Perguntar
Fechar

O que fazer para aumentar ou diminuir o fluxo menstrual?

O tratamento para aumentar ou diminuir o fluxo menstrual vai depender de cada caso. É possível aumentar o fluxo menstrual através do uso do DIU (dispositivo intrauterino), por exemplo. Já para diminuir o fluxo menstrual intenso existem diversos tratamentos, que incluem desde o uso de medicamentos hormonais à histerectomia (remoção cirúrgica do útero).

Dentre os medicamentos usados para reduzir o fluxo menstrual estão:

- Injeção endovenosa de estrogênio: Promove um rápido crescimento da camada mais interna do útero (endométrio), que é a parte do útero que descama e sai com a menstruação.

- Estrogênio oral: É indicado para pacientes estáveis, sem doenças associadas, capazes de tolerar a administração oral do medicamento sem problemas estomacais.

- Anticoncepcionais orais: Altas doses de pílulas anticoncepcionais combinadas podem acabar com o fluxo menstrual em 48 horas.

- Medicamentos antifibrinolíticos: São remédios que combatem hemorragias e não interferem com a fertilidade, uma vez que são livres de hormônios. O efeito pode ser notado depois de duas a três horas.

Os tratamentos não-medicamentosos para diminuir o fluxo menstrual incluem:

- Curetagem uterina: Através de uma raspagem ou sucção do útero, a curetagem acaba com sangramentos intensos sem prejudicar a fertilidade da mulher. No entanto, esse método cirúrgico não trata a causa da menstruação abundante e os fluxos vão continuar a ser intensos se outro tratamento não for iniciado.

- Tamponamento: Trata-se da introdução de um balão com líquido na cavidade uterina. Após 3 horas, cerca de metade desse líquido é retirado e, se não houver mais sangramento, o balão é retirado. Se o sangramento persistir ou for muito intenso, o balão pode ser mantido no útero por 12 horas.

- Histerectomia: A retirada do útero é a última opção de tratamento para fluxos menstruais abundantes, sendo indicada quando todos os outros métodos falham.

- Ablação endometrial: Acaba de vez com o fluxo menstrual intenso, pois destrói definitivamente o endométrio. Porém, não é recomendado para mulheres que ainda querer engravidar.

É importante lembrar que antes de tentar aumentar ou reduzir o fluxo menstrual, é preciso saber o que está por trás da menstruação escassa ou abundante. Consulte um médico ginecologista para receber um diagnóstico adequado e o tratamento mais indicado de acordo com o caso.

Saiba mais em:

Menstruação pouca e escura pode ser gravidez?

Dúvidas sobre menstruação, sangramentos, escapes

Como reduzir o fluxo menstrual?

Criado por: Equipe Editorial do Médico Responde