Perguntar
Fechar

Quais são os sintomas e as causas da infertilidade feminina?

Os sintomas de infertilidade podem ser variáveis conforme as causas. São eles:

  • alterações do ciclo menstrual: períodos anormais, sangramentos abundantes;
  • dor nas costas, pélvicas ou cólicas;
  • alterações na pele;
  • diminuição da libido;
  • perda ou queda de cabelo;
  • ganho de peso;
  • saída de secreção esbranquiçada pelos mamilos durante as relações sexuais;
  • dificuldade para engravidar.

A infertilidade feminina pode estar relacionada a quatro condições:

A) Causas ovarianas:

  • ovários policísticos: a paciente tem sangramento uterino irregular, em geral a cada 2 ou 3 meses, e o exame ultrassonográfico mostra a presença de inúmeros folículos ovarianos situados frequentemente na periferia dos ovários;
  • insuficiência ovariana prematura (ou menopausa precoce): os óvulos deixam de ser maturados pelos ovários, de modo que cessa a ovulação. Geralmente, as mulheres não possuem ciclo menstrual e apresentam sintomas semelhantes aos da menopausa. As causas são várias: radiação, quimioterapia, síndromes genéticas, infecções ovarianas, doenças autoimunes e outras;
  • hiperprolactinemia: pode levar à falta de ciclo menstrual e de ovulação. Doenças da tireoide (especialmente hipotireoidismo) também possibilitam a produção de alterações semelhantes.
  • idade da mulher: a mulher progressivamente produz menos óvulos e com baixa qualidade, com o envelhecimento. Esse processo se inicia aos 37 anos.

Veja também: Quais os sintomas de disfunção hormonal feminina?

B) Causas tubárias e do canal endocervical

  • obstrução tubária: impede a captação e o transporte do óvulo, de forma que não há possibilidade de sua fertilização pelo espermatozoide. Principais causas: endometriose e infecções pélvicas;

  • endometriose: fragmentos do endométrio penetram nas tubas (menstruação retrógrada) e causam inflamação, o que altera a função da tuba. A endometriose também pode se estender aos ovários, prejudicando a formação dos folículos. Um sintoma muito típico dessa doença é a dor durante as relações sexuais e as cólicas menstruais muito fortes;

  • infecções pélvicas: muitos casos são assintomáticas e causadas por microorganismos que podem migrar da vagina para o útero e tubas. A infecção produz inflamação cuja cura promove cicatrização que acaba por alterar o funcionamento das tubas;
  • diminuição na produção de muco cervical: causada por alterações da ovulação, cauterizações do colo do útero e as cirurgias para câncer do colo.

C) Causas ligadas à Fertilização

  • Se houver defeitos nos cromossomos ou nas outras estruturas que regulam a fusão dos dois gametas (óvulo e espermatozóide), não haverá fertilização.


D) Causas ligadas à implantação do embrião

  • falhas hormonais: podem produzir um endométrio inadequado para a implantação;
  • desenvolvimento inadequado do endométrio;
  • infecções endometriais (endometrites), causadas por doenças sexualmente transmissíveis ou pela manipulação da cavidade endometrial (em curetagens, por exemplo);
  • sinéquias uterinas: cicatrizes dentro do útero causadas por infecções ou curetagens que dificultam a implantação e causam abortamento;
  • malformações uterinas;
  • miomas: estão mais relacionados a processos de abortamento, mas acredita-se que se forem grandes e estiverem localizados logo abaixo da cavidade e invadi-la, podem prejudicar a implantação do embrião.

O médico ginecologista deverá ser consultado na suspeita de infertilidade.