Perguntar
Fechar

Quais os riscos da anestesia geral?

Os riscos da anestesia geral são bastante baixos e a ocorrência de complicações que podem levar àmorte são extremamente raras (cerca de 4 em cada 1 milhão de pacientes sem doenças graves).

As reações e efeitos colaterais mais comuns de uma anestesia geral são:

  • Náuseas e vômitos: Podem ocorrer depois do paciente acordar, são frequentes, mas facilmente tratáveis.
  • Dificuldade de concentração e memorização: Podem se manifestar nos dias seguintes à anestesia e desaparecem espontaneamente.

Apesar de serem muito raras, podem ocorrer complicações mais graves, como:

  • Queda acentuada da pressão arterial;
  • Convulsões;
  • Parada cardíaca;
  • Paralisia residual: É causada pelo relaxante muscular usado na anestesia geral e caracteriza-se por uma incapacidade de inspirar profundamente e tossir, além de dificuldade de deglutição (engolir). Tal condição pode obstruir as vias aéreas superiores, causar pneumonia e até levar à morte.

É importante lembrar que os riscos estão muitas vezes relacionados com o estado de saúde da pessoa, doenças pré-existentes (diabetes, problemas cardíacos e respiratórios, alergias) e a própria complexidade da cirurgia.

Veja também: Quem tem problemas cardíacos pode tomar anestesia geral?

Quando ocorre alguma complicação durante uma anestesia geral, raramente a culpa é especificamente da anestesia, mas sim de todo um conjunto de fatores.

O que pode aumentar os riscos da anestesia geral?

  • História anterior de choque anafilático;
  • Obesidade;
  • Tabagismo;
  • Alergia a medicamentos e alimentos;
  • Consumo habitual de álcool;
  • Medicamentos;
  • Uso de drogas ilícitas;
  • Apneia do sono.

Em pacientes saudáveis ou sem doenças graves, as chances de ocorrer um evento grave durante uma cirurgia devido à anestesia é muito pequena.

Desde que aplicada por profissionais bem capacitados, a anestesia geral é muito segura, pois com todos os equipamentos disponíveis atualmente é possível manter o controle total sobre as funções vitais do paciente e agir rapidamente caso ocorra algum problema.

Além disso, a qualidade dos medicamentos atuais diminui muito os efeitos indesejados de uma anestesia geral.

Contudo, a avaliação pré-anestésica com o médico anestesista é muito importante para evitar complicações, pois detecta possíveis fatores de risco associados ao paciente, permitindo prepará-lo da melhor maneira para a cirurgia.

Leia também:

Anestesia Geral pode Atrasar a Menstruação?

Quais os efeitos colaterais da anestesia raquidiana?