Febre após cirurgia de apendicite?

Meu filho tem 03 anos e após muitas idas ao hospital foi detectado que ele estava com apendicite. Foi realizada a cirurgia e o médico disse que era apendicite nível 02. Depois de dois dias internado foi liberado e agora tem febre, dou o remédio mais logo volta. Isso é normal?
Dra. Rafaella Eliria Abbott Ericksson
Dra. Rafaella Eliria Abbott Ericksson
Clínica médica e Neurologia

Não, não é normal, deve levá-lo de volta ao hospital para investigar e tratar a causa dessa febre.

A febre em geral é um sinal de que algo não está bem no organismo e seu sistema imunológico e regulador da temperatura está reagindo para combater.

Portanto, um procedimento cirúrgico pode e causará alterações e reações no organismo, mas não um quadro de febre persistente (que melhora, "mas volta logo"). Por isso, o mais indicado é que retorne ao hospital aonde foi operado.

Qual temperatura é considerada febre?

Os valores de temperatura considerados febre, na literatura brasileira são de:

  • Temperatura oral - entre 36 e 37,8ºC;
  • Temperatura axilar - entre 36,6 e 37,2ºC e
  • Temperatura retal - cerca de 0,6ºC maior do que a oral.

Sabendo que, as temperaturas possuem níveis menores por volta das seis da manhã e maiores entre quatro e seis da tarde, devido a variação hormonal e ação do hipotálamo, órgão regular da nossa temperatura corporal.

Causas de febre no pós-operatório de apendicite

A febre no pós-operatório, tanto de apendicite quanto outras patologias, infelizmente não é incomum, sendo encontrada em 22 a 33% dos casos. As causas para a febre estão diretamente relacionadas a fatores como tipo de cirurgia, tempo de cirurgia, comorbidades e o tempo em que a febre foi iniciada.

Todos os fatores são importante, porém é fundamental saber quanto tempo após a cirurgia a febre foi iniciada. O tempo decorrido direciona a equipe médica para as principais condições e com a investigação mais específica, chegar a um diagnóstico preciso e rápido.

Casos de febre iniciada durante a cirurgia (febre intraoperatória) → Sugere infecção preexistente ou transfusional, caso tenha sido realizada transfusão de hemoderivados;

Casos de febre nas primeiras 72h do pós-operatório → Sugere complicações pulmonares, como pneumonia e atelectasia pulmonar, lesão de um órgão interno durante a cirurgia, flebite (inflamação de veia superficial) ou infecção da ferida operatória;

Casos de febre após 72 horas do pós-operatório → Nesses casos, a principal causa passa a ser a infecção urinária e infecção relacionada a algum cateter utilizado durante a cirurgia. E novamente, lesão de outro órgão durante a cirurgia e uma infecção na ferida operatória.

Sendo assim, nossa orientação é para que retorne com ele para o hospital aonde estava internado para ser reavaliado imediatamente.