Perguntar
Fechar

Hérnia inguinal durante a gravidez é perigoso?

Hérnia inguinal na gravidez pode ser perigoso devido ao risco de aumento ou estrangulamento da hérnia, uma vez que na gestação o crescimento da barriga aumenta a pressão intra-abdominal, o que pode agravar ou até causar uma hérnia nesse período.

O estrangulamento ocorre quando a hérnia fica presa na abertura que permitiu o seu extravasamento. Como resultado, a alça intestinal estrangulada sofre uma torção e deixa de receber sangue e oxigênio. A parte afetada então morre e se rompe, provocando uma perfuração do intestino com extravasamento de fezes e líquido intestinal, podendo causar a morte da gestante e do bebê por infecção generalizada.

Grávidas comhérnias inguinais sintomáticas devem se submeter à cirurgia de correção da hérnia durante ou após o 2º trimestre de gravidez para evitar complicações que podem ser fatais. Já as hérnias inguinais que não causam sintomas podem ser tratadas cirurgicamente depois do parto.

Dentre os sintomas da hérnia inguinal estão abaulamento local, desconforto, dores intensas, náuseas, vômitos e mal estar generalizado.

Saiba mais em: O que é hérnia inguinal e quais os sintomas?

O ideal é que mulheres que têm hérnia inguinal e pretendem engravidar façam a cirurgia de correção pelo menos 6 meses antes da gravidez.

Para maiores esclarecimentos, fale com o seu médico obstetra ou médico de família.

Leia também:

Quem tem hérnia umbilical pode engravidar?

Quem teve hérnia inguinal pode ter filhos?

Hérnia inguinal: como é a cirurgia e recuperação pós operatório?