Perguntar
Fechar

Garganta Inflamada

Tomar sorvete faz mal para quem está gripado ou com a garganta inflamada?
Dra. Rafaella Eliria Abbott Ericksson
Dra. Rafaella Eliria Abbott Ericksson
Clínica médica e Neurologia

Tomar sorvete não faz mal para quem está com gripe nem para a garganta inflamada. Sorvete, água gelada e outras bebidas ou alimentos frios não pioram os sintomas de gripes, resfriados, inflamações e infecções na garganta.

No caso da garganta inflamada ou infeccionada, segundo os últimos estudos na área de otorrinolaringologia, o consumo de sorvete, por exemplo, é inclusive indicado no pós-operatório de garganta devido à ação anti-inflamatória do frio.

É o mesmo princípio que se usa ao aplicar gelo para controlar dores, inchaços e inflamações. Além disso, os mesmos estudos não encontraram evidências de que o consumo de sorvete piora as inflamações e infecções na garganta.

Em relação à gripe, a temperatura do corpo ou dos alimentos e bebidas ingeridos não interferem no percurso da doença, que é causada por um vírus que se espalha pelo organismo. Tomar sorvete ou gelado não melhora nem piora o quadro, por isso não precisa ser evitado por quem está gripado.

Veja também: O que é gripe e quais os sintomas?

Qual o efeito do sorvete nas inflamações de garganta?

O consumo de sorvete e outros alimentos e bebidas geladas após cirurgias na garganta é indicado porque o frio provoca uma contração dos vasos sanguíneos, o que ajuda a controlar a inflamação e o inchaço. 

Sempre que há uma inflamação, os vasos sanguíneos se dilatam para aumentar o aporte de sangue para o local, de maneira a acelerar a resolução do problema. Por isso, uma diminuição do calibre dos vasos sanguíneos controla o processo inflamatório.

Saiba mais em: O que causa inflamação nas amígdalas e qual o tratamento?

Contudo, é importante lembrar que o sorvete e as bebidas e alimentos gelados devem ser consumidos com moderação. Em excesso, o frio pode aumentar a dor e irritar a garganta. Assim como o gelo não deve ser deixado sobre uma lesão por tempo indeterminado, caso contrário pode causar uma queimadura no local,  se tornando prejudicial e não benéfico.

Em caso de garganta inflamada ou gripe, consulte um médico de família ou clínico geral para receber um diagnóstico e tratamento adequado, bem como orientações quanto ao que deve evitar em cada situação.

Também podem lhe interessar:

Qual a diferença entre gripe e resfriado?

Quanto tempo pode durar uma gripe?

Diferenças entre Amigdalite, Faringite e Laringite

Dor e dificuldade ao engolir. O que pode ser e o que fazer?

Garganta inflamada, o que fazer?
Dra. Rafaella Eliria Abbott Ericksson
Dra. Rafaella Eliria Abbott Ericksson
Clínica médica e Neurologia

O tratamento da garganta inflamada deve ser feito com medicamentos que aliviam os sintomas. Para quadros virais, visando melhora mais rápida da inflamação, podem ser prescritos anti-inflamatórios orais, porém nos casos de infecção bacteriana é necessário a associação de antibiótico. Em ambos os casos, os remédios devem ser receitados pelo médico.

Dentre os remédios usados no tratamento da dor de garganta estão a nimesulida, o diclofenaco e ou ibuprofeno, na classe de anti-inflamatórios e a benzetacil e amoxacilina, dentre os antibióticos mais prescritos.

As pastilhas para garganta inflamada têm ação analgésica e servem apenas para aliviar a dor, não sendo capazes de tratar a infecção. Vale ressaltar que alguns especialistas contraindicam pastilhas com mentol, limão ou agentes irritantes para a parede da orofaringe. 

Cirurgia para retirar as amígdalas só está indicado quando a garganta fica inflamada constantemente (5 a 7 vezes ao ano) ou ainda quando o inchaço causado pela infecção dificulta a respiração.

Se a dor de garganta for originada por uma infecção bacteriana, o tratamento é realizado com medicamentos antibióticos. A medicação pode ser administrada por via oral ou injeção, dependendo da gravidade do caso, em geral nos casos mais graves os médicos optam pela injeção devido a resposta mais rápida. 

O tratamento com antibióticos por via oral pode ter um tempo de duração de até 10 dias. Suspender o remédio antes do prazo determinado pelo médico pode provocar recaídas e deixar as bactérias resistentes ao antibiótico.

Existe algum remédio caseiro para garganta inflamada?

O gargarejo com água morna e sal (sem vinagre) é um remédio caseiro frequentemente indicado por médicos, pois alivia a dor de garganta, principalmente em casos de amigdalite. Porém, o gargarejo não trata a infecção e por isso não dispensa o uso dos medicamentos.

Como fazer: 

  1. Misturar uma colher (chá) de sal em um copo de água morna;
  2. Fazer o gargarejo com a mistura durante 5 minutos;
  3. Repetir o procedimento pelo menos 4 vezes por dia.

Veja também: Qual é o melhor tratamento para amigdalite?

Em caso de dor de garganta, a pessoa deve procurar um médico otorrinolaringologista, clínico geral ou médico de família.

Saiba mais em: Diferenças entre Amigdalite, Faringite e Laringite

Com gastrite crônica o que se pode tomar para garganta inflamada?
Dr. Ivan Ferreira
Dr. Ivan Ferreira
Médico

Para tratar a garganta inflamada quando se tem gastrite crônica deve-se tomar medicamentos que não sejam irritativos do estômago e prescritos pelo médico.

A pessoa com gastrite deve evitar tomar anti-inflamatórios não-esteroides como o ácido acetilsalicílico (AAS, Aspirina), diclofenacos (Voltaren), cetoprofeno e ibuprofeno, além de esteroides como a prednisona (Meticorten) que podem causar desde dor, queimação e distensão abdominal até úlceras e sangramentos. Também é importante saber se a garganta está só inflamada ou se há uma infecção causada por bactérias (amigdalite), pois nesse caso o médico receitará um antibiótico para tratá-la.

O clínico geral pode orientar qual o medicamento adequado para o tratamento da garganta inflamada em pessoas com gastrite.

A benzetacil tem validade de quantos dias no corpo?
Dra. Rafaella Eliria Abbott Ericksson
Dra. Rafaella Eliria Abbott Ericksson
Clínica médica e Neurologia

A benzetacil® permanece no organismo entre 15 a 30 dias. Não tem validade longa como a vacina antitetânica.

Entretanto, não deve ser aplicada de vez em quando, ou em todos os casos de dor de garganta, porque o uso inadequado ou desnecessário de antibióticos tem resultado no aparecimento de germes multirresistentes, além de não tratar adequadamente todos os casos.

O uso do antibiótico, seja o benzetacil® ou outros, só deve ser feito sob orientação médica.

Nem sempre as dores de garganta são causadas por bactérias, é muito comum a ocorrência de amigdalites ou faringites de origem viral, com quadro muito semelhante ao bacteriano, com dor importante, febre alta e dificuldade de engolir. Contudo, são casos que não respondem aos antibióticos, por isso não estará indicado. Apenas o médico está capacitado para diferenciar essas situações.

Quanto tempo dura o benzetacil no corpo?

Em média, como citado, dura entre 15 e 30 dias. Esse tempo vai variar principalmente de acordo com a dose que foi prescrita, e com as funções hepáticas e renais do paciente. Isso porque é no fígado que o medicamento é metabolizado e inicia sua ação. E o rim é o responsável pela sua eliminação.

Nos casos de doença hepática e/ou insuficiência renal, qualquer que seja a doença ou o grau em que se encontre, a medicação poderá levar mais tempo para ser totalmente eliminada, provocando uma sobrecarga nesses órgãos.

Portanto, nesses casos e principalmente quando houver necessidade do uso da medicação de forma recorrente, é fundamental solicitar de rotina exames de sangue para esse acompanhamento.

Outro fator que pode interferir na duração da medicação no organismo é o consumo excessivo de bebidas alcoólicas nos primeiros dias após a injeção.

Saiba mais em: Posso tomar benzetacil ou amoxicilina com bebida alcoólica?

Vacina antitetânica

Já a vacina antitetânica, sim, de acordo com a Agencia Nacional de Vigilância sanitária (ANVISA) e órgãos responsáveis, a pessoa que possui o esquema de vacinação contra o tétano desde a infância em ordem, é considerado imunizado por 10 anos. A cada dez anos deve ser feita a dose de reforço.

Nos casos de acidente com ferimentos, oferecendo risco de infecção, em pessoas que não tem o calendário completo, ou perdeu, ou tem dúvidas, deve ser oferecido novo esquema de vacinação, esquema de 3 doses, com intervalos de 60 dias entre elas.

O tétano é uma doença extremamente grave, ainda prevalente na nossa população, que deve ser melhor compreendida e as vacinas realizadas, para evitar sequelas e morte pela doença.

Leia também: O que é tétano e quais os sintomas?

Para mais esclarecimento, fale com seu médico assistente, ou o médico que lhe prescreveu a medicação.

Pode lhe interessar também: Existe alguma comida que corta o efeito do antibiótico?