Perguntar
Fechar

Hérnia Umbilical

Como saber se tenho uma hérnia?
Dra. Nicole Geovana
Dra. Nicole Geovana
Medicina de Família e Comunidade

Se você tiver uma hérnia, irá notar uma protuberância bem localizada e amolecida na pele, que pode surgir na região abdominal, na virilha (inguinal), no umbigo ou na raiz da coxa. Também poderá sentir uma dor aguda em queimação ou contínua, que tende a piorar no fim dia.

Esse sinais e sintomas da hérnia poderão se manifestar principalmente ao levantar objetos pesados, tossir, fazer esforço para urinar ou evacuar e ficar em pé por muito tempo.

Procure imediatamente um serviço de urgência se apresentar os seguintes sintomas:

  • Dor forte e contínua no local da hérnia;
  • Aumento do tamanho da hérnia, que não diminui;
  • Vermelhidão local.

Esses sinais podem indicar que a hérnia está estrangulada e pode "estourar". Trata-se de uma situação muito grave que pode levar à morte e só pode ser resolvida com cirurgia.

Quais são os sintomas de hérnia abdominal?

A hérnia abdominal pode ser notada sob a forma de uma saliência por baixo da pele do abdômen. Geralmente não causa dor, mas pode provocar desconforto e tende a ficar mais evidente ao realizar esforço físico ou tossir.

Ao se deitar, a hérnia normalmente fica menos saliente ou pode até desaparecer. No início, é possível empurrar a hérnia de volta para a cavidade abdominal. Contudo, se aumentar de tamanho, pode ficar “estrangulada” e isso já não é possível.

Em caso de estrangulamento, a circulação sanguínea pode ficar interrompida. Nesses casos, os sintomas podem incluir dor, náuseas, vômitos e prisão de ventre. A pele no local da hérnia fica vermelha e pode haver febre.

Quais são os sintomas de hérnia inguinal?

Na hérnia inguinal, pode-se ver ou sentir uma saliência na virilha ao ficar em pé, realizar esforço físico ou tossir. Também pode haver dor, ardência, desconforto, sensação de peso ou fraqueza na região da virilha.

No caso dos homens, os testículos podem ficar mais sensíveis e inchados se o intestino descer até ao saco escrotal.

Assim como na hérnia abdominal, pode ser possível empurrar a hérnia de volta para a cavidade abdominal ao se deitar. Caso a hérnia permaneça saliente, mesmo depois dessa manobra, pode ser que haja um estrangulamento, o que requer cirurgia com urgência.

Em caso de encarceramento da hérnia inguinal, pode haver dor súbita que aumenta rapidamente, náuseas, vômitos e febre. O local da hérnia fica avermelhado ou mais escuro que o normal.

Quais são os tipos de hérnia mais comuns?
  • Hérnia incisional (pode surgir em qualquer local do abdômen que já sofreu uma incisão cirúrgica);
  • Hérnia epigástrica (entre o umbigo e o tórax);
  • Hérnia umbilical (cicatriz do umbigo);
  • Hérnia inguinal (virilha);
  • Hérnia femoral (raiz da coxa).

Saiba mais em: Quem tem hérnia umbilical pode engravidar?

Como é feito o diagnóstico da hérnia?

O diagnóstico das hérnias abdominais é feito basicamente através do exame físico, em que o/a médico/a pede ao paciente para tossir ou soprar a mão sem deixar o ar sair. Essa manobra aumenta a pressão dentro do abdômen e faz a hérnia "sair" pela parede abdominal.

Quando as hérnias são muito pequenas ou o paciente é obeso pode ser necessário utilizar ultrassom ou tomografia para diagnosticar a hérnia.

O/a gastrocirurgião/a é o/a médico/a responsável pelo diagnóstico e tratamento das hérnias.

Como é a cirurgia de hernia umbilical e qual é o tempo de recuperação?
Dra. Janyele Sales
Dra. Janyele Sales
Medicina de Família e Comunidade

A cirurgia de hérnia umbilical pode ser feita através de um corte na região umbilical (método aberto) ou por videolaparoscopia, através de "furinhos" no abdômen.

O método aberto pode ser realizado com anestesia peridural. A cirurgia começa com uma incisão na região umbilical para localizar a hérnia. O corte geralmente é pequeno, mas varia conforme o tamanho da hérnia. Pessoas obesas podem precisar de uma incisão maior do que as magras.

Após a incisão, o médico empurra a hérnia umbilical para dentro do abdômen. A abertura da parede abdominal por onde saiu a hérnia é fechada com pontos. Em alguns casos pode ser necessário reforçar o local com uma tela para diminuir as chances da hérnia umbilical voltar a aparecer.

Já a cirurgia por videolaparoscopia, geralmente é realizada com anestesia geral. No início, injeta-se gás carbônico no abdômen do paciente para aumentar o espaço e facilitar o procedimento. 

Depois, são feitos três furos com cerca de 1 cm no abdômen e uma pequena câmera é introduzida na parede abdominal através de um desses orifícios. A câmera permite ao cirurgião visualizar a hérnia umbilical em um monitor de vídeo.

Os outros furinhos no abdômen servem para o médico realizar o procedimento com os instrumentos cirúrgicos necessários. A hérnia umbilical é então empurrada para dentro da barriga e a abertura na parede abdominal que permitiu o extravasamento da hérnia é fechado com uma tela.

O tempo de recuperação da cirurgia de hérnia umbilical é relativamente rápido e depende da técnica utilizada, geralmente em cerca de 3 a 5 dias já pode voltar às atividades do seu dia a dia. Já o retorno as atividades profissionais pode acontecer após 1 a 2 semana, desde que não tenha que levantar peso. O tempo de internação é de 12 a 24 horas. 

A escolha do tipo de tratamento cirúrgico para a hérnia umbilical depende da idade, do tamanho da hérnia, da presença de outras doenças ou obesidade, além da preferência do próprio paciente.

Leia também:

Quem tem hérnia umbilical pode engravidar?

Tenho hérnia umbilical. Posso continuar malhando?

Tenho hérnia umbilical há 2 meses. Posso continuar malhando?
Dra. Rafaella Eliria Abbott Ericksson
Dra. Rafaella Eliria Abbott Ericksson
Clínica médica e Neurologia

Não. Se tem hérnia umbilical deve primeiro fazer uma avaliação médica criteriosa antes de continuar malhando. Levantar pesos na academia ou fazer exercícios físicos que exigem muita força aumenta a pressão dentro do abdômen e empurra a hérnia umbilical para fora.

Como a hérnia é recente, pode ser possível retornar o seu conteúdo para o local de origem. Hérnias pequenas e que não causam sintomas podem ser apenas acompanhadas e na maioria das vezes não precisam ser operadas de urgência.

Porém, se a hérnia umbilical for muito volumosa e o local por onde ela passa for muito estreito, pode não ser possível retornar para a cavidade abdominal após um esforço físico, por exemplo. Essa situação é muito perigosa devido ao risco de estrangulamento herniário, que pode levar à morte se não for tratado a tempo.

O estrangulamento é a porção do intestino, que forma a hérnia, deixar de receber suporte sanguíneo adequado, por estar comprimida naquela região, podendo gerar isquemia deste tecido herniário e complicações graves, como a perfuração da alça intestinal estrangulada, infecção generalizada, sepse e até óbito do paciente se não for abordado a tempo.

A maioria das hérnias umbilicais em adultos precisa de tratamento cirúrgico, pois o anel herniário geralmente é muito estreito e rígido, o que aumenta as chances de haver encarceramento e estrangulamento.

Saiba mais em: Uma hérnia pode estourar?

Portanto, antes de continuar frequentando a academia, consulte um médico cirurgião geral ou um gastroenterologista para que a sua hérnia umbilical seja avaliada e receba o tratamento adequado, e não correr riscos.

Também podem lhe interessar:

Como é a cirurgia de hernia umbilical e qual é o tempo de recuperação?

Toda hérnia tem que ser operada?

Quem tem hérnia umbilical pode engravidar?

Quem tem hérnia umbilical pode engravidar?
Dra. Janyele Sales
Dra. Janyele Sales
Medicina de Família e Comunidade

Sim, quem tem hérnia umbilical pode engravidar, pois a hérnia não oferece risco para mãe ou para o bebê, desde que a hérnia no umbigo não seja muito grande ou não provoque muita dor. Inclusive a presença da hérnia não interfere na escolha da via de parto, que pode ser normal.

No entanto, o mais indicado é tratar a hérnia umbilical antes da gravidez, principalmente se ela for dolorosa ou aumentar de tamanho. Isto porque, com o aumento da barriga a hérnia pode crescer ainda mais e aumentar o desconforto e a dor.

Tal situação pode ser perigosa devido ao risco de estrangulamento hernial, que ocorre quando a hérnia fica presa na abertura que permitiu o seu extravasamento, levando a sintomas como dor abdominal intensa, náuseas, vômitos, febre e obstipação. 

Para evitar tal complicação, que pode ocorrer independentemente da mulher engravidar ou não, é recomendável tratar a hérnia umbilical nas seguintes situações:

  • Hérnia dolorosa;
  • Hérnia maior que 1,5 cm;
  • Ocorrência de encarceramento ou estrangulamento.

O tratamento da hérnia umbilical é cirúrgico e a operação é bastante simples, com retorno às atividades diárias em apenas 24 horas.

Leia também:

Toda hérnia tem que ser operada?

Uma hérnia pode estourar?

Mulheres que já estão grávidas e tem a indicação de parto cesárea, podem ter o problema corrigido no momento do parto.

Para maiores esclarecimentos, fale com o seu médico obstetra.

Também pode lhe interessar:

Como é a cirurgia de hernia umbilical e qual é o tempo de recuperação?

Tenho hérnia umbilical. Posso continuar malhando?

Hérnia inguinal durante a gravidez é perigoso?

Tenho hérnia umbilical, quero saber se posso malhar?
Dr. Charles Schwambach
Dr. Charles Schwambach
Médico

Provavelmente sim, porém sempre antes de começar a fazer exercícios precisa de orientação de um médico ou profissional de educação física e caso tenha dor ou qualquer outra coisa que sinta na hérnia precisa procurar um cirurgião para avaliar sua hérnia e fazer a cirurgia conforme indicação médica.

Leia também: Quem tem hérnia umbilical pode engravidar?