esquerdo, pescoço e queixo, e que não melhora ou piora com o movimento, pode ser sintoma de infarto.

Se a causa da dor no peito for infarto agudo do miocárdio, outros sintomas podem estar presentes, como falta de ar, respiração ofegante, pulsação fraca ou irregular, suor frio, tonteira, mal-estar e dor no estômago.

O que fazer se a dor no peito for sugestiva de infarto?

  • Dirigir-se imediatamente a um serviço de urgência mais próximo ou chamar uma ambulância pelo nº 192;
  • Desapertar a roupa, principalmente no pescoço, peito e cintura;
  • Evitar fazer esforços;
  • Permanecer em local arejado;
  • Respirar profundamente.

Se a pessoa sofrer uma parada cardíaca, o que pode ser verificado pela ausência de pulsação ou respiração, deve-se realizar massagem cardíaca.

Como fazer massagem cardíaca

1. Fazer 30 compressões fortes e ritmadas no osso localizado bem no centro do tórax, afundando o peito pelo menos 5 cm;

Massagem cardíaca em caso de infarto
Massagem cardíaca

2. Fazer 2 respirações boca a boca;

O que fazer em caso de infarto
Respiração boca a boca

3. Repetir os procedimentos até que chegue auxílio ou a vítima se reanime.

Caso não seja possível realizar a respiração boca a boca, não pare as compressões. Dê prioridade às compressões cardíacas, possibilitando manutenção do fluxo de sangue no corpo.

Angina

Quando a dor no peito aparece após esforço físico intenso, exposição a baixas temperaturas e emoções fortes, a causa provável é a angina. Nesses casos, outros sintomas podem estar associados, como sensação de aperto ou peso no peito, queimação e medo.

O que fazer se a dor no peito for angina?

  • Sentar ou deitar;
  • Descansar (a dor geralmente passa em 10 a 15 minutos);
  • Respirar calmamente;
  • Colocar uma bolsa quente sobre o peito pode ajudar a melhorar a dor;
  • No caso de permanência da dor procure um atendimento de urgência imediatamente.

Saiba mais sobre o assunto em: O que é angina e quais os sintomas?

Gases

Dor no peito localizada abaixo das costelas pode ser causada por gases. Outros sintomas que costumam estar associados: dor abdominal, barriga dura e inchada, flatulência, cólicas intestinais.

O que fazer se a dor no peito for gases?

  • Tomar medicamentos para eliminar os gases, como a Dimeticona;
  • Fazer uma massagem na barriga, com movimentos circulares e profundos no sentido dos ponteiros do relógio;
  • Deitar e abraçar os joelhos com as pernas dobradas, puxando contra a barriga.

Além do infarto, da angina e dos gases, a dor no peito pode ter ainda muitas outras causas, como pneumonia, câncer no pulmão, embolia pulmonar, herpes-zoster, gastrite, úlcera, lesão em músculos ou costelas, ansiedade, síndrome do pânico, depressão, entre outras.

Nos casos de dor no peito, que sugira problema cardíaco procure imediatamente serviço de emergência, ou agende uma consulta com Clínico/a Geral, médico/a da família ou Cardiologista.

Pode lhe interessar também:

Quais as causas mais comuns de dor no peito?

Sinto pontadas no peito. O que pode ser?