Perguntar
Fechar

Colesterol Alto

Quais os sintomas do colesterol alto?
Dra. Rafaella Eliria Abbott Ericksson
Dra. Rafaella Eliria Abbott Ericksson
Clínica médica e Neurologia

O colesterol alto não apresenta sintomas, necessariamente. Na maior parte dos casos, os sintomas surgem como consequência da formação de placas de gordura nas artérias, quando o quadro já está mais avançado.

Se o colesterol alto se depositar nas artérias coronarianas, pode levar à angina do peito e infarto do miocárdio. Neste caso, os sintomas mais frequentes são:

  • Dores no peito ou sensação de peso, aperto, queimação ou até pontadas;
  • Falta de ar;
  • Sudorese;
  • Palpitações;
  • Fadiga.

Se as placas de gordura se formarem nas artérias cerebrais, os sintomas neurológicos que levam ao acidente vascular cerebral ("derrame") podem ser:

  • Formigamentos;
  • Paralisias;
  • Perda da fala;
  • Sonolência.

Como os sintomas de colesterol alto só costumam surgir quando já existem danos que podem comprometer seriamente o funcionamento do organismo, é fundamental que os níveis de colesterol sejam avaliados regularmente.

Indivíduos com histórico familiar de doenças cardiovasculares, o acompanhamento deve começar já na infância. A partir dos 20 anos, a medição deve ser feita a cada 5 anos, reduzindo para uma por ano a partir dos 35 anos de idade. Mas em casos que já estejam com colesterol alto, em tratamento, esse exame deve ser acompanhado a cada 3 ou no máximo 6 meses.

O diagnóstico e o acompanhamento devem ser feitos preferencialmente por um médico cardiologista.

Saiba mais em:

Colesterol VLDL alto é perigoso? Quais são os riscos?

Colesterol VLDL baixo: O que fazer?

Qual a diferença entre colesterol VLDL, LDL e HDL?

O que fazer no caso de colesterol alto?

No caso de colesterol alto, o que se deve fazer é baixar o LDL (mau colesterol) e aumentar o HDL (bom colesterol), através de uma dieta adequada, inclusão de mais fibras na alimentação e exercícios físicos. Os medicamentos podem ser necessários em alguns casos.

Os alimentos indicados para pessoas com colesterol alto são:

  • Verduras e legumes (feijão, ervilha, lentilha ou grão de bico) - são ricos em fibras, que podem reduzir o colesterol alto em até 15%;
  • Leite e iogurte desnatados;
  • Queijos magros, como queijo branco (minas), ricota e cottage;
  • Frango (sem pele) e peixe - são livres de colesterol;
  • Frutas com casca, sempre que possível;
  • Sementes de linhaça - são ricas em ômega 3 e 6, que ajudam a baixar o colesterol ruim (LDL) alto;
  • Aveia, soja;
  • Azeite - possui gorduras monoinsaturadas que combatem o colesterol alto.

Saiba mais em: 10 alimentos que vão ajudar a baixar o colesterol

Alimentos que devem ser evitados no caso de colesterol alto:

  • Frituras;
  • Carne de porco;
  • Carne vermelha;
  • Salsichas, presunto, linguiças e embutidos em geral;
  • Bacon;
  • Fígado e miúdos;
  • Creme de leite;
  • Manteiga;
  • Queijos amarelos;
  • Leite e derivados integrais.

​​No caso de colesterol alto, procure um médico cardiologista. Ele irá prescrever o tratamento mais adequado de acordo com o caso.

Também pode lhe interessar: 

Colesterol VLDL alto é perigoso? Quais são os riscos?

Colesterol VLDL baixo: O que fazer?

Qual a diferença entre colesterol VLDL, LDL e HDL?

Colesterol VLDL alto é perigoso? Quais são os riscos?
Dra. Rafaella Eliria Abbott Ericksson
Dra. Rafaella Eliria Abbott Ericksson
Clínica médica e Neurologia

Ter o colesterol VLDL alto é perigoso, pois trata-se de um colesterol considerado ruim.

Níveis elevados de VLDL aumentam os riscos de doenças cardiovasculares como derrame e infarto, já que esse tipo de colesterol pode se depositar na parede das artérias e formar placas de gordura que bloqueiam o fluxo sanguíneo (aterosclerose).

O colesterol VLDL é responsável pelo transporte de triglicerídeos na corrente sanguínea. Sua sigla "VLDL" vem do inglês e significa "lipoproteína de muito baixa densidade" (Very Low Density Lipoprotein).

Os outros 2 tipos de colesterol são o LDL (lipoproteína de baixa densidade - Low Density Lipoprotein), também conhecido como "colesterol ruim" ou "mau colesterol" e o HDL (lipoproteína de alta densidade - High Density Lipoprotein - colesterol de alta densidade), também chamado de "colesterol bom".

O colesterol LDL é chamado de "mau" devido à sua baixa densidade, o que faz com que essa gordura "flutue" na superfície do sangue e se acumule na parede das artérias, formando placas de gordura que podem entupir o vaso e causar derrames e infartos.

Veja também: Quais os riscos do colesterol alto?

Já o HDL é chamado de "colesterol bom" por ter alta densidade, ou seja, é "mais pesado" e por isso não fica na superfície do sangue e pode arrastar o mau colesterol, "limpando" as artérias.

Saiba mais em: Qual o risco de ter o Colesterol HDL (colesterol bom) abaixo do ideal?

Portanto, sendo o VLDL um colesterol de muito baixa densidade, os seus níveis devem estar controlados, assim como os do colesterol LDL. 

Veja aqui o que fazer no caso de colesterol alto.

Os valores de referência para o colesterol VLDL em adultos de até 20 anos são:

Valores de referência colesterol VLDL
DesejávelLimítrofeAlto
VLDL abaixo de 30 mg/dlVLDL entre 30 e 67 mg/dlVLDL acima de 67mg/dl

Contudo, os especialistas da Sociedade Brasileira de Cardiologia não consideram os valores do colesterol VLDL muito relevantes para avaliar o risco de doenças cardiovasculares. Para eles, o risco não está relacionado diretamente às taxas de colesterol total, mas sim à maior proporção de colesterol bom (HDL) em relação ao ruim (LDL).

Também podem lhe interessar:

Colesterol VLDL baixo: O que fazer?

Comer ovo aumenta o colesterol?

Quais os sintomas do colesterol alto?

10 alimentos que vão ajudar a baixar o colesterol

O stress aumenta o nível de colesterol?

Como baixar o colesterol?
Dr. Ivan Ferreira
Dr. Ivan Ferreira
Médico

Para baixar o colesterol é necessário adotar uma dieta pobre em gorduras animais e rica em fibras, realizar atividade física regularmente e, em muitos casos, usar medicamentos prescritos pelo médico.

Uma dieta para colesterol alto deve contemplar alimentos ricos em fibras e gorduras vegetais. Os alimentos com gordura de origem animal devem ser evitados. O objetivo da dieta para baixar o colesterol é diminuir os níveis de mau colesterol (LDL) e aumentar os níveis do bom colesterol (HDL).

Dieta para baixar o colesterolReduzir o consumo de:
  • Produtos de origem animal, principalmente miúdos (coração, fígado, miolos);
  • Leite integral e seus derivados, como manteiga, queijos (quanto mais amarelo mais gordura), creme de leite e iogurtes;
  • Embutidos e frios como presunto, bacon, salsichas e linguiças;
  • Frutos do mar como camarão, ostra, marisco e polvo;
  • Alimentos com gordura trans como sorvetes cremosos, chocolates, margarinas, biscoitos recheados, nuggets e bolos industrializados;
  • Frituras, carne de porco, carne vermelha;
Aumentar o consumo de:
  • Alimentos ricos em fibras como aveia, soja, cereais, grão-de-bico, feijões e grãos;
  • Frutas (com casca, sempre que possível) e verduras;
  • Leite e iogurte desnatados;
  • Queijos magros, como ricota e cottage;
  • Frango (sem pele) e peixe;
  • Sementes de linhaça;
  • Azeite (moderadamente).

Além da dieta, é importante realizar atividade física aeróbica regularmente, como caminhadas, natação, hidroginástica e bicicleta. A perda de peso também é indicada, quando necessário.

O que é o colesterol e para que serve?

O colesterol é um tipo de gordura. A presença do colesterol no organismo humano é importante para a produção de hormônios, da vitamina D e de ácidos da vesícula biliar. Além disso, ele também faz parte da composição das membranas das células e de alguns processos celulares. 

No entanto, quando há acúmulo e aumento de colesterol no sangue, sobretudo o LDL, torna-se um fator de risco muito importante para doenças cardiovasculares. 

Para saber como baixar o colesterol, consulte um clínico geral, um médico de família ou um cardiologista.

Pode lhe interessar também:

Quais os riscos do colesterol alto?

Os maiores riscos do colesterol alto são as doenças cardiovasculares que ocorrem devido à formação de placas de gordura nas artérias, que provocam um endurecimento e entupimento dos vasos sanguíneos.

Com os vasos sanguíneos obstruídos, o coração recebe uma menor quantidade de oxigênio e nutrientes, ficando com suas funções comprometidas, o que pode levar à angina, infarto do miocárdio e morte súbita. Quando acomete as artérias carótidas e cerebrais, pode provocar acidente vascular cerebral (AVC).

Há 2 tipos de colesterol: LDL (mau colesterol) e o HDL (bom colesterol). Quando o LDL está alto, ou seja, está em excesso na corrente sanguínea, pode depositar-se nas paredes dos vasos sanguíneos e formar placas de gordura, deixando os vasos mais estreitos e aumentando assim os riscos de infarto e derrame. Já o HDL é conhecido como “bom colesterol”, pois remove o colesterol ruim da circulação.

Saiba mais em:

Colesterol VLDL alto é perigoso? Quais são os riscos?

Colesterol VLDL baixo: O que fazer?

Qual a diferença entre colesterol VLDL, LDL e HDL?