Perguntar
Fechar

Ejaculação

Relação sem penetração ou ejaculação pode ficar grávida?
Dra. Nicole Geovana
Dra. Nicole Geovana
Medicina de Família e Comunidade

Relação sem penetração ou ejaculaçãodentro ou na entrada da vagina, não engravida. No entanto, se houve penetração, mesmo sem ejaculação, existe o risco de gravidez.

Isso porque o fluido que sai do pênis durante a relação, antes do homem ejacular, pode conter espermatozoides. Neste caso, apesar das chances de engravidar serem reduzidas, elas existem.

O chamado "coito interrompido", que consiste em tirar o pênis da vagina pouco antes de ejacular, não é considerado um método anticoncepcional seguro.

A melhor forma de evitar uma gravidez é utilizando um método contraceptivo eficaz, como a camisinha ou a pílula anticoncepcional, por exemplo. A vantagem do preservativo é que previne também doenças sexualmente transmissíveis.

Relações sexuais sem penetração vaginal não é capaz de causar gravidez. Porém, uma relação sexual com penetração vaginal mas sem ejaculação na vagina pode causar gravidez. Se o casal não deseja uma gravidez, é importante utilizar métodos contraceptivos eficazes.

Procure o/a clínico/a geral, médico/a de família ou ginecologista para escolher o melhor método indicado.

Dor na hora da ejaculação é normal? O que pode ser e o que fazer?
Dra. Nicole Geovana
Dra. Nicole Geovana
Medicina de Família e Comunidade

Sentir dor na hora da ejaculação não é normal. A ejaculação dolorosa pode ser um sintoma de inflamação ou infecção na próstata (prostatite), na vesícula seminal ou na uretra, câncer de próstata ou ainda ser devido ao uso de medicamentos antidepressivos.

A dor, que surge no momento ou logo depois da ejaculação, parece ser causada por espasmos musculares no períneo (região entre o ânus e o pênis) e nos canais por onde passa o esperma.

Nos casos de prostatite aguda, o paciente pode sentir dor no canal, nos testículos, no períneo, na virilha ou na região da bexiga. É comum a dor surgir logo após a ejaculação e durar dias. A prostatite pode ser consequência de uma doença sexualmente transmissível.

O mais indicado é procurar o/a médico/a de família, clínico/a geral ou urologista para que a causa da ejaculação dolorosa seja devidamente diagnosticada e tratada.

Também pode lhe interessar: Dor no pênis. O que pode ser?

Penetração sem ejaculação na vagina tem como engravidar?
Dr. Charles Schwambach
Dr. Charles Schwambach
Médico

A chance dela estar grávida, avaliando a história que você contou, é muito pequena, porém como tudo em medicina, não existe nada 0% e tampouco 100%, sempre existe uma pequena chance. Essa relação sexual provavelmente não resultou em gravidez.

Problemas com desejo sexual, ereção ou ejaculação!
Dr. Charles Schwambach
Dr. Charles Schwambach
Médico

Estes assuntos são cuidados por um médico chamado Urologista, que inclui problemas em Pênis, Testículos, Bolsa Escrotal, Próstata, ou seja tudo relacionado ao aparelho reprodutor masculino e o urologista também cuida de tudo que esteja relacionado ao aperelho urinário tanto masculino como feminino.

1 - Tenho dificuldade de ereção, o que é? O que devo fazer?

Dificuldade com ereção é a chamada impotência sexual, que na maioria das vezes em jovens e adultos está relacionado com problemas de ordem emocional (existem outras causas, mas essa é a principal). Nestes casos deve procurar ajuda de um Urologista.

2 - Tenho falta de desejo sexual, o que é? O que devo fazer?

Resposta 1

3 - Tenho dificuldade de ereção somente com minha esposa ou namorada, se me masturbo ou fora de casa é normal, o que é? O que devo fazer?

Resposta 1

4 - Tenho facilidade para ejacular, não consigo segurar é muito rápido, o que é? O que devo fazer?

Isso chama-se ejaculação precoce, geralmente está relacionado com problemas de ansiedade e falta de auto-controle. Deve procurar um Urologista. Treinamento, psicoterapia e/ou remédios controlam isso muito bem.

5 - Quanto tempo é o normal levar para ejacular?

Não existe um tempo específico, porque tudo depende do tempo que a mulher leva para se satisfazer.

6 - Tenho dor na hora de ejacular, o que é? O que devo fazer?

Isso chama-se ejaculação dolorosa, existem muitas causas, deve procurar um Urologista.

Quais são as chances de engravidar sem penetração e nem ejaculação?
Dr. Charles Schwambach
Dr. Charles Schwambach
Médico

Não há chance de engravidar assim.

Meu namorado encostou o pênis na minha vagina, sem ejaculação, posso estar grávida?
Dra. Rafaella Eliria Abbott Ericksson
Dra. Rafaella Eliria Abbott Ericksson
Clínica médica e Neurologia

Não. Se não houve ejaculação, não houve penetração e nem chegou próximo ao evento de ejacular não existe risco de gravidez. Entretanto, vale a pena ficar atenta até o próximo ciclo menstrual, pois não é fácil avaliar com certeza até qual momento mantiveram proximidade nessa relação.

Apesar disso, no caso de haver menos de 72 h o mais adequado seria agendar uma consulta para ser avaliada por um ginecologista e analisar as possibilidades reais de gestação; e, se houver risco e for a opção de evitar a gravidez, avaliar a possibilidade do uso da pílula do dia seguinte. Caso tenha ultrapassado as 72 h, não poderia mais utilizar a pílula do dia seguinte.

Portanto, se houver alterações no organismo como atraso menstrual, aumento de sensibilidade das mamas, sonolência ou aumento do apetite, sintomas que sugerem gravidez, deverá agendar com ginecologista o quanto antes e conversar sobre todo esse evento. 

Lembrando que o "coito interrompido", ou a não penetração durante uma relação, não só permite a possibilidade de gravidez, mas também de contaminação por doenças sexualmente transmissíveis (DST), doenças essas que trazem além de muito desconforto, risco de infertilidade e evolução de alguns casos, para câncer. 

O médico/a especialista nesses casos é o ginecologista; para mais esclarecimentos agende uma consulta médica. 

Saiba mais sobre o assunto em:

Ejaculação precoce tem cura? Qual é o tratamento?
Dra. Janyele Sales
Dra. Janyele Sales
Medicina de Família e Comunidade

Sim, ejaculação precoce tem cura. O tratamento normalmente é feito com a combinação de psicoterapia e medicamentos que podem retardar a ejaculação. O objetivo do tratamento da ejaculação precoce é baixar o nível de ansiedade do homem e ensiná-lo a controlar a ejaculação.

Terapia sexual

A terapia sexual é a mais indicada para tratar a ejaculação precoce. A terapia visa reduzir os focos de ansiedade relacionados com as relações afetivas e sexuais, além de propor mudanças comportamentais na vida sexual do homem ou do casal.

Fazem parte da psicoterapia o uso de técnicas para diminuir a ansiedade e treinar o controle da ejaculação. Além disso, a terapia sexual irá estimular uma comunicação mais ampla entre o casal, melhorando a qualidade do relacionamento.

Medicamentos para tratar ejaculação precoce

Dentre os medicamentos mais usados para tratar a ejaculação precoce estão os antidepressivos, principalmente da classe dos inibidores seletivos de recaptação de serotonina (ISRS). 

Um dos efeitos colaterais mais conhecidos dos antidepressivos é retardar o orgasmo. Portanto, trata-se de usar uma reação adversa do medicamento a favor de quem sofre de ejaculação precoce.

Outros medicamentos, como analgésicos e inibidores da fosfodiesterase, também podem ser usados para tratar a ejaculação precoce. 

O tratamento da ejaculação precoce requer muita paciência por parte do paciente. Ter uma parceira compreensiva pode ajudar muito em todo o processo.

O que é ejaculação precoce?

Ejaculação precoce é uma disfunção sexual masculina que caracteriza-se por uma ejaculação muito rápida, ou seja, insatisfatória para o homem ou para o casal. 

As principais causas de ejaculação precoce estão relacionadas com fatores psicológicos, principalmente a ansiedade.

Porém, há casos em que a disfunção é causada por fatores físicos, como prostatite, alterações hormonais, sensibilidade exacerbada da glande e problemas da tireoide.

Para maiores informações, consulte um médico urologista.

Como tratar ejaculação precoce por causa da ansiedade?
Dr. Charles Schwambach
Dr. Charles Schwambach
Médico

Você pode tratar essa ejaculação precoce por causa da ansiedade por meio de medicamentos ou psicoterapia, procure um urologista. Ejaculação precoce pode sim ser causado pela ansiedade. Não sei da sensibilidade em seu pênis, é você quem sente, é você que deve fazer essa avaliação.

Mulher também tem ejaculação?

Não, mulher não tem ejaculação. A ejaculação feminina não existe. O que acontece é quando a mulher fica excitada, a vagina produz uma secreção lubrificante, que é importante para dar conforto durante a passagem do pênis.

Quando a mulher atinge o orgasmo, a vagina aumenta a secreção desse lubrificante e as pessoas confundem com ejaculação.

No entanto, o que pode acontecer, embora seja raro, é essa secreção ser expelida em forma de um jato, o que aumenta ainda a confusão.

Isso pode acontecer porque na entrada da vagina existem glândulas chamadas ‘glândulas vestibulares’ ou ‘glândulas de Bartholin’, que são as responsáveis por expelir a secreção lubrificante.

Durante a relação sexual, sobretudo durante o orgasmo, a vagina contrai-se com força e essa contração pode ‘espremer’ essas glândulas e fazer a secreção sair em jatos.

Porém, isso não é considerado e nem pode ser chamado de “ejaculação”, uma vez que não é o mesmo que acontece no homem. Trata-se apenas de um aumento na lubrificação da vagina.

Para maiores esclarecimentos, fale com o seu médico ginecologista.

Meu marido tem ejaculação precoce!
Dr. Charles Schwambach
Dr. Charles Schwambach
Médico

Com certeza você ficará muito contente quando seu marido não ter mais ejaculação precoce. Normalmente isso é um problema emocional, ele deve ir a um urologista para começar a tratar, existem bons medicamentos que funcionam bem.

Já sofri depressão, agora corpo tremulo e fraqueza...
Dr. Charles Schwambach
Dr. Charles Schwambach
Médico

Você tem alguns sintomas que lembram depressão e ansiedade (talvez todos os seus sintomas podem ser colocados sob esse mesmo diagnóstico). O ideal é você procurar ajuda nesse sentido. E provavelmente vai melhorar de tudo ou quase tudo.

Tenho ejaculação retardada: o que devo fazer?
Dra. Rafaella Eliria Abbott Ericksson
Dra. Rafaella Eliria Abbott Ericksson
Clínica médica e Neurologia

A primeira coisa a fazer em caso de ejaculação retardada é procurar um médico urologista para investigar possíveis causas orgânicas do problema, ou causa definitiva, para iniciar o devido tratamento.

Quando a causa for orgânica, o tratamento será direcionado ao problema, contudo, na maioria das vezes, especialmente em indivíduos mais jovens, a causa vem da imaturidade e ansiedade natural frente ao início da vida sexual.

Situações de estresse e ansiedade que incluem constrangimento, medo em relação à gravidez ou doenças transmissíveis, preocupação exagerada com o orgasmo da mulher, crenças religiosas, conflitos com a preferência sexual, preocupações conscientes ou inconscientes durante a relação sexual, podem dificultar no controle da ejaculação.

E nesses casos, o tratamento com psicoterapia sexual apresenta excelentes resultados.

Entretanto, uma outra opção de tratamento antes mesmo de avançar para a terapia, pode ser a tentativa de um diálogo com a parceira, dizer de forma aberta quais são as suas preferências sexuais, as posições que mais gosta, os estímulos que prefere, enfim, tudo o que seja estimulante e possa apressar o orgasmo.

Dentre algumas causas comuns, podemos destacar:

  • Ansiedade, angústia e alterações emocionais inerentes a idade;
  • Alterações hormonais, parece ser a causa mais comum nesses casos;
  • Diabetes;
  • Doenças na próstata (prostatismo, hiperplasia benigna, tumores);
  • Cirurgias pélvicas ou abdominais;
  • Uso de medicamentos, sobretudo antidepressivos;
  • Uso abusivo de bebidas alcoólicas e ou drogas ilícitas.

Portanto, nos casos de demora na ejaculação, o mais adequado é que procure um/a médico/a urologista, para definir o diagnóstico, traçar a melhor conduta, seja medicamentoso ou com psicoterapia, o quanto antes.