Perguntar
Fechar

Fígado inchado: o que pode ser?

Dra. Janyele Sales
Dra. Janyele Sales
Medicina de Família e Comunidade

Fígado inchado pode ser sinal de doenças e problemas hepáticos como cirrose, hepatite, acúmulo de gordura no fígado ou ainda um tumor localizado no órgão. O fígado também pode ficar inchado em casos de insuficiência cardíaca, leucemia, sarcoidose, mononucleose infecciosa, consumo excessivo de bebidas alcoólicas, entre outras causas.

A hepatomegalia, termo médico para "fígado inchado", caracteriza-se pelo aumento do fígado para além do seu tamanho normal. Pode-se considerar que o fígado está inchado quando é possível palpá-lo na borda inferior das costelas do lado direito.

Uma causa relativamente comum de hepatomegalia é o acúmulo de gordura no fígado, conhecido como esteatose hepática, causado principalmente pela obesidade. Essa condição nem sempre é grave, mas há casos em que pode produzir uma inflamação e lesionar o órgão. Nos casos mais graves, a esteatose pode evoluir para cirrose hepática, que causa lesão permanente no fígado, geralmente esse risco é maior em pessoas com diabetes ou uso abusivo de álcool.

Nos demais casos a evolução é benigna, sendo que a gordura no fígado pode ser revertida através de medidas como redução de peso, redução da ingesta de gorduras, atividade física. Isto porque, a esteatose hepática é o resultado de uma alimentação com excesso de gorduras que o organismo não consegue metabolizar. Sendo que uma das gorduras que causam maiores problemas é a gordura trans, ou vegetal hidrogenada, que não é processada pelo organismo adequadamente e é facilmente depositada no fígado. Este tipo de gordura está presente em bolachas, salgadinhos, frituras, manteigas, margarinas, pães de queijo, entre outros alimentos.

Outra importante causa de gordura no fígado é o consumo de álcool. Boa parte dos indivíduos que bebem regularmente desenvolvem esteatose, uma vez que o álcool permite uma rápida acumulação de gordura no fígado.

A esteatose hepática também pode ter como causa o excesso de peso, diabetes, níveis elevados de colesterol ou triglicerídeos, uso de medicamentos, doenças metabólicas genéticas, rápida perda de peso, ingestão de toxinas e predisposição genética.

O tratamento para o fígado inchado depende da sua causa. No caso do fígado gordo, o tratamento consiste numa série de medidas que podem incluir dieta, perda de peso, controle do diabetes, colesterol e triglicérides, além de evitar bebidas alcoólicas.

O especialista responsável pelo diagnóstico e tratamento das doenças do fígado é o médico hepatologista, mas para uma avaliação inicial procure um clínico geral ou médico de família.

Saiba mais em:

Quais os sintomas da esteatose hepática?

Esteatose hepática tem cura? Qual o tratamento?