Pergunte ao Médico
Como Funciona

Chá

Chá de arruda faz descer a menstruação? Pode provocar aborto?

Sim, o chá de arruda pode fazer descer a menstruação e provocar aborto. A arruda é considerada uma planta emenagoga, ou seja, provoca a menstruação. Por isso, o chá de arruda é contraindicado durante a gravidez.

A arruda estimula as fibras musculares do útero, provocando contrações uterinas que podem causar sangramentos e, se a mulher estiver grávida, aborto e morte do feto. Caso não ocorra um aborto, pode haver anomalias ou malformações fetais.

Além de ser emenagogo e abortivo, o chá de arruda pode provocar intoxicações no organismo se for consumido em grandes quantidades.

Outros chás que são considerados abortivos e, por isso, são contraindicados durante a gestação:

  • Cipó-mil-homens;
  • Erva-de-bicho;
  • Buchinha do norte;
  • Carqueja;
  • Confrei;
  • Espirradeira;
  • Melão-de-são-caetano;
  • Erva-de-santa-maria;
  • Pinhão-de-purga ou pinhão-paraguaio;
  • Poejo.

Para maiores esclarecimentos sobre os chás que podem fazer descer a menstruação ou causar aborto, fale com o seu médico ginecologista.

Chá de canela gelado faz parar a menstruação?

O que se sabe sobre o chá de canela é que na verdade ele faz o contrário, ele serve para fazer a menstruação descer, normalmente tomado quente e sem açúcar, não deve ser usado durante a gravidez.

Chá de canela para fazer a menstruação descer?

O ideal é você ir ao ginecologista e tomar o remédio adequado para seu caso após o médico diagnosticar sua doença. Muitas produtos considerados naturais, possuem substâncias que podem prejudicar sua saúde. Mesmo um simples chá. Não sei se existem evidências científicas que o chá de canela faz a menstruação descer.

Chá de canela aborta?

Embora não exista um consenso de que o chá de canela provoque aborto, ele normalmente é contraindicado na gravidez.

Há estudos que indicam uma relação direta entre chá de canela e aborto, mas faltam ainda evidências científicas suficientes que comprovem que o chá de canela é abortivo. Daí alguns defenderem que o chá aborta e, outros, que não aborta.

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (ANVISA) não recomenda o uso de chá de canela durante a gravidez, assim como grande parte dos nutricionistas e obstetras.

Sabe-se que, em excesso, o chá de canela provoca reações alérgicas na pele e nas mucosas, além de hematúria (presença de glóbulos vermelhos do sangue na urina). Como a parede interna do útero é recoberta por uma mucosa, pode ser que o chá interfira com a gestação.

De qualquer forma, o mais indicado é pedir orientação ao médico obstetra antes de tomar qualquer tipo de chá durante a gravidez.

Chá de Canela pode provocar aborto?

Alguns dizem que sim, outros dizem que não, já tive pacientes que estavam grávidas (não sabiam que estavam) e tomaram para a menstruação descer e não aconteceu nada, porém sempre oriento minhas pacientes a evitar qualquer tipo de medicação, mesmo um simples chá...

Chá de maconha causa aborto?

Não existem evidências de que o chá de maconha provoque aborto. Os efeitos físicos agudos causados pela maconha são:

  • Hiperemia das conjuntivas (olhos avermelhados);
  • Xerostomia (boca seca);
  • Taquicardia (aumento dos batimentos cardíacos, podendo chegar a 140 batimentos por minuto ou mais);
  • Dilatação das pupilas.

A longo prazo, se a maconha for fumada, os pulmões também são afetados e aumentam os riscos de problemas respiratórios, como bronquites.

Apesar da fumaça da maconha conter substâncias cancerígenas, ainda não existem provas científicas que o seu uso crônico aumente os riscos de câncer de pulmão.

No entanto, as evidências dos testes feitos em laboratório com animais têm demonstrado fortes indícios de que assim pode ser.

No homem, o uso crônico de maconha diminui significativamente a produção de testosterona, podendo levar a problemas de infertilidade.

De qualquer maneira, o uso de todo e qualquer tipo de droga, legal ou ilegal, é totalmente contraindicado durante a gravidez. Em muitos casos, apesar de não causarem aborto, podem prejudicar gravemente a saúde do bebê.

Leia também: Quais são os sintomas de aborto?

Mesmo os chás de plantas ou ervas que não possuem princípios psicotrópicos não devem se consumidos indiscriminadamente por mulheres grávidas, pois existem chás que podem induzir o aborto.

Antes de tomar qualquer tipo de chá, medicamento ou droga durante a gravidez, a mulher deve consultar o seu médico obstetra.

Menstruação só se eu tomar chá canela, posso estar grávida?

Para saber se está realmente grávida precisa fazer o exame de gravidez, caso o resultado seja positivo vá ao médico para para iniciar o pré-natal e se o resultado for negativo vá ao médico do mesmo jeito para saber porque não está menstruando.

Existe algum chá que corta o efeito do anticoncepcional?

Não existe nenhum chá que corta o efeito do anticoncepcional. Portanto, não há contraindicações quanto ao uso de qualquer tipo de chá por mulheres que tomam anticoncepcional, seja ele pílula, adesivo ou injetável.

Suco, álcool ou leite também não cortam o efeito do anticoncepcional. Recomenda-se moderação quando ao consumo de bebidas alcoólicas para evitar sobrecarregar o fígado, pois tanto o álcool como o medicamento são metabolizados nesse órgão.

O que pode cortar o efeito do anticoncepcional são alguns medicamentos antibióticos, anticonvulsivantes e anti retrovirais.

Leia também: 5 Coisas que Podem Cortar o Efeito do Anticoncepcional

Todos os chás podem ser utilizados pelas mulheres em uso de anticoncepcional. Se você usa alguma dessas medicações citadas, converse com seu/sua médico/a para tirar as dúvidas sobre os possíveis efeitos de alimentos e remédios nos anticoncepcionais.

Chá de hibisco diminuiu o efeito do anticoncepcional?

Não. O uso de chá de hibisco juntamente com anticoncepcionais não provoca a diminuição do efeito contraceptivo.

O hibisco ( Hibiscus ​sabdariffa - Malvaceae ) é uma planta medicinal muito potente que tem vários benefícios para a saúde. Geralmente, a parte utilizada é a flor ressecada para fazer infusão.

Os anticoncepcionais podem ter seu efeito reduzido quando a mulher faz uso de determinados antibióticos, anti retrovirais e anticonvulsivantes.

Saiba mais em:

Existe algum chá que corta o efeito do anticoncepcional?

É muito importante usar o anticoncepcional adequadamente sem falhas para que o efeito contraceptivo seja garantido.

Grávida pode tomar chá de hibisco?

Poucos estudos são realizados em seres humanos, especialmente durante a gestação, para comprovar os benefícios e malefícios dos chás e outras ervas. Ao mesmo tempo, sabe-se que muitas ervas medicinais apresentam efeitos tanto positivos quanto negativos na saúde das pessoas.

Durante a gestação muitos chás são úteis para diversos fins como para aliviar as náuseas do início da gravidez, ajudar na indução do trabalho de parto, etc. Para a preparação de qualquer chá, a pessoa deve sempre estar atenta para a qualidade da erva, sua origem, forma adequada de conserva e preparação.

Alguns chás podem interagir com medicamentos usados pela gestante e bloquear o efeito terapêutico.

Na dúvida, durante a gestação é recomendável evitar o uso de chás que não tenha sido indicação médica.

Beber chá em excesso faz mal?

Beber chá em excesso pode fazer mal. Apesar de "naturais", algumas ervas utilizadas na preparação de chás podem prejudicar a saúde se consumidas em grandes quantidades, podendo causar desde insônia e náuseas a  problemas no fígado.

Há inclusive várias situações nas quais beber chá, mesmo que moderadamente, é contraindicado. Regra geral, o consumo de chá não deve ultrapassar 4 ou 5 xícaras por dia.

Alguns chás que podem fazer mal se consumidos em excesso ou devem ser evitados em certos casos:

  • Chá de Carqueja: Não deve ser utilizado por mulheres grávidas, pois pode provocar contrações uterinas. Também deve-se evitar o seu consumo no caso do paciente fazer uso de medicamentos para hipertensão e diabetes;
  • Chá de Alcachofra: É contraindicado para indivíduos com doenças da vesícula e deve ser consumido com cautela por quem sofre de doença hepática;
  • Chá de Camomila: O seu consumo em excesso pode levar ao aparecimento de náuseas, excitação nervosa e insônia;
  • Chá de Canela: Contraindicado para grávidas;
  • Chá de Cavalinha: Não deve ser consumido por pacientes com insuficiência renal e cardíaca. Pacientes sensíveis à nicotina podem sofrer de uma alergia rara se tomar o chá. Em excesso pode provocar irritação gástrica, diminuir os níveis de vitamina B1 e causar irritação no sistema urinário;
  • Chá de Quebra-pedra: Não deve ser consumido durante a gravidez. Altas doses podem causar diarreia e pressão baixa;
  • Chá de Alecrim: Pacientes com doença prostática, gastroenterites e histórico de convulsão não devem utilizá-lo. Quando consumido cronicamente ou em doses excessivas, pode provocar irritação renal e gastrointestinal;
  • Chá de Sálvia: É contraindicado durante a gravidez e lactação, em casos de insuficiência renal e tumores de mama. Em excesso pode causar convulsões e problemas no fígado;
  • Chá de Dente-de-leão: Não deve ser consumido por pessoas que tenham obstrução nos dutos biliares e no trato intestinal;
  • Chá de Gengibre: Pacientes que estejam tomando anticoagulantes, que sofram de irritação gástrica e hipertensão devem evitar o seu uso;
  • Chá de Alho: É contraindicado para crianças com menos de 3 anos e indivíduos com gastrite e úlcera. Deve ser evitado por pessoas que tenham pressão baixa e sofram de casos de hipoglicemia. É contraindicado em casos de hemorragia e durante tratamento com anticoagulantes;
  • Chá verde, vermelho e branco: Devem ser usados moderadamente por pessoas com gastrite e evitados à noite, porque serem estimulantes.

Para maiores esclarecimentos sobre o consumo de chá em excesso, consulte um médico nutrólogo.

Tomo anticoncepcional e comecei a tomar anticonvulsivante?

Acredito que não está grávida e a confusão deve ser por causa do uso concomitante do remédio e desse anticoncepcional, provavelmente terá que trocar.