O que é úlcera gástrica e quais os sintomas?

Dra. Rafaella Eliria Abbott Ericksson
Dra. Rafaella Eliria Abbott Ericksson
Clínica médica e Neurologia

Úlcera gástrica é uma ferida localizada na parede interna do estômago, cujo principal sintoma é uma dor em queimação referida na "boca do estômago".

Se a ferida estiver localizada no duodeno (porção inicial do intestino delgado), será denominada úlcera duodenal. A úlcera pode atingir ainda o esôfago (porção do trato digestivo que antecede o estômago).

Normalmente, a mucosa que reveste o estômago é capaz de proteger o órgão do ácido gástrico produzido para a quebra dos alimentos. Entretanto, algumas situações podem levar ao enfraquecimento ou desgaste da parede do estômago, facilitando na formação da ferida, denominada úlcera gástrica.

Úlcera gástrica: o que é, sintomas e tratamento da úlcera péptica

A úlcera é causada por excesso de ácido gástrico ou substâncias ácidas prejudiciais ao estômago e capazes de provocar esse dano, como, por exemplo, o uso excessivo de medicamentos anti-inflamatórios.

Quais são os sintomas de úlcera gástrica?

Os sintomas mais comuns de úlcera gástrica incluem

  • Dores abdominais tipo queimação,
  • Má digestão,
  • Sensação de estômago cheio,
  • Dificuldade para beber a quantidade habitual de líquido,
  • Mau hálito,
  • Náuseas, vômitos,
  • Fadiga e
  • Perda de peso.

Outros sintomas que podem estar presentes:

  • Fezes pretas ou com sangue;
  • Presença de sangue no vômito;
  • Dor no peito;
  • Acidez gástrica constante.

Em geral, a dor abdominal surge algumas horas após as refeições e se localiza na "boca do estômago", piorando após jejum prolongado e durante a noite. Nesses casos, é possível aliviar a dor comendo mais vezes em pequenas quantidades e fazendo uso regular de antiácidos.

Quando a úlcera péptica evolui ao ponto de perfurar a parede do estômago, o que ocorre nos casos mais graves, as dores são intensas, o abdômen fica rígido e o sangramento pode ser evidenciado nas fezes (melena) ou pelos vômitos (hematêmese). Esses sinais e sintomas são indicativos de uma emergência médica e o paciente necessita ser levado ao hospital imediatamente.

Dentre as possíveis complicações da úlcera gástrica estão: úlcera perfurada e hemorragia digestiva.

Quais as causas de úlcera gástrica?

A principal causa de úlcera gástrica é a infecção no estômago causada pela bactéria Helicobacter pylori. A H. pylori está presente no estômago da maioria das pessoas, porém, apenas algumas, com fatores de risco mais elevado, desenvolvem a ferida.

Os seguintes fatores contribuem para a formação de uma úlcera gástrica:

  • Consumo excessivo de bebidas alcoólicas;
  • Uso regular de medicamentos anti-inflamatórios;
  • Tabagismo;
  • Tratamento com radioterapia;
  • Estresse;
  • Síndrome de Zolliger-Ellison.

Como é feito o diagnóstico da úlcera gástrica?

O diagnóstico da úlcera gástrica é feito através de endoscopia digestiva alta. O procedimento é realizado através do endoscópio, uma sonda com câmera na ponte, que entra pela boca, e permite a visualização de todo revestimento do esôfago, estômago e porção inicial do intestino delgado (duodeno).

Saiba mais no link: Endoscopia: como é feita e qual é o preparo?

Também é necessário realizar um exame para H. pylori, que pode ser feito através de uma biópsia durante a endoscopia.

Qual é o tratamento para úlcera gástrica?

O tratamento da úlcera gástrica é feito com medicamentos usados para eliminar a bactéria H. pylori, se for o caso, e diminuir os níveis de ácido no estômago. Os mais prescritos são a ranitidina® e o pantoprazol®.

Se a úlcera péptica estiver relacionada com infecção por H. pylori, o tratamento padrão usa diferentes combinações de medicamentos, incluindo antibióticos e inibidores da bomba de prótons, por 7 a 14 dias.

O uso dos inibidores da bomba de prótons pode se estender por 8 semanas se não houver infecção por H. pylori e se a úlcera foi causada pela ingestão excessiva de anti-inflamatórios.

Leia também: H. pylori tem cura? Qual é o tratamento?

No caso de sangramento da úlcera, dependendo da gravidade, está indicado o tratamento via endoscópica, com ligadura do vaso sangrante ou medicamento local para auxiliar na coagulação, ou para os casos mais graves, deve ser indicado o tratamento cirúrgico.

O/A médico/a gastroenterologista é o especialista responsável pelo diagnóstico e tratamento da úlcera gástrica.