Adolescência

Até que idade uma pessoa cresce?
Dra. Ângela Cassol
Dra. Ângela Cassol
Médico

Não é possível determinar até que idade cada indivíduo irá crescer. Ele irá crescer enquanto seus ossos tiverem cartilagens de crescimento não calcificadas, independentemente da idade cronológica que ele apresente. O amadurecimento e a calcificação destas cartilagens está diretamente relacionado ao período em que se iniciou a puberdade.

Quanto mais avançada estiver a puberdade, maior a probabilidade de que as cartilagens já tenham se fechado. O grau de "amadurecimento" das cartilagens pode ser avaliado por uma radiografia das mãos e dos punhos (idade óssea). Aos 18 anos, em média, as cartilagens já estão fechadas.

O crescimento é um processo bastante dinâmico, que começa na concepção e se prolonga até à vida adulta, com intensidades que variam nas diferentes fases da vida da criança e do adolescente, sendo diferente entre os sexos.

Nos homens, a puberdade e o estirão de crescimento começa em média 2 anos mais tarde do que nas mulheres. Essa diferença prolonga o crescimento antes da puberdade, que associado com um estirão mais intenso e um período de crescimento mais prolongado no sexo masculino, resulta que os homens sejam em média 13 cm mais altos que as mulheres.  

Uma criança cresce, em média, mais de 4 cm por ano. Porém, na puberdade, esse valor sobe para 12 cm ou 13 cm por ano. Se o crescimento for menor que 4 cm ou 6 cm na puberdade, o um médico endocrinologista ou endocrinologista pediátrico deve ser consultado.

Em algumas situações, como na Síndrome de Turner, em crianças nascidas pequenas para a idade gestacional, nos portadores da Síndrome de Prader-Willi, em crianças com insuficiência renal crônica e em outras doenças que cursam com baixa estatura, pode ser necessário tratamento com reposição de GH, o hormônio do crescimento. Este hormônio só deverá ser utilizado se for prescrito pelo médico endocrinologista.

Saiba mais em: Nanismo: o que é e quais são as causas?

Fazer sexo em excesso causa algum mal?
Dra. Nicole Geovana
Dra. Nicole Geovana
Medicina de Família e Comunidade

Fazer sexo em excesso não causa propriamente nenhum mal. Fisicamente, o excesso de relações sexuais pode provocar alguma dor, desconforto ou ardência nos órgãos genitais, tanto no homem como na mulher. Isso acontece pelo atrito, que gera pequenas lesões e causa esses sintomas.

Homens que praticam sexo em excesso podem ficar com o esperma mais escuro, com uma coloração avermelhada ou marrom. Trata-se de uma condição chamada hematospermia, que é a presença de sangue no líquido seminal. No entanto, não costuma ser nada de grave. Se a causa for mesmo o excesso de sexo, o tratamento é feito com abstinência sexual e repouso.

É difícil definir exatamente o que é "sexo em excesso". Há pessoas que ficam satisfeitas fazendo sexo uma vez por semana, enquanto outras querem fazer 3 vezes por dia. Não é possível estabelecer um limite, como por exemplo: sexo faz bem até "x" relações sexuais por dia, mais do que isso pode ser prejudicial. Os limites e a quantidade variam de pessoa a pessoa.

Por outro lado, ao mesmo tempo que há um certo limite físico para o sexo, existe também um limite comportamental. Se a necessidade de fazer sexo começar a interferir no cotidiano da pessoa, ao ponto dela deixar de lado outras atividades que lhe são importantes, como trabalho, estudos, vida social ou lazer, pode se tratar de algum tipo de compulsão.

Nesses casos, o mais indicado é procurar um/a sexólogo/a ou psicoterapeuta para identificar a origem do distúrbio. Alguns medicamentos também podem inibir a compulsão sexual e auxiliar o indivíduo a restabelecer a sua rotina normal, se esse for o caso.

Sempre é importante preservar-se nos momentos das relações sexuais, tendo em conta um ambiente confortável e seguro, sentindo confiança com a pessoa em que está se relacionando e além de fazer uso de preservativo masculino ou feminino em toda relação sexual.

Em caso de dúvida, procure o/a médico/a de família, ginecologista ou clínico/a geral para conselhos mais adaptados ao seu caso, principalmente nas recomendações de métodos contraceptivos.

Será que ainda sou virgem?
Dr. Charles Schwambach
Dr. Charles Schwambach
Médico

Pênis, dedos, ou qualquer outro objeto introduzido na vagina podem romper o hímen, geralmente é um pouco doloroso e ocorre um pequeno sangramento. Perguntar aqui no site se ainda é virgem nunca vai obter uma resposta, porque a única maneira que o médico tem de saber é examinando a entrada da sua vagina para verificar se o seu hímen está intacto ou não. Se quer comprovar ou ter certeza de sua virgindade somente indo ao médico.

Leia também: Tem como o ginecologista saber quando perdi a virgindade?

Perder a virgindade dói?

A dor na hora de perder a virgindade é muito individual de cada mulher, para algumas a dor é muito grande e insuportável a ponto de não prosseguir o ato e outras mulheres não sentem dor nenhuma, quanto mais ansiedade e expectativa pior é a dor, se está esperando dor nesse momento provavelmente vai ser um momento ruim para você. Espere o melhor e terá o melhor, é para ser bom e não ruim, se ainda não está preparada espera mais.

Quais precauções tomar quando for fazer sexo pela primeira vez?
Dra. Nicole Geovana
Dra. Nicole Geovana
Medicina de Família e Comunidade

As precauções que você deve tomar quando for fazer sexo pela primeira vez são as mesmas que deverá ter nas outras vezes que tiver uma relação sexual:praticar de forma consciente de suas vontades e com o consentimento da outra pessoa; usar preservativo sempre, para evitar uma gravidez indesejada e prevenir-se contra doenças sexualmente transmissíveis (DST).

É importante lembrar que para prevenir a transmissão das DST, a camisinha deve ser usada em todo tipo de ato sexual (anal, oral e vaginal).

Uma consulta prévia com o/a clínico/a geral, médico/a de família ou ginecologista pode facilitar tirar dúvidas e aumentar as informações sobre métodos contraceptivos mais indicados em cada situação. 

Depois de tomadas todas as precauções para prevenir a transmissão de doenças e evitar uma gravidez não planejada, é importante que as pessoas envolvidas criem intimidade e não tenha pressa para que as coisas aconteçam de forma prazerosa.  

A tensão e a expectativa exagerada podem interferir diretamente no prazer, pois dificultam a lubrificação genital e o relaxamento da musculatura dessa região, dificultando o prazer.  

Todo ato sexual deve ser realizado com livre e espontâneo desejo das pessoas envolvidas.

Meu filho 13 anos queixa-se de caroço em seu peito esquerdo?
Dr. Charles Schwambach
Dr. Charles Schwambach
Médico

Nesta idade já existe uma grande quantidade de hormônios sexuais agindo no corpo de seu filho, isto sempre levanta a dúvida se um caroço ou nódulo de mama nesta idade representa apenas um problema hormonal ou pode ser um nódulo na mama mesmo. Seu filho precisa ser examinado por um médico, leve ele num pediatra (alguns não atendem crianças com mais de 12 anos) ou ginecologista que eles saberão conduzir a investigação adequada para esse tipo de situação.

Minha irmã de 8 anos tem um caroço no peito esquerdo...
Dr. Charles Schwambach
Dr. Charles Schwambach
Médico

Pode ser o "botão mamário" que significa que os seios dela vão começar a se desenvolver, como pode ser um nódulo na mama, ela deve ir ao médico.

Tenho seios pequenos, queria saber se eles crescem mais?
Dr. Charles Schwambach
Dr. Charles Schwambach
Médico

Provavelmente sim, mas o ideal é ser examinada por um médico, o tamanho dos seios está relacionado com a genética (que no seu caso parece favorável) e com outros fatores como alimentação e hormônios.

Comecei ter relação sexual faz pouco tempo e tive sangramento na vagina, isso significa o que?
Dr. Charles Schwambach
Dr. Charles Schwambach
Médico

Na verdade, isso é decorrente geralmente de traumatismo na vagina, é bastante comum ocorrer nas primeiras vezes que a mulher tem relação sexual, se for somente um caso isolado (uma única vez) não precisa se preocupar, caso continue se repetindo procure um ginecologista.

Outra coisa importante para lembrar a você é que agora que começou a ter relações deve ir a um ginecologista para conversar sobre anticoncepção, exame preventivo anual do câncer de colo do útero entre outras coisas.