Perguntar
Fechar
Chá de arruda faz descer a menstruação? Pode provocar aborto?
Dra. Rafaella Eliria Abbott Ericksson
Dra. Rafaella Eliria Abbott Ericksson
Clínica médica e Neurologia

Sim, o chá de arruda pode fazer descer a menstruação e provocar aborto. A arruda possui em suas folhas um elemento chamado rutina, que tem como principal ação provocar ou acelerar a menstruação, propriedade conhecida como emanagoga. Por isso, o chá de arruda é contraindicado durante a gravidez.

A rutina presente na arruda estimula as fibras musculares do útero, provocando contrações uterinas que podem causar sangramentos. Se a mulher estiver grávida, pode levar ao aborto e à morte do feto. Caso não ocorra um aborto, pode haver anomalias ou malformações fetais.

A rutina é um flavonoide presente nas folhas da arruda. Por estimular e acelerar a menstruação, o chá de arruda é frequentemente usado por mulheres em casos de ausência ou atraso da menstruação.

Além de ser abortivo, o chá de arruda faz mal à saúde?

Além de ser emenagogo e abortivo, o chá de arruda pode provocar intoxicações no organismo se for consumido em grandes quantidades.

Em excesso, o chá de arruda pode causar ainda ansiedade e fobias, além de irritar o intestino. Quando consumido regularmente, o chá de arruda pode ser prejudicial para o fígado e para os rins.

Além das gestantes, o chá de arruda também é contraindicado para crianças com menos de 6 anos de idade e pessoas com doença hepática ou renal, doença inflamatória do intestino, colite e úlceras.

É importante ressaltar que a arruda é considerada uma planta tóxica. A ingestão de 120 g da planta pode causar forte dor estomacal e complicações que podem levar à morte.

O consumo de arruda considerado seguro para pessoas saudáveis e mulheres que não estão grávidas é de 30 mg por dia.

Quais os outros chás que podem causar aborto?

Outros chás que são considerados abortivos ou teratogênicos (que podem causar malformação no feto) e por isso são contraindicados durante a gestação: alecrim, arnica, artemísia, barbatimão, boldo, buchinha do norte, cambará, cânfora, carqueja, cipó-mil-homens, confrei, erva-de-bicho, espirradeira, erva-de-santa-maria, eucalipto, gengibre, melão-de-são-caetano, pinhão-de-purga ou pinhão-paraguaio e poejo.

Para maiores esclarecimentos sobre os chás que podem fazer descer a menstruação ou causar aborto, fale com o seu médico ginecologista.

Chá de maconha causa aborto?
Dra. Janyele Sales
Dra. Janyele Sales
Medicina de Família e Comunidade

Não existem evidências claras de que o chá de maconha provoque aborto, mas o seu efeito durante a gravidez é controverso. 

Em um estudo feito com mulheres internadas devido a abortos induzidos, cerca de 65% delas utilizam algum tipo de chá, inclusive o chá de maconha. Entre os chás utilizados foram utilizados chás de buchinha, arruda, boldo, canela, laranja e até de pimenta.

Destas que usaram chás para interromper a gestação, houve complicações como infecções e hemorragias em aproximadamente 12% dos casos.

O percentual de mulheres com complicações decorrentes de aborto induzido por chás foi maior do que nas que utilizaram medicamento para o efeito.

Assim, conclui-se que os efeitos do chá de maconha na gravidez são inconclusivos e não se pode afirmar com certeza se provoca ou não aborto.

Quais são os efeitos do chá de maconha?

Os principais efeitos físicos agudos causados pelo chá de maconha incluem hiperemia das conjuntivas (olhos avermelhados), xerostomia (boca seca), taquicardia (aumento dos batimentos cardíacos, podendo chegar a 140 batimentos por minuto ou mais) e dilatação das pupilas.

A longo prazo, se a maconha for fumada, os pulmões também são afetados e aumentam os riscos de problemas respiratórios, como aumento de crises de bronquite.

Apesar da fumaça da maconha conter substâncias cancerígenas, ainda não existem provas científicas que o seu uso crônico aumente os riscos de câncer de pulmão. 

Veja também: Maconha pode fazer bem à saúde?

De qualquer maneira, o uso de todo e qualquer tipo de droga, legal ou ilegal, é contraindicado durante a gravidez pelos possíveis riscos a saúde da gestante e da criança.

Mesmo os chás de plantas ou ervas que não possuem princípios psicotrópicos não devem se consumidos indiscriminadamente por mulheres grávidas, pois existem chás que podem induzir o aborto.

Portanto, caso tenha dúvida sobre quais chás podem ou não ser consumidos na gestação é importante consultar o médico de família ou obstetra que acompanha o pré-natal.

Chá de canela pode provocar aborto?
Dra. Rafaella Eliria Abbott Ericksson
Dra. Rafaella Eliria Abbott Ericksson
Clínica médica e Neurologia

Os estudos divergem de opinião. Alguns sugerem que o chá de canela pode provocar aborto, enquanto outros dizem que não. Há mulheres que tomam o chá para fazer a menstruação descer, sem saber que estão grávidas, e não acontece nada. Porém, há relatos de casos de aborto associados ao consumo do chá de canela. 

Por isso, grande parte dos médicos e nutricionistas não recomendam tomar chá de canela durante a gravidez. A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (ANVISA) também não recomenda que mulheres grávidas tomem chá de canela, devido à sua possível relação com abortos.

Uma possível explicação para o eventual efeito abortivo do chá de canela está no efeito que pode provocar na pele e nas mucosas. Se for consumido em excesso, o chá pode provocar reações alérgicas na pele e nas mucosas, além de hematúria (presença de sangue na urina).

Uma vez que a parte interna do útero, onde se fixa o embrião, é recoberta por uma mucosa, pode ser que o consumo do chá de canela possa interferir com a gravidez.

Desde que consumido fora da gestação, o chá de canela pode trazer benefícios para a circulação pela sua ação vasodilatadora e também é um estimulante do metabolismo, devido à sua ação termogênica.

Entretanto, como os estudos científicos divergem de opinião quanto à possibilidade do chá de canela causar aborto, recomenda-se suspender o seu uso durante a gestação. Para maiores informações, consulte um médico obstetra.

Leia também: Chá de arruda faz descer a menstruação? Pode provocar aborto?

Chá de canela aborta?
Dra. Rafaella Eliria Abbott Ericksson
Dra. Rafaella Eliria Abbott Ericksson
Clínica médica e Neurologia

Embora não exista um consenso de que o chá de canela provoque aborto, ele normalmente é contraindicado na gravidez.

Há estudos que indicam uma relação direta entre chá de canela e aborto, mas faltam ainda evidências científicas suficientes que comprovem o efeito do chá na gestação para levar ao aborto. Daí alguns defenderem que o chá aborta e, outros, que não aborta.

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (ANVISA) não recomenda o uso de chá de canela durante a gravidez, assim como grande parte dos nutricionistas e obstetras.

Sabe-se que, em excesso, o chá de canela provoca reações alérgicas na pele e nas mucosas, além de hematúria (presença de glóbulos vermelhos do sangue na urina). Como a parede interna do útero é recoberta por uma mucosa, pode ser que o chá interfira, causando reações ou mesmo contrações, prejudicando a gestação.

De qualquer forma, o mais indicado é pedir orientação ao médico obstetra antes de tomar qualquer tipo de chá durante a gravidez.

Chá de canela gelado faz parar a menstruação?
Dra. Janyele Sales
Dra. Janyele Sales
Medicina de Família e Comunidade

Não há evidências de que o chá de canela gelado faça parar a menstruação. O que se sabe sobre o chá de canela em relação à menstruação é que, na verdade, ele faz o contrário, ou seja, ele pode fazer a menstruação descer e não deve ser usado durante a gravidez.

Para a menstruação não ocorrer a mulher precisa estar grávida ou não ovular. Mulheres em idade fértil que não pretendem menstruar devem procurar orientações com um ginecologista, pois é possível ficar sem menstruar usando métodos anticoncepcionais hormonais.

Alguns estudos indicam que o chá de canela pode estar relacionado com aborto, embora não haja um consenso sobre os seus efeitos na gravidez.

Por isso, a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (ANVISA) não recomenda o uso do chá de canela durante a gestação, bem como a maioria dos nutricionistas e médicos obstetras.

Em excesso, o chá de canela pode causar reações alérgicas na pele e nas mucosas em algumas pessoas.

Uma vez que a parede interna do útero é recoberta por uma mucosa, acredita-se que o chá possa interferir com a menstruação e a gestação, mas não faz a menstruação "parar".

Para maiores esclarecimentos sobre menstruação e formas de não menstruar, consulte um médico clínico geral, médico de família ou ginecologista.

Podem também lhe interessar:

Existe algum chá que corta o efeito do anticoncepcional?
Dra. Nicole Geovana
Dra. Nicole Geovana
Medicina de Família e Comunidade

Não existe nenhum chá que corta o efeito do anticoncepcional. Portanto, não há contraindicações quanto ao uso de qualquer tipo de chá por mulheres que tomam anticoncepcional, seja ele pílula, adesivo ou injetável.

Suco, álcool ou leite também não cortam o efeito do anticoncepcional. Recomenda-se moderação quando ao consumo de bebidas alcoólicas para evitar sobrecarregar o fígado, pois tanto o álcool como o medicamento são metabolizados nesse órgão.

O que pode cortar o efeito do anticoncepcional são alguns medicamentos antibióticos, anticonvulsivantes e anti retrovirais.

Leia também: 5 Coisas que Podem Cortar o Efeito do Anticoncepcional

Todos os chás podem ser utilizados pelas mulheres em uso de anticoncepcional. Se você usa alguma dessas medicações citadas, converse com seu/sua médico/a para tirar as dúvidas sobre os possíveis efeitos de alimentos e remédios nos anticoncepcionais.

Chá de hibisco diminuiu o efeito do anticoncepcional?
Dra. Nicole Geovana
Dra. Nicole Geovana
Medicina de Família e Comunidade

Não. O uso de chá de hibisco juntamente com anticoncepcionais não provoca a diminuição do efeito contraceptivo.

O hibisco ( Hibiscus ​sabdariffa - Malvaceae ) é uma planta medicinal muito potente que tem vários benefícios para a saúde. Geralmente, a parte utilizada é a flor ressecada para fazer infusão.

Os anticoncepcionais podem ter seu efeito reduzido quando a mulher faz uso de determinados antibióticos, anti retrovirais e anticonvulsivantes.

Saiba mais em:

Existe algum chá que corta o efeito do anticoncepcional?

É muito importante usar o anticoncepcional adequadamente sem falhas para que o efeito contraceptivo seja garantido.

Beber chá em excesso faz mal?
Dra. Rafaella Eliria Abbott Ericksson
Dra. Rafaella Eliria Abbott Ericksson
Clínica médica e Neurologia

Beber chá em excesso pode fazer mal. Apesar de "naturais", algumas ervas utilizadas na preparação de chás podem prejudicar a saúde se consumidas em grandes quantidades, podendo causar desde insônia e náuseas a problemas no fígado.

Há inclusive várias situações nas quais beber chá, mesmo que moderadamente, é contraindicado. Regra geral, o consumo de chá não deve ultrapassar 4 ou 5 xícaras por dia.

Algumas dicas em relação aos chás mais utilizados, sobre quando devemos tomar cuidado ou até evitar fazer uso:

  • Chá de Carqueja: Não deve ser utilizado por mulheres grávidas, pois pode provocar contrações uterinas. Também deve-se evitar o seu consumo no caso do paciente fazer uso de medicamentos para hipertensão e diabetes;
  • Chá de Alcachofra: É contraindicado para indivíduos com doenças da vesícula e deve ser consumido com cautela por quem sofre de doença hepática;
  • Chá de Camomila: O seu consumo em excesso pode levar ao aparecimento de náuseas, vômitos e sonolência;
  • Chá de Canela: Contraindicado para grávidas;
  • Chá de Cavalinha: Não deve ser consumido por pacientes com insuficiência renal e cardíaca. Pacientes sensíveis à nicotina podem sofrer de uma alergia rara se tomar o chá. Em excesso pode provocar irritação gástrica, queda da pressão, redução dos níveis de vitamina B1 e desidratação;
  • Chá de Quebra-pedra: Não deve ser consumido durante a gravidez e nem durante a amamentação. Altas doses podem causar diarreia, desidratação e pressão baixa;
  • Chá de Alecrim: Está contraindicado na gravidez e durante a amamentação. Pacientes com doença prostática, gastroenterites e histórico de convulsão não devem utilizá-lo. Também deve ser evitado por alérgicos a aspirina, pois possui substância semelhante que pode causar reação alérgica. Quando consumido por período prolongado ou em doses excessivas, pode provocar irritação renal e gastrointestinal;
  • Chá de Sálvia: É contraindicado durante a gravidez e lactação, em casos de insuficiência renal e tumores de mama. Em excesso pode causar convulsões e problemas no fígado;
  • Chá de Dente-de-leão: Não deve ser consumido por pessoas que possuem história de cálculo biliar, ou obstrução nos dutos biliares, problemas de acidez no estômago, azia ou úlceras no trato intestinal;
  • Chá de Gengibre: Pacientes que estejam tomando anticoagulantes, que sofram de irritação gástrica e hipertensão devem evitar o seu uso; ainda é contraindicado para grávidas e durante a amamentação;
  • Chá de Alho: É contraindicado para crianças com menos de 3 anos e pessoas com gastrite e úlcera. Deve ser evitado por pessoas que tenham pressão baixa e sofram de casos de hipoglicemia. Também está contraindicado em casos de hemorragia e durante tratamento com anticoagulantes; e ainda, estudos apontam para a interação com redução do efeito de anticoncepcionais e antibióticos;
  • Chá verde, vermelho e branco: Devem ser usados moderadamente por pessoas com gastrite e evitados à noite, porque serem estimulantes.

Para maiores esclarecimentos sobre o consumo de chá em excesso, consulte um médico nutrólogo.

Pode lhe interessar também os links:

Grávida pode tomar chá de hibisco?

Chá de arruda faz descer a menstruação? Pode provocar aborto?

Grávida pode tomar chá de hibisco?
Dra. Nicole Geovana
Dra. Nicole Geovana
Medicina de Família e Comunidade

Poucos estudos são realizados em seres humanos, especialmente durante a gestação, para comprovar os benefícios e malefícios dos chás e outras ervas. Ao mesmo tempo, sabe-se que muitas ervas medicinais apresentam efeitos tanto positivos quanto negativos na saúde das pessoas.

Durante a gestação muitos chás são úteis para diversos fins como para aliviar as náuseas do início da gravidez, ajudar na indução do trabalho de parto, etc. Para a preparação de qualquer chá, a pessoa deve sempre estar atenta para a qualidade da erva, sua origem, forma adequada de conserva e preparação.

Alguns chás podem interagir com medicamentos usados pela gestante e bloquear o efeito terapêutico.

Na dúvida, durante a gestação é recomendável evitar o uso de chás que não tenha sido indicação médica.

Chá de amora: para que serve? Tem contraindicações?
Dra. Janyele Sales
Dra. Janyele Sales
Medicina de Família e Comunidade

O chá de amora é feito com as folhas de amora e é utilizado como um potente antioxidante e como coadjuvante nos tratamentos de gastrite, inflamações de boca e garganta, alívio dos sintomas de tensão pré-menstrual e da menopausa e diarreia.

Esta bebida é rica em nutrientes como vitaminas A, C, E, K e vitaminas do complexo B, potássio, cálcio, magnésio, ferro, manganês, leveduras, flavonoides, fibras e substâncias antioxidantes.

1. Ação antioxidante

As folhas e as frutas sem espinhos da amora contêm propriedades antioxidantes, entre eles, a vitamina C. Deste modo, o chá das folhas de amora é capaz de auxiliar a combater os radicais livres causadores do envelhecimento precoce e de algumas doenças a exemplo do câncer.

2. Coadjuvante no tratamento de gastrite

A ação anti-inflamatória do chá de folhas de amora é útil para o tratamento de gastrite no sentido de ajudar a tratar a inflamação da mucosa do estômago. Durante o tratamento de gastrite com H. pylori, a bebida reduz o desconforto provocado por medicações específicas para tratar a infecção por esta bactéria.

3. Ajuda a tratar inflamações de boca e garganta

O chá das folhas de amora pode ser utilizado como coadjuvante no tratamento de inflamações da mucosa da boca e garganta por ter ação anti-inflamatória. A ingestão do chá ou o uso como gargarejo ou bochechos, neste caso em temperatura ambiente, pode aliviar as dores provocadas por aftas ou dores de garganta.

O chá de folhas de amora não deve ser utilizado para faringite, laringite ou qualquer outra infecção. Nestas situações o tratamento é efetuado mediante o uso de antibióticos.

4. Promove o alívio dos sintomas de tensão pré-menstrual e menopausa

O chá de folhas de amora auxilia no alívio dos sintomas da tensão pré-menstrual: reduz o fluxo sanguíneo da menstruação e as cólicas menstruais. Estes efeitos são provocados pelos taninos presentes no chá. Para uma maior liberação de taninos das folhas de amora, o chá deve ser preparado por decocção (colocar as folhas diretamente em contato com a água fervente).

A ação sobre a redução dos sintomas da menopausa está relacionada aos fitormônios também presentes nas folhas de amora. Estas substâncias desempenham no organismo da mulher uma função muito semelhante à do estrogênio, o que ajuda a amenizar os as ondas de calor, a secura vaginal, a insônia e as alterações de memória características da fase de menopausa.

5. Alivia os episódios de diarreia

Os taninos presentes no chá das folhas de amora aliviam os episódios diarreicos sem causa específica. Neste caso o chá deve ser preparado por decocção que consiste em colocar as folhas em água fervente. Este procedimento permite extrair das folhas uma maior concentração de taninos.

Contraindicações do chá de amora
  • Mulheres grávidas: o chá de amora pode provocar contrações uterinas que podem levar ao parto prematuro ou aborto quando usado em grande quantidade;
  • Pessoa que possuem distúrbios do fígado.
Chá de amora e emagrecimento

Não há nenhuma evidência de que o chá das folhas de amora promova o emagrecimento. Sabe-se que a bebida não tem efeito termogênico e, portanto, não possui ação sobre o metabolismo capaz de por si só provocar o emagrecimento. É importante esclarecer que o consumo de líquidos promove a redução da sensação de inchaço o que pode levar à percepção de que se está emagrecendo.

A ingestão de chás e outros líquidos não elimina a necessidade do consumo de água, necessária ao bom funcionamento do organismo.

Cuidados quanto ao consumo do chá de amora

O consumo em excesso (mais de três xícaras ao dia) pode provocar náuseas, vômitos, desconforto no estômago, diarreia, toxicidade hepática (fígado) e alterar a absorção de cálcio e ferro. Para preservar absorção normal de cálcio e ferro pelo organismo evite consumir o chá de amora durante as refeições.

Se você utiliza medicamentos de uso contínuo não suspenda a medicação e comunique-se com seu/sua médico/a para orientações quanto a interações medicamentosas.

O consumo do chá não substitui nenhum medicamento. Ele pode ajudar no tratamento de algumas doenças. Por este motivo, procure orientação médica antes de usar o chá de folhas de amora como coadjuvante no tratamento de doenças.

Leia também

Plantas medicinais são seguras para a saúde?

Chá amarelo ou chá verde cortam efeito do anticoncepcional?
Dra. Nicole Geovana
Dra. Nicole Geovana
Medicina de Família e Comunidade

Não. Chá amarelo ou chá verde não cortam o efeito do anticoncepcional.

Não há contraindicações quanto ao uso desses chás por mulheres que tomam anticoncepcional, seja ele pílula, adesivo ou injetável.

O que pode cortar o efeito do anticoncepcional são alguns medicamentos antibióticos, anticonvulsivantes e anti retrovirais.

Veja aqui o que pode cortar o efeito do anticoncepcional.

Esses chás podem ser utilizados pelas mulheres em uso de anticoncepcional. Se você usa alguma dessas medicações citadas, converse com seu/sua médico/a para tirar as dúvidas sobre os possíveis efeitos de alimentos e remédios nos anticoncepcionais.

Chá de canela de velho: para que serve, quais benefícios e contraindicações?
Dra. Juliana Guimarães
Dra. Juliana Guimarães
Enfermeira doutorada em Saúde Pública

A Miconia albicans, popularmente conhecida como Canela de Velho, é uma planta típica do cerrado Brasileiro que pode ser encontrada em todas as regiões do país. Contém propriedades que ajudam no bom funcionamento do organismo e na prevenção e tratamento de dores e doenças articulares. Seus princípios ativos são o ácido ursólico e o ácido oleanóico.

10 Benefícios da Canela de Velho 1. Ação anti-inflamatória e analgésica

Os ácidos ursólico e oleanóico possuem ação anti-inflatória e analgésica. Por este motivo, o chá de canela de velho pode ser utilizado para reduzir as dores articulares presentes em doenças como, artrite reumatoide, artrose e reumatismo. A atuação antinflamatória do chá torna mais a rápida a recuperação de lesões e problemas articulares de cunho inflamatório. É também indicada para uso pós-tratamento de chikungunya.

2. Purificador do sangue

Ambos os princípios ativos do chá de canela de velho, ajudam a eliminar os agentes nocivos presentes na corrente sanguínea. Assim, além de melhorar a qualidade do sangue, é possível obter melhora circulatória através do uso desta planta.

3. Controle da glicemia

O ácido ursólico tem efeitos diretos na redução da resistência do organismo à insulina. Já o ácido oleanóico desempenha uma função semelhante à da insulina para e regulação dos níveis de glicose sanguínea. Deste modo, os dois ácidos presentes na planta Miconia albicans evitam os picos de glicose e são hipoglicemiantes, ou seja, ajudam no controle da glicemia.

4. Efeito antioxidante

A ação antioxidante do chá de canela de velho é desempenhada tanto pelo ácido ursóico como pelo ácido oleanóico. Os dois ativos protegem o organismo dos danos provocados pelos radicais livres por ele produzidos. Deste modo, previne o envelhecimento precoce e o surgimento de doenças como distúrbios cerebrais, câncer e doenças cardíacas.

5. Anticancerígeno

Além do combate aos radicais livres para a prevenção do câncer, o ácido ursólico possui papel específico nesta função. Sua ação suprime o formação de novos vasos sanguíneos, responsáveis pela nutrição das células cancerígenas, impedindo seu crescimento e multiplicação por meio da divisão celular.

6. Atenua a atrofia muscular

O ácido ursólico favorece o crescimento do tecido muscular e, deste modo, reduz a atrofia muscular.

7. Regulador do colesterol

O ácido oleanóico tem ação anti-lipidêmica, ou seja, reduz a produção de colesterol e triglicerídeoo quando estes se encontram em níveis elevados no sangue. Este é o mecanismo de controle do colesterol pelo uso do chá de canela de velho.

8. Protetor hepático

Ambos os princípios ativos que compõem o chá de canela de velho são eficientes na proteção do fígado. A proteção se dá às agressões hepáticas provocadas por medicamentos, doenças e pela alta ingestão de álcool.

9. Bactericida e fungicida

Os ácidos ursólico e oleanóico reduzem a proliferação e eliminam fungos e bactérias presentes no organismo. Deste modo, ajuda no tratamento de gripes e resfriados. Também pode ser usado para eliminar fungos na pele e no tratamento de candidíase. Nos casos de candidíase deve ser utilizado como banho de assento.

10. Fortalecedor da saúde cardiovascular

O ácido oleanóico desenvolve importante função para manutenção da saúde cardiovascular. Ele protege as células das paredes das artérias e também reduz a formação de placas de gordura (placas de ateroma) que se fixam nas paredes deste vasos. Esta ação, denominada anti-aterogênica, protege a saúde do sistema cardiovascular.

Indicações

Pessoas com doenças e dores articulares são o principal grupo de indicação.

Aquelas pessoas que não possuem complicações osteomusculares (artrite, artrose, dores articulares) podem utilizar. No entanto, as dosagens são diferentes daquelas que utilizam o chá de canela de velho para distúrbios reumáticos, inflamações e dores articulares.

O ajuste da dose deve ser efetuado pelo/a médico/a após avaliação clínica.

Contraindicações

Os estudos ainda não são conclusivos quanto às contraindicações da planta. Entretanto, é preciso estar atento à sua procedência, uma vez que esta Miconia albicans (Canela de Velho) é suscetível a contaminação por alumínio quando cresce em solos contaminados por este metal.

O uso da Canela de Velho não substitui os medicamentos prescritos pelo seu médico reumatologista. Deve ser usado em conjunto, mediante orientação médica. A dose, a forma de fazer o chá e de administração deve ser também indicada por este profissional.