Perguntar
Fechar

Chá de canela de velho: para que serve, quais benefícios e contraindicações?

Dra. Juliana Guimarães
Dra. Juliana Guimarães
Doutora em Saúde Pública

A Miconia albicans, popularmente conhecida como Canela de Velho, é uma planta típica do cerrado Brasileiro que pode ser encontrada em todas as regiões do país. Contém propriedades que ajudam no bom funcionamento do organismo e na prevenção e tratamento de dores e doenças articulares. Seus princípios ativos são o ácido ursólico e o ácido oleanóico.

Planta Miconia albicans - Chá de Canela de Velho

10 Benefícios da Canela de Velho

1. Ação anti-inflamatória e analgésica

Os ácidos ursólico e oleanóico possuem ação anti-inflatória e analgésica. Por este motivo, o chá de canela de velho pode ser utilizado para reduzir as dores articulares presentes em doenças como, artrite reumatoide, artrose e reumatismo. A atuação antinflamatória do chá torna mais a rápida a recuperação de lesões e problemas articulares de cunho inflamatório. É também indicada para uso pós-tratamento de chikungunya.

2. Purificador do sangue

Ambos os princípios ativos do chá de canela de velho, ajudam a eliminar os agentes nocivos presentes na corrente sanguínea. Assim, além de melhorar a qualidade do sangue, é possível obter melhora circulatória através do uso desta planta.

3. Controle da glicemia

O ácido ursólico tem efeitos diretos na redução da resistência do organismo à insulina. Já o ácido oleanóico desempenha uma função semelhante à da insulina para e regulação dos níveis de glicose sanguínea. Deste modo, os dois ácidos presentes na planta Miconia albicans evitam os picos de glicose e são hipoglicemiantes, ou seja, ajudam no controle da glicemia.

4. Efeito antioxidante

A ação antioxidante do chá de canela de velho é desempenhada tanto pelo ácido ursóico como pelo ácido oleanóico. Os dois ativos protegem o organismo dos danos provocados pelos radicais livres por ele produzidos. Deste modo, previne o envelhecimento precoce e o surgimento de doenças como distúrbios cerebrais, câncer e doenças cardíacas.

5. Anticancerígeno

Além do combate aos radicais livres para a prevenção do câncer, o ácido ursólico possui papel específico nesta função. Sua ação suprime o formação de novos vasos sanguíneos, responsáveis pela nutrição das células cancerígenas, impedindo seu crescimento e multiplicação por meio da divisão celular.

6. Atenua a atrofia muscular

O ácido ursólico favorece o crescimento do tecido muscular e, deste modo, reduz a atrofia muscular.

7. Regulador do colesterol

O ácido oleanóico tem ação anti-lipidêmica, ou seja, reduz a produção de colesterol e triglicerídeoo quando estes se encontram em níveis elevados no sangue. Este é o mecanismo de controle do colesterol pelo uso do chá de canela de velho.

8. Protetor hepático

Ambos os princípios ativos que compõem o chá de canela de velho são eficientes na proteção do fígado. A proteção se dá às agressões hepáticas provocadas por medicamentos, doenças e pela alta ingestão de álcool.

9. Bactericida e fungicida

Os ácidos ursólico e oleanóico reduzem a proliferação e eliminam fungos e bactérias presentes no organismo. Deste modo, ajuda no tratamento de gripes e resfriados. Também pode ser usado para eliminar fungos na pele e no tratamento de candidíase. Nos casos de candidíase deve ser utilizado como banho de assento.

10. Fortalecedor da saúde cardiovascular

O ácido oleanóico desenvolve importante função para manutenção da saúde cardiovascular. Ele protege as células das paredes das artérias e também reduz a formação de placas de gordura (placas de ateroma) que se fixam nas paredes deste vasos. Esta ação, denominada anti-aterogênica, protege a saúde do sistema cardiovascular.

Indicações

Pessoas com doenças e dores articulares são o principal grupo de indicação.

Aquelas pessoas que não possuem complicações osteomusculares (artrite, artrose, dores articulares) podem utilizar. No entanto, as dosagens são diferentes daquelas que utilizam o chá de canela de velho para distúrbios reumáticos, inflamações e dores articulares.

O ajuste da dose deve ser efetuado pelo/a médico/a após avaliação clínica.

Contraindicações

Os estudos ainda não são conclusivos quanto às contraindicações da planta. Entretanto, é preciso estar atento à sua procedência, uma vez que esta Miconia albicans (Canela de Velho) é suscetível a contaminação por alumínio quando cresce em solos contaminados por este metal.

O uso da Canela de Velho não substitui os medicamentos prescritos pelo seu médico reumatologista. Deve ser usado em conjunto, mediante orientação médica. A dose, a forma de fazer o chá e de administração deve ser também indicada por este profissional.