Quais são os sintomas da candidíase?

Os sintomas da candidíase variam de acordo com a região do corpo onde ocorre a infecção. A candidíase é uma infecção causada por um fungo, geralmente a Candida albicans, que pode atingir várias regiões do corpo como boca, esôfago, vagina, vulva e pele.
As candidíases mais comuns são as que ocorrem na vagina e na boca (ou oral). Os homens também podem ter candidíase, embora ela seja mais comum nas mulheres. A candidíase ou monilíase oral pode ter sintomas diferenciados dependendo da sua causa e é muito comum em idosos com prótese dentária (dentadura) e pessoas com higiene oral deficiente.

Sinais e sintomas da monilíase ou candidíase oral:

  • manchas avermelhadas, dolorosas e inchadas na língua e na mucosa oral,
  • manchas brancas (placas) na língua, mucosas da boca, céu da boca (palato) e na região da garganta (orofaringe), podendo ser dolorosas ou não e, em alguns casos, podem sangrar ao serem removidas (veja também: Língua branca é sinal de doença?).

Veja também: Sapinho na boca: Quais os sintomas e como tratar?

Sinais e sintomas da candidíase em mulheres e em gestantes:

  • coceira (prurido), muitas vezes intensa, na vagina, podendo atingir também a vulva, períneo e ânus,
  • ardência ou dor para urinar,
  • corrimento branco, grumoso, sem cheiro, podendo ter aspecto de leite coalhado (caseoso),
  • vermelhidão (hiperemia), inchaço (edema) vulvar,
  • dor na relação sexual,
  • sensação de irritação na vulva e nas áreas próximas.


Sinais e sintomas da candidíase genital no homem:

  • vermelhidão na glande (cabeça do pênis) e em regiões próximas a ela,
  • lesões com aspecto de pequenos pontos vermelhos na glande e em regiões próximas a ela,
  • coceira.

A cândida está presente no corpo, normalmente sem causar algum problema ou sintoma. Porém, em algumas situações, como na gestação, nos períodos de muito estresse, na queda da imunidade (portadores de AIDS, carcinomas, uso de corticoides em doses elevadas) ou durante o uso de antibióticos, a sua quantidade pode sofrer um aumento, causando a infecção. Pessoas com diabetes mellitus também têm maior risco para a candidíase.

O ginecologista, o urologista ou o infectologista são os especialistas indicados para diagnosticar e tratar pacientes com candidíase.