Perguntar
Fechar
Comecei ter relação sexual faz pouco tempo e tive sangramento na vagina, isso significa o que?
Dr. Charles Schwambach
Dr. Charles Schwambach
Médico

Na verdade, isso é decorrente geralmente de traumatismo na vagina, é bastante comum ocorrer nas primeiras vezes que a mulher tem relação sexual, se for somente um caso isolado (uma única vez) não precisa se preocupar, caso continue se repetindo procure um ginecologista.

Outra coisa importante para lembrar a você é que agora que começou a ter relações deve ir a um ginecologista para conversar sobre anticoncepção, exame preventivo anual do câncer de colo do útero entre outras coisas.

Caroço na vagina, o que pode ser?
Dra. Janyele Sales
Dra. Janyele Sales
Medicina de Família e Comunidade

Sim, bartolinite é uma das possíveis causas de caroço na vagina. Mas existem outras causas prováveis de caroço na região da vulva e da vagina como foliculite, linfogranuloma venéreo, cisto sebáceo, lipoma.

A bartolinite é uma inflamação das glândulas de Bartholin. Essa glândulas ficam na entrada da vagina e apresentam pequenos orifícios por onde sai liquido, que serve para lubrificar a vagina. Quando esses orifícios se obstruem ocorre o acumulo de líquido dentro da glândula, formando assim o cisto de Bartholin, o caroço que se sente e é observado na vagina.

Esse processo pode levar a uma reação inflamatória local e em alguns casos bactéria podem se acumular causando uma infecção.  Quando está infectada, a glândula de Bartholin causa muita dor e grande desconforto na região da vulva e vagina.

O tratamento da bartolinite consiste na drenagem do líquido e muitas vezes antibióticos também podem ser necessários. A drenagem é feita geralmente com uma agulha no próprio consultório médico, é um procedimento simples e que leva a um alívio muito grande dos sintomas.

Saiba mais sobre a bartolinite em: O que é Bartolinite? tem cura?

Caso esteja com um caroço na vagina, que a esteja incomodando, procure um médico de família ou ginecologista para uma melhor avaliação. 

Meu namorado encostou o pênis na minha vagina, sem ejaculação, posso estar grávida?
Dra. Rafaella Eliria Abbott Ericksson
Dra. Rafaella Eliria Abbott Ericksson
Clínica médica e Neurologia

Não. Se não houve ejaculação, não houve penetração e nem chegou próximo ao evento de ejacular não existe risco de gravidez. Entretanto, vale a pena ficar atenta até o próximo ciclo menstrual, pois não é fácil avaliar com certeza até qual momento mantiveram proximidade nessa relação.

Apesar disso, no caso de haver menos de 72 h o mais adequado seria agendar uma consulta para ser avaliada por um ginecologista e analisar as possibilidades reais de gestação; e, se houver risco e for a opção de evitar a gravidez, avaliar a possibilidade do uso da pílula do dia seguinte. Caso tenha ultrapassado as 72 h, não poderia mais utilizar a pílula do dia seguinte.

Portanto, se houver alterações no organismo como atraso menstrual, aumento de sensibilidade das mamas, sonolência ou aumento do apetite, sintomas que sugerem gravidez, deverá agendar com ginecologista o quanto antes e conversar sobre todo esse evento. 

Lembrando que o "coito interrompido", ou a não penetração durante uma relação, não só permite a possibilidade de gravidez, mas também de contaminação por doenças sexualmente transmissíveis (DST), doenças essas que trazem além de muito desconforto, risco de infertilidade e evolução de alguns casos, para câncer. 

O médico/a especialista nesses casos é o ginecologista; para mais esclarecimentos agende uma consulta médica. 

Saiba mais sobre o assunto em:

Durante a relação minha vagina vai perdendo lubrificação...
Dr. Charles Schwambach
Dr. Charles Schwambach
Médico

Excesso de pele na vagina pode ser corrigido por meio de cirurgia, peça para um ginecologista te examinar e ele poderá dizer se existe mesmo um excesso de pele. A lubrificação vaginal tem mais haver com o libido e excitação sexual, existem lubrificantes artificiais que podem ajudar. Converse com seu namorado sobre isso e sobre o que você gosta e não gosta na relação, ele precisa ajudar você a ficar mais excitada durante toda a relação.

Estou com um caroço na vagina e dói muito o que pode ser?
Dra. Rafaella Eliria Abbott Ericksson
Dra. Rafaella Eliria Abbott Ericksson
Clínica médica e Neurologia

As causas mais comuns de caroço na vagina que provocam dor são:

  • Bartolinite - inflamação em uma (ou ambas) as glândula de Bartholin, localizada(s) na vulva, responsável(eis) pela lubrificação e proteção vaginal;
  • Foliculite - inflamação de um folículo piloso na região da vagina;
  • Abscesso - coleção purulenta na região da vagina, que além de dor apresenta calor local e vermelhidão;
  • Doença sexualmente transmissível, como Sífilis e Cancro mole;
  • Tumor ou câncer, que nos casos mais avançados podem causar dor pela compressão ou invasão de estruturas vizinhas.

Outras causas de "caroço" na vagina que podem ser investigadas, embora não costumem cursar com dor local, são os cistos sebáceos, lipomas, fibromas (tumor benigno raro), hérnia inguinal e HPV.

Na maioria das vezes, a causa é uma inflamação folicular ou inflamação da glândula de Bartholin (Bartolinite), o que necessita de um tratamento específico, com medicamentos orais e tópicos, além de cuidados locais de higiene e evitar roupas apertadas.

Porém, se evolui com outros sintomas, como febre, vermelhidão, mal cheiro, drenagem de alguma secreção, deverá procurar imediatamente um serviço de emergência para avaliação.

Se não houver sinais de urgência, recomendamos agendar uma consulta com o/a médico/a ginecologista, que é o/a especialista indicado para essa avaliação, diagnóstico e conduta.

Leia também: O que é bartolinite? Tem cura?

A menstruação leva os espermatozoides para fora da vagina?
Dr. Charles Schwambach
Dr. Charles Schwambach
Médico

Em teoria sim, mas nos baseamos para dizer que esse é um período em que a mulher dificilmente engravida no fato de que nessa situação não há ovulação e mesmo que a ovulação ocorra o útero não está pronto para receber o óvulo fecundado, então não pode haver gravidez independente dos espermatozoides e seu destino final.

Faz algum tempo que escorre um líquido da minha vagina?
Dr. Charles Schwambach
Dr. Charles Schwambach
Médico

Bem vinda ao mundo feminino Diana, isso é um corrimento vaginal, que na maioria das vezes significa uma infecção vaginal, precisa procurar um ginecologista.

Um tumor saiu do lado da vagina, o que deve ser?
Dra. Rafaella Eliria Abbott Ericksson
Dra. Rafaella Eliria Abbott Ericksson
Clínica médica e Neurologia

O mais provável é que seja um processo inflamatório, na glândula de Bartholin, chamada Bartolinite. Porém, para confirmar ou avaliar outras possíveis causas, precisa ser avaliada por um médico clínico geral, médico de família ou ginecologista.

Outras possíveis causas para um "tumor" ou nódulo doloroso encontrado na região da vagina são:

  • Foliculite (inflamação do folículo piloso)
  • Cisto inflamado
  • Tumor
  • Doença sexualmente transmissível (por exemplo, cancro mole)
  • Lipoma (embora raramente cause dor)
O que é a Bartolinite?

Bartolinite é uma inflamação na glândula de Bartholin. As mulheres possuem duas glândulas de Bartholin, uma de cada lado da vagina. Essas glândulas são responsáveis por lubrificar a vagina durante o ato sexual ou excitação.

No entanto, quando ocorre uma obstrução nos ductos das glândulas, o líquido acumulado origina um cisto, conhecido por cisto de Bartholin, ou seja, nódulos localizados, porém de coloração normal e indolor. No caso de contaminação dos cistos, por fungos ou bactérias, esse processo passa a causar muita dor local, vermelhidão e por vezes a presença de secreção.

A esse processo inflamatório é dado o nome de Bartolinite. O seu tratamento é baseado em higiene local, pomadas e antibiótico oral.

Entretanto, um nódulo doloroso pode ser um sintoma inicial de doenças sexualmente transmissível, como a sífilis ou cancro mole, e nesses casos o tratamento é bastante diferente.

Saiba mais em: O que é cancro mole e quais os sintomas?

O tumor de vagina, apesar de raro, pode ser agressivo e perigoso se o diagnóstico e tratamento forem atrasados, por isso é fundamental que seja descartada essa hipótese, o que só poderá ser feito através de uma avaliação médica.

No caso de foliculite, o tratamento é bem mais simples, costuma resolver espontaneamente ou apenas com orientações de higiene local e medicamento tópico (pomadas específicas).

Portanto, no seu caso, o mais adequado é que procure o mais breve possível um médico clínico geral, médico da família ou ginecologista, para uma avaliação adequada e início de tratamento.

Bolinha do tamanho de uma ervilha no meu saco escrotal?
Dra. Janyele Sales
Dra. Janyele Sales
Medicina de Família e Comunidade

Deve procurar um médico para uma avaliação detalhada, principalmente caso esteja apresentando outros sintomas como dor, inchaço, vermelhidão local ou outros sintomas sistêmicos como febre ou náuseas.

Um nódulo no saco escrotal ou no testículo pode corresponder a diferentes condições como hidrocele, varicocele, epididimite, cistos, hérnia ou câncer de testículo. As próprias estruturas presentes dentro do saco escrotal podem dar a sensação de um nódulo, o epidídimo pode eventualmente ser palpável o que pode levar a pessoa a achar que está com um nódulo.

Varicocele

É o termo que se refere a presença de varizes nos testículos, as veias quando dilatadas podem causar protuberâncias, formando pequenos nódulos que podem ser palpados. Se causar sintomas ou infertilidade é necessário o seu tratamento.

Hidrocele

Corresponde ao acúmulo de líquido entre as camadas testiculares, pode levar a um aumento difuso de todo o saco escrotal, da mesma forma que a varicocele se causar sintomas como dor, sensação de peso e desconforto importante pode ser tratado.

Epididimite ou orquite

Se refere a inflamação do testículo ou do epidídimo acompanhada ou não de infecção bacteriana. A epididimite pode provocar um aumento do epidídimo levando a sensação de nódulo testicular. Os sintomas incluem dor e inchaço da região. O tratamento é necessário e feito com antibióticos.

Cistos

São cavidades que contém líquido no seu interior, de natureza benigna podem acometer qualquer componente do saco escrotal como testículo, epidídimo ou mesmo parede do escroto. Quando forma-se no epidídimo devido a obstrução dos ductos que transportam o esperma chama-se espermatocele. É necessário apenas o acompanhamento médico.

Hérnia inguinal

Corresponde a passagem de conteúdo da cavidade abdominal através do canal inguinal para a bolsa escrotal. Requer tratamento cirúrgico pelo risco de encarceramento de órgãos como intestino.

Câncer de testículo

O primeiro sintoma do câncer testicular costuma ser o aparecimento de um pequeno nódulo indolor no testículo. É necessário a realização de ultrassom para confirmação diagnóstica. O tipo de tratamento dependerá do estadiamento do tumor.

Portanto, na presença de um nódulo no saco escrotal é essencial consultar um médico clínico geral, médico de família ou urologista para uma avaliação inicial.

Dor na vagina após transvaginal: o que pode ser?
Dra. Nicole Geovana
Dra. Nicole Geovana
Medicina de Família e Comunidade

Sentir dor na vagina após o ultrassom transvaginal não é propriamente normal. Durante o exame a mulher pode sentir algum desconforto, devido à pressão exercida pelo transdutor no canal vaginal. Mesmo assim, a maioria das pacientes não sente dor ou incômodo.

No entanto, a realização do ultrassom transvaginal é uma experiência diferente para cada mulher. Se ela estiver ansiosa e preocupada, há maiores chances de sentir desconforto durante o exame, pois tende a ficar mais tensa. Quanto mais relaxada a paciente estiver, menor será o incômodo.

A dor na vagina após o transvaginal pode ser o resultado dessa tensão na hora de fazer o exame. O mais indicado é conversar com o/a médico/a que realizou o ultrassom ou com o/a médico/a que fez o pedido do ultrassom e explicar a situação. Se ele/ela achar necessário, poderá pedir para examinar a paciente para verificar se está tudo bem. O que não convém é continuar com a dor sem consultar um/a profissional.

Não consigo ter um bom desempenho sexual, não sinto prazer, vagina muito seca. O que fazer?

Seria interessante repensar seus momentos de ato sexual, avaliar o porquê não sente prazer, o que lhe sucede no momento. Talvez boas conversas com seu parceiro e o auxilio de um ginecologista irá ajudá-la.

Sinto muita coceira na vagina tanto dentro da vagina como fora, nos lábios, o que pode ser e o que fazer?
Dr. Charles Schwambach
Dr. Charles Schwambach
Médico

Provavelmente é uma infecção vaginal, provavelmente uma candidíase, para combater precisa do tratamento.

Para a realização de um diagnóstico e orientação sobre o tratamento ideal procure o seu ginecologista.