Perguntar
Fechar

Estresse durante a gravidez faz mal para o bebê?

Sim, estresse durante a gravidez faz mal e prejudica o bebê, podendo até causar baixo peso ao nascimento, parto prematuro ou ainda morte fetal.

O estresse aumenta a produção dos hormônios cortisol e norepinefrina, também conhecidos como "hormônios do estresse", que, em excesso, podem afetar o bebê de diferentes formas:

  • Alteram o funcionamento cerebral e prejudicam a capacidade do bebê em lidar com o estresse no futuro;
  • Prejudicam o crescimento e desenvolvimento fetal;
  • Provocam uma resposta de alerta e medo, deixando o bebê pronto para reagir em qualquer situação, mesmo quando não é necessário;
  • Aceleram os processos de determinadas doenças, sobretudo as autoimunes, além de aumentar os riscos de depressão na infância.

Além disso, estudos têm demonstrado que os filhos de mães que passam por períodos de depressão ou estresse durante a gravidez podem apresentar:

  • Hiperatividade;
  • Batimentos cardíacos acelerados;
  • Problemas intestinais;
  • Irritabilidade;
  • Dificuldade nas interações sociais;
  • Dificuldade para dormir.

É importante lembrar que essas complicações e consequências para o bebê estão associadas a quadros prolongados de estresse físico ou emocional, ansiedade extrema e depressão.

O estresse é prejudicial para o bebê se for excessivo e constante. Casos isolados de maior ansiedade dificilmente poderão trazer maiores problemas.

Por isso é essencial ter uma gravidez tranquila, sem grandes preocupações. É importante que o médico obstetra saiba o que está acontecendo na vida da gestante para dar o apoio necessário e ajudar a diminuir os fatores de estresse.