Perguntar
Fechar

Existe um remédio para diminuir a menstruação?

Existe um remédio para diminuir a menstruação? Qual?
Dra. Rafaella Eliria Abbott Ericksson
Dra. Rafaella Eliria Abbott Ericksson
Clínica médica e Neurologia

Sim, existe remédio para diminuir a menstruação. Porém o remédio, ou procedimento indicados, vão depender da causa do sangramento.

Os tratamentos podem ser desde apenas uma observação, uso de medicamentos como anticoncepcionais, anti-inflamatórios não esteroides ou antifibrinolíticos, até procedimentos cirúrgicos.

Talvez mais importante do que o remédio ou tratamento indicados, seja identificar os sinais e sintomas de um fluxo menstrual anormal, fluxo considerado aumentado (menorragia), para que nesses casos procure rapidamente um médico ginecologista, que saberá definir a causa e iniciar um tratamento, evitando maiores riscos e complicações para a saúde da mulher.

Sinais e sintomas de fluxo menstrual aumentado

Os sinais e sintomas que sinalizam que fluxo menstrual aumentado de maneira anormal, são principalmente, quando:

  • O absorvente íntimo ou tampão vaginal duram menos de 2h;
  • O sangramento ultrapassa a roupa de cama, mancha o colchão, ou roupa em uso, regularmente;
  • Quando o sangramento vem acompanhado de coágulos grandes (maior do que 1 cm);
  • O sangramento é abundante desde a primeira menstruação;
  • Menstruação dura mais de 7 dias;
  • Quando é preciso a troca de mais de 7 absorventes cheios por dia.

Causas de fluxo menstrual aumentado (menorragia)

A principal causa de sangramento uterino aumentado, chamado de menorragia nos termos médicos, é a anovulação, situação que necessita de tratamento específico, podendo ser feito com anticoncepcionais, anti-inflamatórios não esteroidais ou procedimentos cirúrgicos.

Outras causas para fluxo menstrual anormal são:

  • Distúrbios hematológicos,
  • Presença de pólipos, miomas ou outros tipos de tumores,
  • Doença inflamatória pélvica,
  • Uso crônico de certos tipos de medicamentos,
  • Gestação ectópica.

O que é um ciclo anovulatório?

É o ciclo aonde os ovários não liberam um óvulo, assim não é formado o corpo lúteo (resquício do óvulo dentro do ovário). O corpo lúteo por sua vez, tem a função de produzir progesterona, que se opõe ao estrogênio, não permitindo que estimule de maneira excessiva o útero. Quando não ocorre a ovulação e formação do corpo lúteo, o estrogênio age sozinho no ciclo, aumentando ainda mais a parede do útero, que quando descama leva a um sangramento aumentado.

Algumas vezes a quantidade de sangue é tão grande, que necessita de abordagem cirúrgica para controlar a hemorragia e evitar maior risco para a mulher.

Uma das causas comuns de ciclo anovulatório é a síndrome dos ovários policísticos (SOP).

Tratamento para diminuir o fluxo menstrual

O tratamento, será sempre baseado na causa do problema.

No caso de anovulação, como descrito mais acima, o tratamento será com medicamentos anticoncepcionais, anti-inflamatórios não esteroides ou cirurgia, quando indicado.

Para caso de distúrbios hematológicos será preciso uma investigação pormenorizada pelo médico hematologista.

Nos casos de presença de pólipos, miomas e tumores, provavelmente será indicado cirurgia para sua retirada e estudo histopatológico da peça.

Na doença inflamatória pélvica será preciso o uso de antibióticos orais e tópicos. O uso crônicos de medicações, devem ser suspensas pelo médico.

E a gravidez ectópica é uma emergência médica que leva a risco de morte para a mulher, por isso devemos estar atentas aos sinais dessa condição.

Saiba mais em: O que é gravidez ectópica e quais os seus sintomas?

Existem ainda casos de distúrbios metabólicos, como doenças do fígado, rins e outros órgãos, que podem apresentar como primeiros sintomas, o distúrbio do ciclo menstrual.

Portanto, recomendamos que procure um médico ginecologista, profissional responsável por avaliar esse transtorno e capacitado para definir a causa e planejar o melhor tratamento para o seu caso.

Leia também: Tenho menstruação abundante: posso fazer alguma coisa para diminuir?