Colesterol total alto significa que o colesterol HDL e LDL estão altos?

Dra. Rafaella Eliria Abbott Ericksson
Dra. Rafaella Eliria Abbott Ericksson
Clínica médica e Neurologia

Não necessariamente. O colesterol total é representado pela quantidade total de colesterol no sangue. Inclui portanto os 3 tipos de colesterol: LDL (colesterol ruim), HDL (colesterol bom) e VLDL (colesterol ruim).

No exame de colesterol, existe ainda o colesterol não-HDL. Trata-se do valor de colesterol total menos o valor de bom colesterol (HDL). O colesterol não-HDL inclui o colesterol ruim (LDL) e outros tipos de colesterol, como o VLDL.

Por isso, o colesterol total alto pode ser decorrente de uma das frações apenas, ou de mais de uma delas. O mais importante é avaliar os níveis de colesterol LDL, HDL e VLDL, separadamente, de acordo com os respectivos valores de referência.

O colesterol alto não é problema, desde que os valores de colesterol ruim (LDL e VLDL) estejam dentro do normal. Nesse caso, o aumento das taxas de colesterol seriam decorrentes do aumento do HDL, o colesterol bom.

Por outro lado, se o colesterol total estiver alto às custas do colesterol LDL ou VLDL, passa a ser um fator de risco para doenças cardiovasculares. Uma situação que não é desejada.

Se o colesterol HDL estiver com valores bons ou altos, ele até pode compensar o aumento do colesterol ruim. Mesmo assim, se o LDL ou VLDL estiverem altos, é necessário iniciar algum tipo de tratamento, mesmo que não medicamentoso inicialmente.

Leia também: 10 alimentos que vão ajudar a baixar o colesterol:

O que causa colesterol alto?

Para muitas pessoas, o colesterol alto está relacionado com um estilo de vida pouco saudável. Isso inclui ter dieta rica em gordura, estar acima do peso e falta de exercício físico. Contudo, alguns problemas de saúde também podem aumentar os valores de colesterol alto, como:

  • Diabetes;
  • Doença renal;
  • Síndrome do ovário policístico;
  • Gravidez e condições que aumentam os níveis hormonais femininos;
  • Hipotireoidismo;
  • Medicamentos, como alguns contraceptivos, diuréticos, betabloqueadores e alguns medicamentos usados para tratar a depressão.

Vários distúrbios transmitidos de pais para filhos causam um aumento dos níveis de colesterol e triglicerídeos, tais como:

  • Hiperlipidemia familiar combinada;
  • Disbetalipoproteinemia familiar;
  • Hipercolesterolemia familiar;
  • Hipertrigliceridemia familiar.

O que é colesterol?

O colesterol é um tipo de gordura encontrada em todas as células do corpo. Grande parte do colesterol do nosso corpo é produzido pelo fígado, e também é encontrado em alguns alimentos que consumimos, como carnes e laticínios. O corpo humano precisa de colesterol para funcionar adequadamente. Porém, o colesterol alto aumenta o risco de doenças vasculares, como o infarto agudo do miocárdio (IAM) e o AVC (acidente vascular cerebral).

O que é colesterol LDL?

O colesterol LDL é conhecido como colesterol ruim porque se acumula nas artérias e obstrui a circulação sanguínea. Por isso, um nível de colesterol LDL alto é um fator de risco para infarto e derrame cerebral.

O que é colesterol VLDL?

Embora menos conhecido, o colesterol VLDL também é um tipo de colesterol considerado “ruim”, pois pode se depositar na parede das artérias se estiver com um valor alto.

O que é colesterol HDL?

O colesterol HDL é chamado de colesterol bom porque não se acumula na parede das artérias e ainda ajuda a eliminar o colesterol ruim (LDL) do sangue.

Quais são os valores de referência do colesterol?

Os níveis de colesterol são medidos em miligramas por decilitro de sangue (mg/dL). Os valores de referência do colesterol variam de acordo a idade e são também diferentes para homens e mulheres.

Pessoas com até 19 anos de idade

Tipo de colesterol Valores de referência
Colesterol total Menos de 170 mg/dL
Não-HDL Menos de 120 mg/dL
LDL Menos de 100 mg/dL
HDL Mais de 45 mg/dL

Homens a partir dos 20 anos

Tipo de colesterol Valores de referência
Colesterol total 125 a 200 mg/dL
Não-HDL Menos de 130 mg/dL
LDL Menos de 100 mg/dL
HDL 40 mg/dL ou mais

Mulheres a partir dos 20 anos

Tipo de colesterol Valores de referência
Colesterol total 125 a 200 mg/dL
Não-HDL Menos de 130 mg/dL
LDL Menos de 100 mg/dL
HDL 50 mg/dL ou superior

Os triglicerídeos ou triglicérides não são um tipo de colesterol, mas também são gorduras. Por isso, sua análise é feita em conjunto nos exames de colesterol. O nível normal de triglicerídeos deve ser menor do que 150 mg/dL. Pessoas com níveis acima de 150-199 mg/dL ou muito elevados (acima de 200 mg/dL), podem precisar de tratamento medicamentoso.

Como baixar o colesterol total alto?

Para baixar o colesterol total alto, são recomendadas: mudanças no estilo de vida, que incluem mudanças na dieta, perda de peso, prática de atividade física, não fumar e reduzir o consumo de álcool. Quando essas medidas não são suficientes para baixar o colesterol, é necessário tomar medicamentos.

Dieta

A gordura saturada e o colesterol dos alimentos aumentam o nível de colesterol total no sangue. A gordura saturada é a principal culpada, mas o colesterol dos alimentos também são importantes.

Diminuir a quantidade de gorduras saturadas na dieta ajuda a reduzir o nível de colesterol. Os alimentos que apresentam altos níveis de gorduras saturadas incluem algumas carnes, laticínios, chocolate, produtos de panificação e alimentos processados e fritos.

Perda de peso

O excesso de peso aumenta o colesterol total. Perder peso pode ajudar a reduzir os níveis de colesterol ruim (LDL), colesterol total e triglicerídeos. Também ajuda a aumentar o colesterol bom (HDL).

Prática regular de atividade física

A atividade física regular pode ajudar a diminuir o colesterol ruim (LDL) e aumentar o bom (HDL). Também ajuda a perder peso. Para baixar o colesterol, recomenda-se praticar pelo menos 30 minutos de exercícios, no mínimo 4 vezes por semana.

Não fumar

Fumar não aumenta o colesterol, mas pode reduzir o colesterol HDL (bom), que ajuda a eliminar o colesterol ruim das artérias. Assim, um HDL mais baixo pode contribuir para um nível mais alto de colesterol ruim

Medicamentos

Se as mudanças no estilo de vida, por si só, não forem capazes de baixar o colesterol total, a pessoa pode precisar tomar medicamentos. Existem vários tipos de medicamentos disponíveis para baixar o colesterol, incluindo as estatinas.

Vale ressaltar que ao tomar medicações para baixar o colesterol, a pessoa deve continuar com as mudanças no estilo de vida.

O médico que solicitou o exame de sangue é o responsável por interpretar os valores de colesterol apresentados no resultado, e oferecer as orientações e tratamento adequados.

Pode lhe interessar ainda: Quais os riscos do colesterol alto?