Perguntar
Fechar

O que significa ausência de linfonodomegalia cervical?

O que significa ausência de linfonodomegalia cervical?
Dra. Janyele Sales
Dra. Janyele Sales
Medicina de Família e Comunidade

Não tem linfonodos aumentados no pescoço e cabeça. Os linfonodos, também chamados de gânglios linfáticos, são pequenos órgãos do sistema imunológico distribuídos por todo o corpo. São responsáveis pela produção e ativação de diversas células que atuam na defesa do organismo contra infecções, células tumorais ou outros agentes externos.

O que é linfonodomegalia e o que indica?

Quando os linfonodos estão aumentados de tamanhos o médicos chamam essa condição de linfonodomegalia. Os linfonodos crescem quando há algum processo que requer a produção dessas células de defesa como infecções ou inflamações, alergias, doenças reumatológicas ou mesmo câncer.

Alguns linfonodos são palpáveis e principalmente quando aumentados de tamanho podem ser facilmente detectados pelo médico durante o exame físico. Aqueles localizados em cadeias mais próximas da pele são mais facilmente palpáveis, é o caso dos linfonodos cervicais, que estão no pescoço.

Portanto, a presença de linfonodos grandes e palpáveis costuma ser indicativo de que há alguma processo inflamatório ou infeccioso na região de drenagem de linfa do linfonodo. Com o tratamento da causa da linfonodomegalia esses pequenos órgão voltam ao seu tamanho original.

Quando devo me preocupar?

Os linfonodos podem apresentar algumas característica, chamadas de sinais de alarme, que podem sugerir doenças de maior gravidade, como neoplasias ou infecções de maior gravidade como tuberculose ou HIV. Nesse tipo de situação é essencial procurar um médico para uma avaliação.

Os sinais de alarme são:

  • Linfonodos endurecidos;
  • Linfonodos que não diminuem de tamanho em até 4 semanas;
  • Linfonodos que não param de crescer;
  • Linfonodos dolorosos que apresentam vermelhidão, calor local ou pus;
  • Presença de outros sintomas como emagrecimento, falta de apetite ou aumento da transpiração ou febre;
  • Linfonodos aumentados na clavícula ou nas axilas;
  • Linfonodos aumentados em mais de duas áreas diferentes do corpo.

Na presença dessas alterações consulte um clínico geral ou médico de família para uma avaliação inicial.