Perguntar
Fechar
A pouco tempo estive com dengue e o Gama GT deu alto?
Dra. Nicole Geovana
Dra. Nicole Geovana
Medicina de Família e Comunidade

Provavelmente o aumento foi decorrente da Dengue e agora que melhorou, seus níveis de Gama-GT estão normalizando.

O valor normal de Gama GT varia de 0 a 30 U/L, sendo um pouco maior nos homens comparado ao valor nas mulheres. Esse valor de referência da Gama-GT pode variar um pouco de acordo com cada laboratório, ficando, em geral, dentro dos seguintes intervalos:

  • Homem: 07 a 60 U/L;
  • Mulher: 05 a 43 U/L.

Os valores de referência podem variar um pouco entre os laboratórios, métodos de análise e serviços, porém não ultrapassam 73 U/L como valor normal máximo.

A Gama-GT é uma enzima encontrada em diversos órgãos como no pâncreas, rins, baço, coração, cérebro, sobretudo no fígado e vesícula biliar, portanto qualquer alteração nessa enzima, sugere uma desordem em um desses órgãos.

Como por exemplo, casos de alcoolismo, esteatose hepática, cirrose, pancreatite, cálculo biliar ou câncer no fígado, certamente levarão ao aumento da enzima no decorrer da doença.

No seu caso, a dengue pode causar alterações hepáticas (no fígado) que justificam o aumento do Gama-GT. Por isso, com a recuperação da doença, há o restabelecimento dos valores normais.

É importante levar o resultado de exame à/ao médica/o que solicitou para que possa ser dada continuidade no tratamento do seu esposo. Na consulta de retorno, o/a médico/a avaliará o resultado do Gama-GT juntamente com os outros exames e com o quadro clínico do seu esposo. Após isso, o/a profissional de saúde indicará o melhor tratamento nesse caso.

Geralmente o/a médico/a solicita o Gama-GT em conjunto ou no seguimento de outros exames capazes de fornecerem informações adicionais. Leve o resultado dos exames solicitados na consulta de retorno para que o/a profissional possa realizar a avaliação completa do seu caso clínico.

Para mais esclarecimentos, procure o/a médico/a de família, clínico/a geral ou gastroenterologista.

Leia também:

Quais são os valores de referencia do gama-GT?

Quais os sintomas do gama-GT alto?

Pode tomar sulfato ferroso quando se está com suspeita de dengue?
Dra. Nicole Geovana
Dra. Nicole Geovana
Medicina de Família e Comunidade

Sim. O sulfato ferroso pode ser utilizado por pessoas que estejam com dengue ou com suspeita da doença.

O sulfato ferroso é uma medicação utilizada no tratamento e prevenção de anemia por deficiência de ferro. A medicação deve ser utilizada adequadamente seguindo a orientação médica. Na suspeita de dengue, a pessoa pode continuar normalmente seu tratamento com o sulfato ferroso, não havendo necessidade de interrupção.

O sulfato ferroso, ao contrário de outras medicações contendo ácido acetil salicílico, não apresentará prejuízos para a pessoa que está com dengue.

O uso de sulfato ferroso é contraindicado para pessoas alérgicas ao sulfato ferroso e em casos de doenças que provocam acúmulo de ferro no organismo, como inflamações crônicas, insuficiência renal e em certas anemias que não são decorrentes da falta de ferro.

Quais são os sintomas da dengue?

A dengue é caracterizada por sintomas como:

  • Febre;
  • Dor de cabeça;
  • Dores musculares e nas articulações;
  • Presença de manchas vermelhas pelo corpo que podem coçar;
  • Dores abdominais intensas;
  • Vômito;
  • Diarreia.

A pessoa que apresenta esses sintomas deve procurar um serviço de saúde para uma avaliação, diagnóstico e orientação de como proceder, bem como de quais medicações tomar ou evitar.

Para que serve o sulfato ferroso?

O sulfato ferroso serve para tratar anemias causadas por falta de ferro decorrente de alimentação inadequada, perdas crônicas de ferro ou problemas na absorção de ferro pelo organismo.

O ferro, presente no sulfato ferroso, é essencial no tratamento das anemias provocadas por deficiência desse mineral no organismo. Essas anemias podem ser provocadas por sangramentos agudos ou crônicos, má absorção de ferro pelo organismo ou ainda devido à falta de ferro na alimentação.

Os resultados do tratamento com sulfato ferroso podem ser notados depois de dias ou semanas.

Posso tomar sulfato ferroso na gravidez?

O sulfato ferroso também é usado para prevenir e tratar a anemia durante a gravidez, bem como na prevenção da anemia por falta de ferro em recém-nascidos que nasceram abaixo do peso e em bebês que não são amamentados com leite materno.

O sulfato ferroso é ainda utilizado como suplemento alimentar durante a gravidez, amamentação, períodos de rápido crescimento e também em bebês recém-nascidos com baixo peso e naqueles que são amamentados com mamadeiras.

Lembrando que o sulfato ferroso, assim como outros medicamentos, não devem ser usados sem indicação médica.

Como posso prevenir a dengue?
Dr. Gabriel Soledade
Dr. Gabriel Soledade
Médico

A principal forma de prevenção da dengue é o combate ao mosquito Aedes aegypti, que é o responsável por transmitir o vírus causador da doença.

Como o ciclo de vida do mosquito está relacionado a pontos com água parada, eliminar esses locais é fundamental para prevenir a doença. O uso de inseticidas e repelentes também pode ajudar a evitar as picadas. Para as crianças pequenas, deve-se usar mosquiteiro ou tela para cobrir o berço.

Apesar de as campanhas de combate à dengue acontecerem na época de chuvas do verão, é importante que a população mantenha esse controle durante todo o ano.

A dengue é uma doença viral, cujos principais sintomas são febre, dor de cabeça, dores musculares e articulares e vermelhão na pele. Sua forma grave, a dengue hemorrágica, pode levar a sérias complicações e até mesmo à morte.

Por isso, no caso de suspeita da doença, deve-se procurar um pronto-socorro, para que o tratamento adequado seja indicado.

É importante lembrar que, nesses casos, não se devem utilizar medicamentos que contenham ácido acetilsalicílico e seus derivados. No Brasil, eles estão indicados com a frase "ESTE MEDICAMENTO É CONTRAINDICADO NO CASO DE SUSPEITA DE DENGUE".

Pessoa com dengue pode fazer escova de argan?
Dr. Ivan Ferreira
Dr. Ivan Ferreira
Médico

Sim, pessoa com dengue pode fazer escova de argan desde que não haja nenhuma contraindicação médica específica. A pessoa com dengue deve seguir as recomendações médicas, como os medicamentos a serem tomados, o repouso e a hidratação. 

O argan é um óleo extraído da semente de uma árvore marroquina e é utilizado para a realização de escovas e alisamentos de cabelo. O seu uso nesses procedimentos não causa nenhuma interferência no tratamento e restabelecimento da pessoa com dengue.

O médico clínico geral ou o infectologista são os profissionais indicados para esclarecer as dúvidas em relação ao tratamento da pessoa com dengue.

Aedes aegypti: conheça o mosquito transmissor de dengue, zika, chicungunya e febre amarela
Dra. Janyele Sales
Dra. Janyele Sales
Medicina de Família e Comunidade

O Aedes aegypti é o mosquito transmissor da dengue, da chikungunya, da zika e da febre amarela urbana.

Semelhante à um pernilongo, o Aedes aegypti é menor que os mosquitos comuns, tem cor preta com riscos brancos no dorso, na cabeça e pernas. Possui asas translúcidas e o ruído que fazem são quase inaudíveis ao ouvido humano.

Fêmea do Aedes aegypti Como o Aedes aegypti se alimenta e prolifera?

O macho se alimenta de seiva das plantas e néctar. Já as fêmeas precisam se alimentar de sangue para que ocorra o amadurecimento dos ovos. Quando maduros, as fêmeas depositam seus ovos próximo a superfície da água limpa nas paredes internas de reservatórios. É este o ambiente mais favorável à sobrevivência da espécie.

Além disso, a fêmea do Aedes aegypti distribui seus ovos em diferentes locais, o que assegura a preservação dos mosquitos. Inicialmente os mosquitos possuem uma cor branca, entretanto, rapidamente se tornam negros.

Mesmo quando a água do reservatório seca, os ovos permanecem vivos e eclodem quando os dias quentes e chuvosos, que oferecem as melhores condições de temperatura e umidade, ocorrerem. Os ovos são resistentes e capazes de sobreviver por longo tempo até que as condições favoráveis aconteçam.

Se as fêmeas estiverem contaminadas com os vírus da da dengue, da chikungunya, da zika ou da febre amarela no momento da postura dos ovos, é provável que as fêmeas da espécie nasçam infectadas. Neste caso, elas podem transmitir as doenças (dengue, chikungunya, zika ou febre amarela).

Regiões do corpo picadas com maior frequência pela fêmea do Aedes aegypti

As fêmeas do Aedes aegypti voam baixo e, por este motivo, as regiões do corpo que sofrem as picadas são os pés, tornozelos e pernas. A picada normalmente acontece de manhã cedinho ou ao fim da tarde e é indolor, uma vez que a saliva do mosquito tem uma substância analgésica. O alimento preferido da fêmea do Aedes aegypti é o sangue humano.

Veja também

Como combater o Aedes aegypti? 19 dicas para evitar sua proliferação

O Aedes aegypti transmite quais doenças?

Quais são os sintomas da dengue?

O que é a febre chikungunya?

O que é zika e quais os sintomas?

Quais são os sintomas da febre amarela? Como ocorre a transmissão?

Como combater o Aedes aegypti? 20 dicas para evitar sua proliferação
Dra. Janyele Sales
Dra. Janyele Sales
Medicina de Família e Comunidade

Combater a proliferação do Aedes aegypti é a melhor forma de prevenir e evitar a dengue, zika, chikungunya e febre amarela.

A maioria destes focos estão em nossas casas e nas residências de nossos vizinhos. Por este motivo, as medidas preventivas devem ser efetuadas nestes dois lugares.

Fêmea do Aedes aegypti 1. Uso de repelente

Os repelentes e inseticidas podem ser usados na prevenção a doenças transmitidas pelo mosquito Aedes Aegypti. Aplicados diretamente na pele, os repelentes de uso tópico podem ser usados em gestantes e crianças maiores de dois anos. Entretanto, é importante que os cuidados e precauções descritas nos rótulos dos produtos sejam obedecidas. Além disso, é necessário que estes produtos sejam registrados na Anvisa.

Cuidados e precauções quanto ao uso de repelentes
  • Repelentes de uso tópico devem ser aplicados nas áreas expostas do corpo e por cima da roupa.
  • A reaplicação deve ser realizada de acordo com indicação de cada fabricante.
  • Para aplicação da forma spray no rosto ou em crianças, o ideal é aplicar primeiro na mão e depois espalhar no corpo, lembrando sempre de lavar as mãos com água e sabão depois da aplicação.
  • Em caso de contato com os olhos, é importante lavar imediatamente a área com água corrente.
2. Vasilhas para animais

Os potes com água para animais devem ser muito bem lavados com água corrente e sabão no mínimo duas vezes por semana.

3. Objetos d’água decorativos

Mantenha os objetos d'água decorativos sempre limpos com água tratada com cloro ou encha-os com areia. Crie peixes, pois eles se alimentam das larvas do mosquito.

4. Pratinhos de vasos de plantas

Mantenha-os limpos e coloque areia até a borda.

5. Plantas que acumulam água

Evite ter bromélias e outras plantas que acumulam água ou retire semanalmente a água das folhas.

6. Coletor de água da geladeira e ar-condicionado

Atrás ou na parte inferior da geladeira existe um coletor de água. Lave-o uma vez por semana, assim como as bandejas do ar-condicionado.

7. Suporte de garrafão de água mineral

Lave-o sempre quando fizer a troca. Mantenha fechado quando não estiver em uso.

8. Piscinas

Mantenha a piscina sempre limpa. Use cloro periodicamente para tratar a água e o filtro.

9. Garrafas PET e de vidro

As garrafas devem ser embaladas e descartadas corretamente na lixeira. Coloque a garrafa sem líquidos e devidamente tampadas ou de boca para baixo.

10. Lajes

Não deixe água acumular nas lajes. Mantenha-as sempre secas.

Larvas retiradas de um foco de Aedes aegypit 11. Ralos

Tampe os ralos com telas ou mantenha-os vedados, principalmente os que estão fora de uso.

12. Vasos sanitários

Deixe a tampa sempre fechada ou vede com plástico.

13. Calhas

Limpe e nivele. Mantenha-as sempre sem folhas e materiais que possam impedir a passagem da água.

14.Cacos de vidros nos muros

Vede com cimento ou quebre todos os cacos que possam acumular água.

15. Baldes e vasos de plantas vazios

Guarde-os em local coberto, com a boca para baixo.

16. Falhas nos rebocos

Conserte e nivele toda imperfeição em pisos e locais que possam acumular água.

17. Caixas de água, cisternas e poços

Mantenha-os fechados e vedados. Tampe com tela aqueles que não têm tampa própria.

18. Tonéis e depósitos de água

Mantenha-os vedados. Os que não têm tampa devem ser escovados e cobertos com tela.

19. Lixo, entulho e pneus velhos

Entulho e lixo devem ser descartados corretamente. Guarde os pneus em local coberto ou faça furos para que não acumulem água.

20. Lixeira dentro e fora de casa

Mantenha a lixeira tampada e protegida da chuva. Feche bem o saco plástico.

Eliminar os focos do mosquito é o modo de prevenção mais eficaz. Estas ações simples e rápidas ajudam a combater o Aedes aegypti.

Leia mais

Aedes aegypti: conheça o mosquito transmissor de dengue, zika, chicungunya e febre amarela

Como posso prevenir a dengue?